CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Objectos próximos,


Durmo com um punhal na nuca
E outro onde sinto menos, objectos
Próximos sempre me meteram medo,
Imagino o sol progredindo plos cabelos
E por entre os cinco dedos duma mão,

O som do cotovelo quando movo o braço,
Lembra-me sem querer, o mar e o rochedo,
Fico gelado nos dedos e maldigo o inverno
Frio, hoje como nunca apenas no coração
Consinto esse frio visível e sem disfarce,

Durmo com um punhal na nuca, queima
Quando me toca na face, lembra a morte
Não de todo negra, mas cinzenta pouco
Clara, como a sorte ou o sentir do beijo
Na aragem, é como a paixão, não se demora,

Mal me acontece estar triste, penso nela,
Tenho logo outra razão pra contrariar
Isso, estou triste porque existo pra fora,
Melhor não há, viver não é ruim, assim
Amo as coisas simples, o vinho tinto,

Dois seios, o pão, o cantar do galo,
O sorriso dela, o alecrim, o agasalho, um gato
No inverno, o sorriso meu, uma vela,
Um saguão e a escada e o fim do livro lido em
Vão, quanto o final de um sonho mau ou

Nada mais que meu, que a sensação de tê-lo
Sonhado, a meio sono como é hábito e em
Forma de pensamento e tacto, algo como se fosse
Outro sentido, quinto ou primeiro, em alta voz,
Falando comigo em Braille, como sempre faço.

http://joel-matos.blogspot.com
Joel Matos (Março 2020)

Submited by

quarta-feira, abril 15, 2020 - 12:06

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

Joel

imagem de Joel
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 semana 2 dias
Membro desde: 12/20/2009
Conteúdos:
Pontos: 41021

Comentários

imagem de Joel

obrigado pela leitura

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Joel

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral Não ha paisagem que ame mais 10 1.493 11/15/2018 - 21:32 Português
Prosas/Outros Requiem for a dream 10 2.746 11/15/2018 - 21:32 Português
Poesia/Geral O rio só precisa desejar a foz 10 1.242 11/13/2018 - 13:43 Português
Poesia/Geral Se pudesse pegava em mim e seria outra coisa qualquer 11 1.667 11/13/2018 - 13:41 Português
Poesia/Geral Vivo numa casa sem vista certa 11 1.947 11/13/2018 - 13:39 Português
Ministério da Poesia/Geral Amor omisso. 11 1.692 10/16/2018 - 17:32 Português
Poesia/Geral I can fly ... 11 1.531 10/16/2018 - 09:41 Português
Poesia/Geral -O corte do costume, se faz favor – 14 802 10/16/2018 - 09:38 Português
Ministério da Poesia/Geral Jaz por terra... 13 1.218 10/16/2018 - 09:37 Português
Ministério da Poesia/Geral Eu sou o oposto, 13 1.107 10/16/2018 - 09:36 Português
Ministério da Poesia/Geral Escolho fugir de mim, 13 1.643 10/16/2018 - 09:35 Português
Ministério da Poesia/Geral No bater de duas asas​ ... 13 2.209 10/16/2018 - 09:34 Português
Poesia/Geral “From above to below” 13 779 10/16/2018 - 09:33 Português
Ministério da Poesia/Geral Conto … 13 558 10/16/2018 - 09:32 Português
Ministério da Poesia/Geral “From above to below” 13 1.120 10/16/2018 - 09:31 Português
Ministério da Poesia/Geral JOEL MATOS 14 2.550 10/16/2018 - 09:31 Português
Ministério da Poesia/Geral Antes de tud’o mais ... 13 1.028 10/16/2018 - 09:30 Português
Ministério da Poesia/Geral "Sinto" 13 1.725 10/16/2018 - 09:29 Português
Ministério da Poesia/Geral "Semper aeternum" 13 1.890 10/16/2018 - 09:28 Português
Ministério da Poesia/Geral Ao principio ... 14 1.468 10/16/2018 - 09:27 Português
Ministério da Poesia/Geral Em geral ... 13 1.447 10/16/2018 - 09:26 Português
Poesia/Geral A Confissão ( A Neruda) 13 2.176 10/16/2018 - 08:54 Português
Poesia/Geral “Entre duas aspas” 13 3.677 10/16/2018 - 08:53 Português
Poesia/Geral Como paisagem ao morrer o dia, o voar do ganso… 13 802 10/16/2018 - 08:52 Português
Poesia/Geral A verdade é Tenente ...Tio Lawrence. 13 4.442 10/16/2018 - 08:51 Português