CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Noite

Nada deveria ser dito
nessa madrugada.
Esse céu estrelado
exige reverência.

É preciso renegar a ciência,
a saudade não se mensura.
É chaga sem cura.

Que todos se calem
e só as Estrelas falem.
Ouçamos velhos amores em murmúrios
e as novas promessas em perjúrios.

É preciso vestir a fantasia
e sonhar antes do dia.
É preciso esquecer
o que logo se vai reviver.

Submited by

quarta-feira, fevereiro 2, 2011 - 20:00

Poesia :

No votes yet

fabiovillela

imagem de fabiovillela
Offline
Título: Moderador Poesia
Última vez online: há 3 anos 9 semanas
Membro desde: 05/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 6158

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of fabiovillela

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Videos/Poesia As Cidades e as Guerras - A Canção de Saigon 0 4.900 11/20/2014 - 14:05 Português
Videos/Poesia As Cidades e as Guerras - A Canção de Bagdá 0 4.633 11/20/2014 - 14:02 Português
Videos/Poesia As Cidades e as Guerras - A Canção de Sarajevo 0 6.441 11/20/2014 - 13:58 Português
Poesia/Dedicado Negra Graça Poesia 0 776 11/20/2014 - 13:54 Português
Prosas/Outros Rousseau e o Romantismo - Final - O Contrato Social 0 690 11/19/2014 - 20:02 Português
Poesia/Dedicado A Pedra de Luz 0 501 11/18/2014 - 14:17 Português
Poesia/Amor Chegada 0 784 11/16/2014 - 14:33 Português
Prosas/Outros Rousseau e o Romantismo - Parte XIX - A Liberdade Civil 0 445 11/15/2014 - 21:04 Português
Prosas/Outros Rousseau e o Romantismo - Parte XVIII - A teoria da Vontade Geral 0 803 11/15/2014 - 21:01 Português
Poesia/Dedicado Partidas 0 980 11/14/2014 - 15:13 Português
Prosas/Outros Rousseau e o Romantismo - Parte XVII - A transição para a Liberdade Civil 0 370 11/14/2014 - 14:06 Português
Poesia/Amor Diferenças 0 686 11/13/2014 - 20:25 Português
Prosas/Outros Rousseau e o Romantismo - Parte XVI - A Liberdade Natural 0 795 11/12/2014 - 13:46 Português
Poesia/Amor Tramas 0 668 11/11/2014 - 00:47 Português
Poesia/Geral A mulher que anda nua 0 782 11/09/2014 - 15:08 Português
Prosas/Outros Rousseau e o Romantismo - Parte XV - Emílio e a pedagogia rousseauniana 0 1.040 11/09/2014 - 14:21 Português
Prosas/Outros Rousseau e o Romantismo - Parte XIV - A transição para o Estado de Civilização 0 550 11/08/2014 - 14:57 Português
Prosas/Outros Rousseau e o Romantismo - Parte XIII - O homem no "Estado de Natureza" 0 463 11/06/2014 - 21:00 Português
Prosas/Outros Rousseau e o Romantismo - Parte XII - As Artes e as Ciências 0 318 11/05/2014 - 18:47 Português
Prosas/Outros Rousseau e o Romantismo - Parte XII - A Religião 0 640 11/03/2014 - 13:58 Português
Poesia/Geral Os Finados 0 701 11/02/2014 - 14:39 Português
Prosas/Outros Rousseau e o Romantismo - Parte XI - O amor e o ódio 0 376 11/01/2014 - 14:35 Português
Poesia/Geral A Canção de Bagdá 0 615 10/31/2014 - 14:04 Português
Prosas/Outros Rousseau e o Romantismo - Parte X - As grandes linhas do Pensamento rousseauniano 0 485 10/30/2014 - 20:13 Português
Prosas/Outros Rousseau e o Romantismo - Parte IX - A estada na Inglaterra e a desavença com Hume 0 910 10/29/2014 - 13:28 Português