CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

O Sol

Nascente ou poente
Que vem do norte ou direto do sul
Com beleza estridente
Que conduz os mais belos sonhos
E sem falta permanece e neles se faz presente
Ao estar entre nuvens se desfaz
Ou entre elas se refaz?
Contradiz e reconstrói
Alegra a manhã, toda à tarde
Ao comparecer arranca-nos o que dói
Faz-nos apaixonar
Entre nós e conosco
Se fez, se faz e sempre que puder se fará
Refaz nosso dia amargo
Deixa prevalecer seu brilho em um dia todo fosco
Majestoso astro que conduz
Em todos os possíveis aspectos
Embeleza o dia e para a lua humildemente empresta sua luz
Deixa a rainha da noite, nossos passos conduzir
E logo de manhã ao retornar retira-nos o desânimo
E faz-nos ao longo do dia d trabalho do dia sorrir
Sol, que seja contemplado
Se sua visão for ou não banhada pelo mar
Seja nascido aqui ou no outro lado do mundo
Circunda olhares cansados, renovando tudo
Retira as olheiras diárias do trabalho árduo
E desperta o que trazemos de bom, aquilo que fica lá no fundo
Como não ser feliz diante dele?
Realeza humilde que gratuitamente trabalha a nos guiar
Mesmo entre nuvens permanece em seu lugar, não falha
É único e sempre estará no céu cumprindo seu precioso papel
Permanecendo intacto, a brilhar.
 

Submited by

quinta-feira, fevereiro 17, 2011 - 00:12

Poesia :

No votes yet

L.S. Paiva

imagem de L.S. Paiva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 10 anos 18 semanas
Membro desde: 01/28/2011
Conteúdos:
Pontos: 526

Comentários

imagem de MarneDulinski

O Sol

LSPaiva!

Lindo Poema dedicado ao Soçl!

Meus parabéns,

MarneDulinski

imagem de L.S. Paiva

Grato pelo comentário. O

Grato pelo comentário.

O Sol Astro que traz luz ao mundo merece memória e reverência!!

Abraço amigo

L.S.Paiva

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of L.S. Paiva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Amor Mas que seja nosso 0 639 01/28/2011 - 23:05 Português
Poesia/Pensamentos Foco de Luz 0 550 01/28/2011 - 23:11 Português
Poesia/Amor Como se fosse a primeira vez 0 615 01/28/2011 - 23:19 Português
Poesia/Dedicado Revelação 0 592 01/28/2011 - 23:27 Português
Poesia/Dedicado Aventura em família 0 610 01/28/2011 - 23:29 Português
Poesia/Amor Não é tarde 0 439 01/29/2011 - 01:42 Português
Poesia/Aforismo O que sai do coração não tem nome 0 469 01/29/2011 - 04:03 Português
Poesia/Dedicado Verdadeira Inspiração 0 410 01/29/2011 - 04:23 Português
Poesia/Aforismo Codinome 0 529 01/29/2011 - 04:30 Português
Poesia/Aforismo Clarice, não a Lispector! 0 766 01/29/2011 - 04:34 Português
Poesia/Aforismo Gentileza 0 535 01/29/2011 - 04:43 Português
Poesia/Aforismo O centésimo poema 0 750 01/29/2011 - 04:45 Português
Poesia/Paixão Quero Ficar com você 0 1.418 01/29/2011 - 04:46 Português
Poesia/Aforismo Sonhos 0 694 01/29/2011 - 04:47 Português
Poesia/Geral Pessoas são espelhos 0 686 01/29/2011 - 04:50 Português
Poesia/Geral Brincar de escrever 0 772 01/29/2011 - 04:56 Português
Poesia/Geral Quero ser tudo e mais um pouco 0 663 01/29/2011 - 05:15 Português
Poesia/Geral Um grito silencioso 0 444 01/29/2011 - 17:06 Português
Poesia/Amor João (Mémoria aos poemas de cordel) 0 611 01/29/2011 - 17:13 Português
Poesia/Geral Ser ou ser 0 512 01/29/2011 - 17:16 Português
Poesia/Geral Dilemas 0 568 01/29/2011 - 17:32 Português
Poesia/Dedicado Imitar a Vida 0 376 01/29/2011 - 17:37 Português
Poesia/Geral Junte dois ou mais 0 575 01/29/2011 - 17:46 Português
Poesia/Geral Excesso 0 451 01/29/2011 - 17:54 Português
Ministério da Poesia/Geral No balanço das ondas e do relógio 0 851 01/29/2011 - 20:01 Português