CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Nada tenho pra dizer ...

Nada tenho pra dizer ...

Nada tenho pra dizer e me culpo
Seja p'lo que não for dito como p'lo que disse
pouco, não posso ser mais simples que isso,
Me dói a realidade com que vivo,

Exijo que me façam um molde d'antes
De ter endoidecido pra que reconheça
Do que me lembra eu ter dito e me convenci
Ter sido, nada mais simples que isso,

Digo pouco porque pouco há a dizer
Sou pouco seguro do que digo ser, do que quero
Dizer falo alto pra me convencer disso
E me converter naquilo que consideram ser meu

Dito por outros, pouco digo que seja meu,
Digo pouco do que há a dizer, uso d'um disfarce
Que me torna invisível à dúvida, não tenho por ofício
"Me tornar achado", meu palácio não é de luz,

Nem encantado o lago onde me ponho de polegar
Ao longo, Adepto menor me sinto e me desvinculo
Ainda que seja em verdade discípulo do breu
E não Grão-Mestre na condição de divino do céu,

Me dói a realidade com que vivo,
Nada mais simples que isso ...

Joel Matos (05/2018)
http://joel-matos.blogspot.com

Submited by

quarta-feira, maio 23, 2018 - 11:48

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

Joel

imagem de Joel
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 3 semanas 1 dia
Membro desde: 12/20/2009
Conteúdos:
Pontos: 40680

Comentários

imagem de Joel

não posso ser mais simples

não posso ser mais simples que isso,
Me dói a realidade com que vivo,

Exijo que me façam um molde d'antes
De ter endoidecido pra que reconheça
Do que me lembra eu ter dito

imagem de Joel

não posso ser mais simples

não posso ser mais simples que isso,
Me dói a realidade com que vivo,

Exijo que me façam um molde d'antes
De ter endoidecido pra que reconheça
Do que me lembra eu ter dito

imagem de Joel

não posso ser mais simples

não posso ser mais simples que isso,
Me dói a realidade com que vivo,

Exijo que me façam um molde d'antes
De ter endoidecido pra que reconheça
Do que me lembra eu ter dito

imagem de Joel

não posso ser mais simples

não posso ser mais simples que isso,
Me dói a realidade com que vivo,

Exijo que me façam um molde d'antes
De ter endoidecido pra que reconheça
Do que me lembra eu ter dito

imagem de Joel

não posso ser mais simples

não posso ser mais simples que isso,
Me dói a realidade com que vivo,

Exijo que me façam um molde d'antes
De ter endoidecido pra que reconheça
Do que me lembra eu ter dito

imagem de Joel

não posso ser mais simples

não posso ser mais simples que isso,
Me dói a realidade com que vivo,

Exijo que me façam um molde d'antes
De ter endoidecido pra que reconheça
Do que me lembra eu ter dito

imagem de Joel

não posso ser mais simples

não posso ser mais simples que isso,
Me dói a realidade com que vivo,

Exijo que me façam um molde d'antes
De ter endoidecido pra que reconheça
Do que me lembra eu ter dito

imagem de Joel

não posso ser mais simples

não posso ser mais simples que isso,
Me dói a realidade com que vivo,

Exijo que me façam um molde d'antes
De ter endoidecido pra que reconheça
Do que me lembra eu ter dito

imagem de Joel

não posso ser mais simples

não posso ser mais simples que isso,
Me dói a realidade com que vivo,

Exijo que me façam um molde d'antes
De ter endoidecido pra que reconheça
Do que me lembra eu ter dito

imagem de Joel

não posso ser mais simples

não posso ser mais simples que isso,
Me dói a realidade com que vivo,

Exijo que me façam um molde d'antes
De ter endoidecido pra que reconheça
Do que me lembra eu ter dito

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Joel

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Ministério da Poesia/Aforismo Erva 10 1.833 11/28/2018 - 16:32 Português
Ministério da Poesia/Aforismo gripe 10 1.051 11/28/2018 - 16:30 Português
Ministério da Poesia/Dedicado phyllis 10 1.055 11/28/2018 - 16:29 Português
Ministério da Poesia/Aforismo candeias as avessas 10 1.498 11/28/2018 - 16:27 Português
Ministério da Poesia/Aforismo veneno 10 1.751 11/28/2018 - 16:26 Português
Ministério da Poesia/Dedicado Iris 10 1.215 11/28/2018 - 16:24 Português
Ministério da Poesia/Aforismo espelho meu 10 1.829 11/28/2018 - 16:22 Português
Ministério da Poesia/Aforismo seda 10 2.551 11/28/2018 - 16:21 Português
Ministério da Poesia/Aforismo Dedragão 10 1.715 11/28/2018 - 16:19 Português
Ministério da Poesia/Aforismo Mal feito eu 10 657 11/28/2018 - 16:17 Português
Ministério da Poesia/Aforismo larva ou crisálida 10 929 11/28/2018 - 16:16 Português
Poesia/Geral De mim não falo mais 10 864 11/18/2018 - 17:04 Português
Poesia/Geral Não ha paisagem que ame mais 10 1.207 11/15/2018 - 21:32 Português
Prosas/Outros Requiem for a dream 10 2.260 11/15/2018 - 21:32 Português
Poesia/Geral O rio só precisa desejar a foz 10 1.017 11/13/2018 - 13:43 Português
Poesia/Geral Se pudesse pegava em mim e seria outra coisa qualquer 11 1.009 11/13/2018 - 13:41 Português
Poesia/Geral Vivo numa casa sem vista certa 11 1.760 11/13/2018 - 13:39 Português
Ministério da Poesia/Geral Amor omisso. 11 951 10/16/2018 - 17:32 Português
Poesia/Geral I can fly ... 11 863 10/16/2018 - 09:41 Português
Poesia/Geral -O corte do costume, se faz favor – 14 565 10/16/2018 - 09:38 Português
Ministério da Poesia/Geral Jaz por terra... 13 736 10/16/2018 - 09:37 Português
Ministério da Poesia/Geral Eu sou o oposto, 13 644 10/16/2018 - 09:36 Português
Ministério da Poesia/Geral Escolho fugir de mim, 13 1.233 10/16/2018 - 09:35 Português
Ministério da Poesia/Geral No bater de duas asas​ ... 13 727 10/16/2018 - 09:34 Português
Poesia/Geral “From above to below” 13 499 10/16/2018 - 09:33 Português