CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

[Invisíveis]

Há dois tipos de amores
Dos quais não se pode viver.
O que se perdeu,
E o que ainda não chegou.
O primeiro...
É uma lembrança cheia de retalhos,
Adocicada pelo tempo.
O segundo...
Apenas uma expectativa,
Cheia de falsas memorias
Do que ainda não se sentiu.
Armadilhas certas para corações pulsantes.
O único amor possível de se contemplar
É o que nossos olhos podem ver.
Por isso o relógio parece nos deixar tristes.
Estamos sempre um tic à frente,
Ou um tac à trás do que podemos sentir.
Mas raramente,
Em mesmo compasso com nossa realidade.
Amarras frágeis,
Que sufocam a alma.
Assim, sem perceber...
Amores possíveis,
Se tornam invisíveis.

Pablo Danielli

Submited by

segunda-feira, janeiro 6, 2020 - 18:06

Poesia :

No votes yet

Pablo Gabriel

imagem de Pablo Gabriel
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 3 semanas 1 dia
Membro desde: 05/02/2011
Conteúdos:
Pontos: 2916

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Pablo Gabriel

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Meditação Margens 0 477 03/17/2015 - 15:43 Português
Críticas/Outros Apaixone-se pelo gesto e não pelo objeto! 0 801 03/06/2015 - 18:44 Português
Poesia/Meditação Possuir 0 880 03/04/2015 - 15:28 Português
Poesia/Meditação Pálida Noite 0 551 02/27/2015 - 15:52 Português
Críticas/Outros Sobre a educação, porcos e diamantes. 0 757 02/20/2015 - 14:21 Português
Poesia/Meditação Entretempo 0 963 02/19/2015 - 17:46 Português
Críticas/Outros Tempo 0 986 02/06/2015 - 13:38 Português
Críticas/Outros Boca seca 0 1.157 01/31/2015 - 13:08 Português
Críticas/Outros Coito interrompido 0 808 01/31/2015 - 13:05 Português
Poesia/Meditação Falência programada 0 727 09/19/2014 - 19:43 Português
Fotos/Outros Silencio, inocente. 0 1.190 09/18/2014 - 13:57 Português
Poesia/Geral Ao acaso 0 1.596 09/04/2014 - 14:10 Português
Críticas/Outros anacrônico 0 1.038 09/02/2014 - 02:25 Português
Críticas/Outros Sobre a eleição, sujeiras e confiança. 0 619 08/28/2014 - 16:20 Português
Poesia/Geral Tempo? 0 969 08/27/2014 - 15:01 Português
Críticas/Outros Desbotar 0 1.392 08/25/2014 - 22:35 Português
Poesia/Geral Morro 0 532 08/19/2014 - 19:18 Português
Poesia/Amor Gatuno 0 604 08/18/2014 - 15:23 Português
Poesia/Meditação Pulsar 0 704 08/14/2014 - 13:27 Português
Fotos/Outros Mordaça 0 1.360 08/06/2014 - 20:08 Português
Poesia/Meditação Movimentos 0 379 08/04/2014 - 17:17 Português
Críticas/Outros A imbecilidade na forma politica. 0 1.135 07/29/2014 - 15:39 Português
Fotos/Outros Elementos 0 934 07/23/2014 - 14:02 Português
Fotos/Outros Bomba 0 909 07/17/2014 - 14:03 Português
Fotos/Outros Sentidos 0 1.418 07/16/2014 - 18:00 Português