CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

MEU AMOR

Meu Amor

Disse-te um dia

Que em meu coração ateaste

Um fogo luminoso.

Apagado e triste o deixaste

Num sopro doloroso.

Não te afastes de mim

Deixa-me ser,

Do teu sol, o último raio

Deixa ser a tua flor de jasmim,

Florescida no mês de Maio

Meu amor

Quero ser o teu poente

O teu mistério ou segredo

O teu rio ou afluente

O teu clamor, o teu medo.

Meu amor

Deixa-me ser

o cansaço onde adormeces

O teu júbilo ou pesar

O sonho onde tudo esqueces

E só lembras de me amar.

 

Meu amor

Deixa que seja

O rítmo do teu viver

Tudo o que o teu corpo deseja

Deixa-me amar-te enquanto o

coração bater.

natalia nuno

rosafogo

 

Submited by

terça-feira, março 27, 2012 - 20:03

Poesia :

Your rating: None (3 votes)

natalianuno

imagem de natalianuno
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 6 semanas 6 dias
Membro desde: 12/17/2009
Conteúdos:
Pontos: 697

Comentários

imagem de natalianuno

Obrigada Henrique

Volto de novo a publicar aqui e queria agradecer-lhe
por me ler e comentar.

Bom ano 2013.
Abraço.

imagem de Nuno Lago

MEU AMOR

Um belo poema, onde tu estás retratada com transparência! Sentimental e muito afectiva. Gostei, Natalianuno.
Beijo
Nuno

imagem de natalianuno

agradecimento

Obrigada Nuno, há algum tempo que não vinha aqui, daí o meu atraso
no agradecer-te.

beijo

imagem de natalianuno

Amor maduro

Um amor amadurecido sem dúvida, tem que se viver um grande amor
para se morrer completo.

Obrigada Abílio
meu abraço

imagem de Henricabilio

amor

A revelação de um amor
forte e determinado
que merece o calor
de um comentário.

Saudações

Abilio

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of natalianuno

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Tristeza TARDE QUIETA 0 535 12/21/2010 - 19:53 Português
Poesia/Desilusão E NADA TEM SENTIDO 0 623 12/21/2010 - 19:58 Português
Poesia/Desilusão NÃO SEI AO CERTO 0 816 12/22/2010 - 16:47 Português
Poesia/Tristeza SEGREDANDO 0 631 12/22/2010 - 22:56 Português
Poesia/Desilusão O POEMA NÃO SABE 2 805 12/22/2010 - 23:00 Português
Poesia/Desilusão LOUCURA 0 610 12/23/2010 - 15:53 Português
Poesia/Tristeza ENTRE O CÉU E A TERRA 0 848 12/23/2010 - 18:40 Português
Poesia/Desilusão REFLEXO 0 1.477 12/23/2010 - 22:34 Português
Poesia/Tristeza IRONIA 0 645 12/25/2010 - 19:07 Português
Poesia/Desilusão ESTE SILÊNCIO 2 779 12/26/2010 - 22:08 Português
Poesia/Amor EUFORIA DO AMOR 2 596 12/26/2010 - 22:11 Português
Poesia/Meditação A VIDA É ESTE BAILADO 2 605 12/26/2010 - 22:32 Português
Poesia/Desilusão SONHOS ADIADOS 4 735 12/26/2010 - 22:38 Português
Poesia/Alegria HÁ-DE RESTAR UMA CENTELHA VIVA! 2 452 12/26/2010 - 22:40 Português
Poesia/Tristeza HOJE ME SINTO A MORRER 0 355 12/26/2010 - 23:00 Português
Poesia/Tristeza PARTO SEM DESTINO 2 671 12/28/2010 - 21:42 Português
Poesia/Tristeza MEMORIA DUM TEMPO ÍDO 3 577 12/28/2010 - 21:54 Português
Poesia/Dedicado UM RAIO DE SOL 0 423 12/29/2010 - 14:31 Português
Poesia/Meditação NÃO SEI NÃO !? 0 422 12/29/2010 - 14:33 Português
Poesia/Amor POEMA AO AMOR 0 629 12/29/2010 - 14:36 Português
Poesia/Dedicado A TI MÃE 0 345 12/29/2010 - 21:02 Português
Poesia/Geral QUADRAS LOUCAS 0 936 12/30/2010 - 19:15 Português
Poesia/Desilusão À VIDA 2 857 12/30/2010 - 21:33 Português
Poesia/Tristeza PALAVRAS LEVA-AS O VENTO 4 1.145 12/30/2010 - 21:36 Português
Poesia/Geral QUADRAS SEM VOZ 2 592 12/30/2010 - 21:40 Português