CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

A inquietude do amor

O coração está em paz
Vivendo tranquilamente sossegado
Depois de ter passado pela tempestade
Tudo é calmaria
Tudo é silêncio no amanhecer
Que faz a gente perceber
O quanto essa tranquilidade é singela.
Nessa calma tão envolvente
Deixa-se balançar ao vento
Seguindo ao longe a canção da liberdade
Como se nada mais no mundo
Pudesse estragar esse momento único.
Mas, quem disse que será assim?
De repente, em meio ao silêncio,
Uma flecha atravessa o ar
Acerta em cheio o coração tranquilo
Aquele olhar inexplicável
Sereno, sedutor e único
Invade o coração e bagunça tudo
E quando você menos espera
Ela abre o sorriso encantador e diz:
- Olha eu aqui!
E, então, sabe que foi pego outra vez
Pela inquietude do amor.

Poema: Odair José, Poeta Cacerense

www.odairpoetacacerense.blogspot.com

Submited by

terça-feira, abril 30, 2024 - 11:51

Poesia :

No votes yet

Odairjsilva

imagem de Odairjsilva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 2 horas 2 minutos
Membro desde: 04/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 15948

Comentários

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odairjsilva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Amor Se alguém souber 6 110 06/25/2024 - 03:50 Português
Poesia/Amor Deusa em um jardim 6 164 06/23/2024 - 14:57 Português
Poesia/Pensamentos Um tolo por acreditar 6 303 06/22/2024 - 14:07 Português
Poesia/Pensamentos A noite dos gafanhotos 8 407 06/22/2024 - 14:05 Português
Poesia/Pensamentos Enigmas de uma vida intensa 6 467 06/20/2024 - 20:08 Português
Poesia/Desilusão Desejos que acabam de partir 6 317 06/18/2024 - 23:49 Português
Poesia/Amor Ao pôr do sol no cais 6 265 06/17/2024 - 23:47 Português
Poesia/Pensamentos As distâncias do mundo 6 886 06/16/2024 - 13:12 Português
Poesia/Desilusão Em cada despedida 6 323 06/15/2024 - 13:12 Português
Poesia/Desilusão O vento levou 6 234 06/14/2024 - 21:14 Português
Poesia/Meditação Dez pragas terríveis 6 193 06/13/2024 - 23:07 Português
Poesia/Amor Teu amor é jardim em flor 6 178 06/12/2024 - 22:31 Português
Poesia/Poetrix Saudades 6 446 06/12/2024 - 04:07 Português
Poesia/Desilusão Recordo-me da morena 6 361 06/11/2024 - 03:10 Português
Poesia/Desilusão Ruminando os pedaços 6 270 06/09/2024 - 13:07 Português
Poesia/Meditação Confusão mental 6 603 06/07/2024 - 13:46 Português
Poesia/Amor E a saudade se foi 6 380 06/06/2024 - 12:09 Português
Poesia/Pensamentos Um mistério em cada esquina 6 991 06/05/2024 - 22:18 Português
Poesia/Amor Você é a razão 6 243 06/04/2024 - 20:23 Português
Poesia/Amor No olhar dela 6 333 06/04/2024 - 12:04 Português
Poesia/Amor Se o amor não faz parte 6 242 06/04/2024 - 02:43 Português
Poesia/Pensamentos Caminhos desconhecidos 6 1.083 06/03/2024 - 20:38 Português
Poesia/Dedicado Ser poeta é... 6 255 06/02/2024 - 13:53 Português
Poesia/Amor Mil segredos temos nós 6 303 06/01/2024 - 13:42 Português
Poesia/Pensamentos Ecos distantes em nossa cabeça 6 1.105 05/31/2024 - 13:46 Português