CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Via Láctea - Soneto XIII

"Ora (direis) ouvir estrelas! Certo
Perdeste o senso!" E eu vos direi, no entanto,
Que, para ouvi-las, muita vez desperto
E abro as janelas, pálido de espanto...

E conversamos toda a noite, enquanto
A via-láctea, como um pálio aberto,
Cintila. E, ao vir do sol, saudoso e em pranto,
Inda as procuro pelo céu deserto.

Direis agora: "Tresloucado amigo!
Que conversas com elas? Que sentido
Tem o que dizem, quando estão contigo?"

E eu vos direi: "Amai para entendê-las!
Pois só quem ama pode ter ouvido
Capaz de ouvir e de entender estrelas".

Olavo Bilac.

Submited by

quinta-feira, novembro 7, 2013 - 04:34

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

Israel

imagem de Israel
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 ano 49 semanas
Membro desde: 08/14/2013
Conteúdos:
Pontos: 25

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Israel

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Tristeza Avalanche de sentimentos 1 540 06/19/2014 - 00:08 Português
Poesia/Soneto Via Láctea - Soneto XIII 0 282 11/07/2013 - 04:34 Português
Poesia/Pensamentos Meu Hobby 0 368 11/06/2013 - 04:56 Português
Poesia/Amor Antes que o tempo passe 0 327 08/17/2013 - 15:59 Português
Poesia/Geral Meu Universo 0 338 08/17/2013 - 05:32 Português