CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Os ecos são de silêncio


Nos umbrais do tempo
esfumam-se os gestos
os retratos entornam a cor sépia
nos ruídos sem encontro
das noites ténues…

Miragens próximas
desfazem-se no lusco-fusco
dos meses de Inverno,
os vidros choram
pigmentos de luz
no vazio oculto
que já não se sente…

Alinhavasse no papel
rostos
as assimetrias são imensas
na sensibilidade do corpo
que se apaga em diálogos
sem medo…

As palavras desfazem-se,
os ecos são de silêncio
as montras estão nuas
as bijutarias
perderam o esplendor dourado
na primeira curva
da recta subterrânea…


 

Submited by

domingo, janeiro 30, 2011 - 02:46

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

AnaCoelho

imagem de AnaCoelho
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 6 anos 20 semanas
Membro desde: 11/14/2008
Conteúdos:
Pontos: 1789

Comentários

imagem de mariamateus

Ana:))

Como gosto de te ler!

Lindo poema !

B

e

i

j

i

n

h

o

s

devil

imagem de mariamateus

Ana:))

Como gosto de te ler!

Lindo poema !

B

e

i

j

i

n

h

o

s

devil

imagem de Nanda

Aninha,

Mais um sublime poema que ns transporta não para o umbral, mas para a tua paz poética.

Beijinhos

Nanda

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of AnaCoelho

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Aforismo O tempo é singular 0 497 09/16/2010 - 19:40 Português
Poesia/Aforismo Paisagem abstracta do paraíso 2 545 09/14/2010 - 22:20 Português
Poesia/Aforismo Padrão unificado 1 970 09/14/2010 - 20:23 Português
Poesia/Aforismo Dá-me a voz da razão 1 486 09/13/2010 - 01:50 Português
Poesia/Aforismo Na luz de cada olhar 4 570 09/10/2010 - 19:52 Português
Poesia/Meditação Que posso eu fazer? 4 423 09/10/2010 - 04:24 Português
Poesia/Aforismo Repetições do tempo 3 555 09/10/2010 - 04:11 Português
Poesia/Meditação Voos que abrigam o céu 2 660 09/08/2010 - 17:33 Português
Poesia/Meditação Por vezes não faço nada 1 722 09/06/2010 - 00:09 Português
Poesia/Intervenção Quando os homens assim o quizerem 1 443 09/06/2010 - 00:08 Português
Poesia/Meditação Guardo nos bolsos a Primavera 2 280 09/06/2010 - 00:07 Português
Poesia/Amor Esboços de amor em puros sentimentos 2 805 09/06/2010 - 00:06 Português
Prosas/Pensamentos Prisioneiros do mundo interno 1 734 09/03/2010 - 22:38 Português
Poesia/Meditação Desilusão 2 446 08/29/2010 - 02:52 Português
Poesia/Amor A leveza dos amantes 5 338 08/10/2010 - 22:46 Português
Poesia/Meditação Folhas soltas ao vento 0 593 07/24/2010 - 09:57 Português
Poesia/Amor O teu retrato 4 608 07/18/2010 - 13:20 Português
Poesia/Amor Ardente 1 768 07/17/2010 - 23:20 Português
Poesia/Geral Ecos mudos 3 360 07/16/2010 - 22:33 Português
Poesia/Meditação Verdadeira essência 0 385 07/09/2010 - 19:20 Português
Poesia/Amor Prantos de volúpia 3 497 07/05/2010 - 15:32 Português
Poesia/Meditação Fronteiras vazias 1 398 06/19/2010 - 22:48 Português
Poesia/Meditação Nostalgias 3 458 06/18/2010 - 22:54 Português
Poesia/Amor Luz da paixão 2 322 06/16/2010 - 18:09 Português
Poesia/Meditação Um todo de tudo...Um pouco de nada 1 387 05/16/2010 - 17:06 Português