CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

os dois II

Lá no fundo ela sabia que ia ser assim. Ele chegava ia chegar sem contar dar-lhe espaço a ela para fazer as coisas. Analisar, desejar, apreciar. Sem ele saber de nada ela já sabia.

As mulheres são várias almas que agarram coisas e sentires e montam um contrario que só elas sabem. E quanto mais gostam mais sabem. Ela sabia.

Ele foi chegando e ela esqueceu-se. Esqueceram-se os dois. Ele do seu jeito, mas ela, ela foi-se.

Ele sempre foi assim, ela já o conhecia.
Nada os deixava mais feliz que a presença do outro, o toque, a fala, o riso. Misturavam-se.

Ele era ela; ela era ele.
Ele sabia tambem. A sua calma ancestral levava as coisas até ele. Ele era especial. Unico. Apreciava as pequenas coisas e nao vivia amarrado a pensares. Ela amava-o por isso. Dava-lhe mais que ele imaginava. A calma da sua vida foi tudo o que ela sempre quis.

Não houveram dias em que não se vissem, falassem, e as distâncias da vida não lhes tocassem. Eram necessidade um do outro, mas sabiam que se amavam.

Submited by

terça-feira, julho 17, 2018 - 02:05

Poesia :

No votes yet

Anaamorim

imagem de Anaamorim
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 2 semanas 23 horas
Membro desde: 03/21/2012
Conteúdos:
Pontos: 922

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Anaamorim

Tópico Título Respostasícone de ordenação Views Last Post Língua
Poesia/Geral já fui 0 617 12/05/2019 - 19:32 Português
Prosas/Outros Dia 0 914 05/23/2012 - 01:39 Português
Poesia/Geral Feira 0 658 07/13/2019 - 11:58 Português
Poesia/Geral Reflexão 0 1.177 07/12/2019 - 13:05 Português
Poesia/Geral Outra parte 0 1.922 12/14/2015 - 03:03 inglês
Poesia/Geral contratempo 0 416 12/27/2019 - 13:04 Português
Poesia/Geral Acertos do fim 0 591 07/23/2012 - 02:08 Português
Poesia/Geral fotografias 0 606 08/12/2012 - 20:18 Português
Poesia/Geral livro 0 424 05/17/2013 - 03:52 Português
Poesia/Geral livro 0 330 05/17/2013 - 03:52 Português
Poesia/Geral Extase de uma coisa que invento 0 509 02/04/2013 - 21:40 Português
Poesia/Geral tempos 0 418 01/06/2020 - 23:30 Português
Poesia/Geral Reflexão 0 846 06/15/2019 - 08:37 inglês
Poesia/Geral página 0 460 10/04/2013 - 00:57 Português
Poesia/Geral muda 0 525 12/28/2019 - 20:23 Português
Poesia/Geral Tópico 0 856 04/28/2015 - 17:55 Português
Poesia/Geral Não sonho 0 494 03/21/2012 - 00:40 Português
Poesia/Pensamentos Palavras 0 412 03/21/2012 - 21:38 Português
Poesia/Geral brutar de vidas 0 443 01/19/2013 - 01:27 Português
Poesia/Geral Gente no meio de gente 0 544 04/25/2012 - 00:39 Português
Poesia/Geral Sem nexo 0 414 05/15/2012 - 02:47 Português
Poesia/Geral Desvarios 0 571 05/17/2012 - 01:16 Português
Poesia/Geral Se sabes o que é a vida 0 375 05/29/2012 - 02:52 Português
Poesia/Geral Premio 0 530 05/29/2012 - 03:59 Português
Poesia/Geral Roda da vida 0 177 09/09/2020 - 03:01 Português