CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

No fim do crepúsculo


Abro as asas
sem tempo
…liberto o espírito
nas águas cálidas do mar
que me beija o corpo adormecido!

Versejo os gritos mudos da alma,
danço com as mãos descalças.

As brisas frescas
aconchegam os timbres do olhar
o rio nocturno
desperta na saliva das manhãs…

Os fios de luz
iluminam os bosques
as batidas são fortes
impulsos do âmago
que ferve no altar da tua vida
que em mim adormece
floresce
se alonga
em traços de nova esperança!

Voo,
voo em liberdade
de sentir os aromas reais da terra,
as chuvas no fim do crepúsculo!

Submited by

sexta-feira, janeiro 21, 2011 - 20:40

Poesia :

No votes yet

AnaCoelho

imagem de AnaCoelho
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 6 anos 20 semanas
Membro desde: 11/14/2008
Conteúdos:
Pontos: 1789

Comentários

imagem de ski

Comment.

Very natural prose, love the ending.

free flight
to experience the real flavors of earth,
rains at the end of twilight!

imagem de angelofdeath

Um raro e belo momento

Um raro e belo momento poético que toda a gete devia ter o prazer de ler.

Parabéns pelo texto,

abraço, Angelofdeath.

imagem de Nanda

Aninha, O crepúsculo

Aninha,

O crepúsculo poético com que nos embalas.

Beijinhos

Nanda

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of AnaCoelho

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Prosas/Pensamentos Provas reais das contas onde os dedos se perdem 0 1.058 09/19/2011 - 06:51 Português
Poesia/Meditação Força da fraqueza 0 1.109 07/09/2011 - 13:39 Português
Poesia/Meditação Configurações 2 821 06/30/2011 - 22:56 Português
Poesia/Meditação Criança 4 558 06/02/2011 - 13:00 Português
Poesia/Meditação Sombra da cor 1 1.014 05/09/2011 - 22:16 Português
Poesia/Geral O prefácio do silêncio 3 884 05/01/2011 - 21:25 Português
Poesia/Aforismo A loucura da palavra 1 1.104 04/26/2011 - 17:30 Português
Poesia/Geral Na cegueira de olhos abertos 1 779 04/09/2011 - 05:50 Português
Poesia/Meditação Ao partir da noite 1 1.299 03/30/2011 - 00:06 Português
Prosas/Pensamentos Espasmos 0 1.065 03/24/2011 - 01:31 Português
Poesia/Meditação Pulsares ocos 0 605 03/18/2011 - 07:39 Português
Poesia/Meditação Respirava os gritos das gaivotas 2 842 03/05/2011 - 00:57 Português
Poesia/Meditação Introspecção 2 626 02/23/2011 - 23:36 Português
Poesia/Meditação Os músculos da coragem 0 776 02/02/2011 - 02:52 Português
Poesia/Meditação Os ecos são de silêncio 3 790 01/30/2011 - 22:29 Português
Poesia/Meditação No fim do crepúsculo 3 652 01/30/2011 - 02:50 Português
Poesia/Pensamentos Até que o dia 1 1.068 01/21/2011 - 11:58 Português
Poesia/Amor Harpas de paixão 2 1.424 01/10/2011 - 23:43 Português
Poesia/Amizade Resposta a uma amiga 1 727 01/10/2011 - 23:38 Português
Poesia/Meditação Balanço os sons da mente 3 636 01/07/2011 - 22:48 Português
Poesia/Meditação Nas distâncias os ecos de outras palavras, 0 471 01/01/2011 - 22:27 Português
Poesia/Dedicado O último poema 2 593 01/01/2011 - 14:06 Português
Poesia/Meditação Até ao amanhecer 1 969 12/31/2010 - 18:06 Português
Videos/Perfil 1027 0 860 11/24/2010 - 23:08 Português
Videos/Perfil 600 0 1.189 11/24/2010 - 23:00 Português