CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Meu Parnaso

A todo o engenho unido o gênio torce
A palavra, faz uso da linguagem
De tal forma que a faz quase a sua imagem
E quem lê o juízo a fim disto contorce...

Perco o meu sono por esta mensagem
E inda assim não importa o quanto me esforce:
Tal o fio rompido se muito o retorces
Parece ter sido perdida a viagem...

Pois a razão de ser deste meu poema
Era tal os muros de uma cidadela
Em que mesmo linda o juízo se enforca:

Há a solução apesar de não o problema;
Uma corda laços podem tornar bela...
Mas com que serventia se o de uma forca?
06 de janeiro de 2013 – 00h 32min
Natal  -  Rio Grande do Norte  -  Brasil

Adolfo J. de Lima

Submited by

terça-feira, janeiro 8, 2013 - 17:24

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

Adolfo

imagem de Adolfo
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 2 semanas 3 dias
Membro desde: 05/12/2011
Conteúdos:
Pontos: 3573

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Adolfo

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Soneto Somente depois de morta 0 511 12/30/2012 - 23:46 Português
Poesia/Dedicado Piercing 0 1.293 12/24/2012 - 01:09 Português
Poesia/Soneto Calo 0 918 12/23/2012 - 23:44 Português
Poesia/Dedicado Ousado eu? 0 827 12/14/2012 - 02:28 Português
Poesia/Soneto Vela de cera 4 695 12/11/2012 - 23:32 Português
Poesia/Soneto Copo minguante 0 1.021 12/09/2012 - 21:29 Português
Poesia/Soneto Cinza 0 719 12/09/2012 - 01:19 Português
Poesia/Pensamentos Dístico da Anjiquinhos 0 680 12/08/2012 - 06:02 Português
Poesia/Soneto Soneto feito de traição V 1 807 12/03/2012 - 16:42 Português
Poesia/Soneto Pois os extremos foste 0 1.048 11/30/2012 - 20:17 Português
Poesia/Pensamentos Versos Universias VIII 0 872 11/29/2012 - 21:05 Português
Poesia/Pensamentos Versos Universais VII 1 832 11/29/2012 - 16:57 Português
Poesia/Geral Poesia convulsionada 3 566 11/27/2012 - 16:56 Português
Poesia/Soneto Soneto feito de traição 2 737 11/27/2012 - 16:43 Português
Poesia/Soneto A Existencialidade das crises ou crises existenciais 0 778 11/26/2012 - 23:37 Português
Poesia/Meditação Versos Universais VI 1 1.191 11/23/2012 - 18:54 Português
Poesia/Dedicado À timidez dos cabelos escovados 2 762 11/22/2012 - 22:09 Português
Poesia/Dedicado Sexteto à minha avó Joana 0 751 11/21/2012 - 02:22 Português
Poesia/Pensamentos Deathmetal 1 1.142 11/17/2012 - 18:22 Português
Anúncios/Outros - Oferece-se 17 0 2.385 11/17/2012 - 07:52 Português
Poesia/Geral 17 0 845 11/17/2012 - 07:49 Português
Poesia/Intervenção "É fácil falar em abortar, Afinal você já nasceu." 2 3.163 11/15/2012 - 19:58 Português
Poesia/Intervenção Estágio 2 975 11/13/2012 - 20:54 Português
Poesia/Amizade Desculpas? 0 730 11/12/2012 - 15:10 Português
Poesia/Soneto Corte e costura II 0 792 11/11/2012 - 22:28 Português