CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

NUMA NOITE DE LUAR

Olhei ao alto, além do horizonte
O frescor da tarde indica o anoitecer
O sol se vai para trás dos montes
A bela lua a noite vem receber
É lua cheia, causa admiração
As estrelas chegam para acompanhar
Uma a uma vem toda a constelação
Para a beleza de a noite completar
É impossível não olhar ao firmamento
Entre tanto brilho e formosura
A formosa lua estrelas em movimento
Faz o espetáculo lá nas alturas
Tudo perfeito me chama a olhar
Em cada instante me traz mais convicção
É Deus que tudo veio criar
Quão perfeita obra de suas mãos
Sem palavras, os céus é minha direção
Ao negro ton., no realce do luar
Qual cenário terá mais perfeição
A lua e as estrelas estão a se apresentar
Como não ver em tudo isto, o dedo de Deus
O contorno que desenha todo o infinito
A noite magnífica os méritos são seus
Deus tudo é lindo perfeito e tão bonito
As estrelas inspiram a poesia
A lua reflete ao coração
Obrigada noite bela, pela companhia
Com carinho admiro como recepção

Submited by

quinta-feira, fevereiro 24, 2011 - 23:12

Poesia :

No votes yet

VERGINIA CARDOSO

imagem de VERGINIA CARDOSO
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 10 anos 26 semanas
Membro desde: 02/19/2011
Conteúdos:
Pontos: 143

Comentários

imagem de MarneDulinski

NUMA NOITE DE LUAR

Lindo poema, gostei muito e nos incita a sonhar, amar, admirar nossa natureza, em dinamicas mudanças, alternando nossa visão com quadros maravilhosos, que nos encanta!

Meus parabéns,

MarneDulinski

imagem de VERGINIA CARDOSO

AGRADECER COMENTÁRIO

OLÁ AMIGO, MUITO BOM RECEBER SEUS COMENTÁRIOS FAZ TÃO BEM E INCENTIVA  A TRAJETÓRIA POÉTICA, SINCEROS ABRAÇOS!!

imagem de VERGINIA CARDOSO

AGRADECER COMENTÁRIO

OLÁ AMIGO, MUITO BOM RECEBER SEUS COMENTÁRIOS FAZ TÃO BEM E INCENTIVA  A TRAJETÓRIA POÉTICA, SINCEROS ABRAÇOS!!

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of VERGINIA CARDOSO

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Amor AINDA TE ESPERO AMOR!! 1 330 02/19/2011 - 22:05 Português
Poesia/Amor E ASSIM QUE TE AMO 2 314 02/19/2011 - 23:05 Português
Poesia/Amor ROMANCE NO INFINITO 1 231 02/20/2011 - 00:22 Português
Ministério da Poesia/Amor O AMOR NÃO ENVELHECE 0 215 02/20/2011 - 13:52 Português
Ministério da Poesia/Amor O AMOR NÃO ENVELHECE 0 212 02/20/2011 - 13:52 Português
Ministério da Poesia/Amor NO TOQUE DA CANÇÃO OU NAS ESRITAS DO CARTÃO 0 244 02/20/2011 - 16:00 Português
Ministério da Poesia/Amizade AMIGO DE PERTO OU DISTANTE 0 283 02/20/2011 - 16:06 Português
Poesia/Meditação NOS DEGRAUS DA VIDA 1 309 02/20/2011 - 16:47 Português
Ministério da Poesia/Meditação A MENSAGEM DA NOBRE ÁRVORE 0 249 02/21/2011 - 14:29 Português
Ministério da Poesia/Amor SEM VOCÊ NADA TERIA SENTIDO 0 206 02/21/2011 - 14:54 Português
Ministério da Poesia/Geral SE TIVESSE O DOMÍNIO DO TEMPO 0 212 02/21/2011 - 15:40 Português
Ministério da Poesia/Amor A ISTO COMPARO AMADO MEU 0 307 02/21/2011 - 15:43 Português
Ministério da Poesia/Geral É MELHOR OUVIR DO QUE FALAR 0 288 02/21/2011 - 15:54 Português
Ministério da Poesia/Geral GIGANTES DA VIDA 0 188 02/21/2011 - 16:00 Português
Ministério da Poesia/Geral QUEM SOU !! 0 211 02/21/2011 - 18:54 Português
Ministério da Poesia/Geral MATEMÁTICA DE DEUS 0 515 02/21/2011 - 18:58 Português
Ministério da Poesia/Amor AMOR A MEDIDA CERTA AO CORAÇÃO 0 645 02/21/2011 - 19:57 Português
Ministério da Poesia/Geral NA PASSARELA DA VIDA 0 695 02/21/2011 - 20:04 Português
Ministério da Poesia/Amor NAS TELAS DO CORAÇÃO 0 538 02/22/2011 - 14:08 Português
Ministério da Poesia/Amor NAS TELAS DO CORAÇÃO 0 473 02/22/2011 - 14:08 Português
Ministério da Poesia/Geral ACORDA-TE PARA AVIDA 0 892 02/22/2011 - 14:17 Português
Ministério da Poesia/Geral QUEM É AQUELE MENINO 0 629 02/22/2011 - 17:35 Português
Ministério da Poesia/Geral QUERIA APENAS LHE CHAMAR DE PAI 0 518 02/23/2011 - 20:22 Português
Ministério da Poesia/Geral A BEIRA DO CAMINHO 0 536 02/23/2011 - 20:25 Português
Ministério da Poesia/Geral ANTES QUE EU VÁ 0 426 02/23/2011 - 20:31 Português