CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

"Insonia"

Hoje a insonia me ataca,me maltrata.
Tento lutar contra a solidão,uma luta sem ganhadores.
Mais uma vez luto pra não perder meu amor.
Agora que encontrei uma luz,passo as madrugadas em claro fugindo dos pesadelos que me perseguem.
Mais outra perseguição,
Pesadelos acordado,tenho medo de fechar os olhos e não poder morrer,
ou até mesmo não poder amar.
Não tenho medo da morte,tenho da solidão.
Tão e só,nada ser ou ter.
Dormir quase faz parte do meu vocabulário.
Amar novo verbo em minha vida.
Medo um companheiro que empregunou e me larga em ipotese alguma.
As vezes acho que sou louco,mas nada mais é que meu disfarce,
para fugir da realidade que abraça.
Viver um mundinho criança pode ser uma solução imediata para alguns problemas.
Ou confusão insensata de uma vida parada.
Poetas as vezes se confundem,com as poesias.
Ou até mesmo transformam-se nela.
Eu não sou diferente,descrevo nelas meus sórdidos sentimentos.
Meus momentos,minhas fossas,minhas lamentações.
Eu sou linha por linha.
Frase por frase,letra por letra.
Eu assim louco e confuso como uma frase errada.
Mais amo corretamente,
Tanto que não posso te perder...

Autor:Verton Brndino da Silva(06/04/2011)
São Paulo

"Insomnia"

Today insomnia attacks me, wounds me.
I try to combat loneliness, a fight without winners.
Again fight to not lose my love.
Now I found a light step in the early morning light escaping from the nightmares that haunt me.
Yet another chase,
Nightmares awake, afraid to close my eyes and can not die,
or even not able to love.
I'm not afraid of death, I have solitude.
And just so, nothing to be or have.
Sleep almost part of my vocabulary.
New verb to love in my life.
Fear a companion and I empregunou ipotese wide at all.
Sometimes I think I'm crazy, but nothing more than my disguise,
to escape the reality that embraces.
Live a little world child can be an immediate solution to some problems.
Or senseless mess of a life still.
Poets sometimes confused with the poems.
Or even become it.
I'm no different, I describe them my sordid feelings.
My time, my pits, my lamentations.
I'm line by line.
Phrase by phrase, letter by letter.
I so crazy and confusing as a wrong phrase.
Love More correctly,
So much so that I can not lose you ...

Author: Verton Brandino da Silva (06/04/2011)
São Paulo

Submited by

quinta-feira, abril 14, 2011 - 04:02

Poesia :

No votes yet

Verton Brandino da Silva

imagem de Verton Brandino da Silva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 4 semanas 12 horas
Membro desde: 04/13/2011
Conteúdos:
Pontos: 796

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Verton Brandino da Silva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Meditação "Inocente!" 0 640 12/14/2016 - 23:23 Português
Poesia/Geral "COMUNICADO" 0 600 11/25/2016 - 15:07 Português
Poesia/Geral "Minha cor" 0 717 11/20/2016 - 17:24 Português
Poesia/Meditação "Gotas" 0 719 11/14/2016 - 17:17 Português
Poesia/Fantasia "Cerva" 0 735 11/14/2016 - 01:33 Português
Poesia/Meditação "Falta" 0 592 11/14/2016 - 01:29 Português
Poesia/Meditação "Fora de área" 0 254 11/14/2016 - 01:22 Português
Poesia/Pensamentos "A Volta!" 0 520 01/22/2016 - 16:03 Português
Poesia/Pensamentos "Não me faças juras!" 0 463 01/22/2016 - 16:02 Português
Poesia/Desilusão "Só por hoje não mais te quero!" 0 746 10/19/2015 - 08:32 Português
Poesia/Desilusão "Te fiz!" 0 1.375 10/19/2015 - 08:29 Português
Poesia/Dedicado "Desculpe-me!" 0 461 10/18/2015 - 03:56 Português
Poesia/Meditação "Duvidas!" 0 537 10/18/2015 - 03:42 Português
Poesia/Geral "Senti falta sua!" 0 509 10/18/2015 - 03:24 Português
Poesia/Geral "Contos de fadas!" 0 578 10/13/2015 - 01:45 Português
Poesia/Fantasia "Momentos angelicais!" 0 455 10/13/2015 - 01:42 Português
Poesia/Geral "Ela!" 0 459 10/13/2015 - 01:25 Português
Poesia/Pensamentos "Já nem sei." 0 308 08/27/2015 - 13:06 Português
Poesia/Dedicado "Tanto fiz que te perdi." 0 451 08/25/2015 - 07:31 Português
Poesia/Meditação "Vejam!" 0 629 08/23/2015 - 03:28 Português
Poesia/Meditação "Réu Confesso!" 0 536 08/20/2015 - 16:53 Português
Poesia/Pensamentos "Uma carta para a solidão." 0 322 08/20/2015 - 16:51 Português
Poesia/Geral "Pedrada!" 0 381 08/20/2015 - 16:45 Português
Poesia/Dedicado "Votos" 0 441 12/26/2014 - 03:03 Português
Poesia/Meditação "Escudo" 0 385 12/22/2014 - 17:07 Português