CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Os Encalhados

 

 

PaLavras a tua terra
Com esperança de que nela brotem
As frases que sempre quiseste ouvir.
As que semeaste
Em forma de pensamento
Ou de sonho acordado.
Trazes no teu desejo-regador
A água
Que fará nascer o rebento.
E regas
Regas
À espera do momento.
E continuas a regar
A regar
Até te encontrares
Num lamaçal
Onde nada poderá brotar.
Criaste um curral
E continuas a regar
Negando aquilo que não queres ver.
E chegam os porcos
E em porco te tornas.
E rebolas na porcaria
Perdendo a noção do tempo.
É confortável
Ser-se miserável .
Talvez por ser mais fácil.
Quando tudo que tinhas que ter feito
Era procurar outro lugar.
Outro solo.
Outro regar.
Calhou-te o encalhar
E ao calhas encalhaste.
 

Submited by

domingo, abril 24, 2011 - 13:32

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

Outro

imagem de Outro
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 3 anos 29 semanas
Membro desde: 03/02/2010
Conteúdos:
Pontos: 884

Comentários

imagem de MEYRE

Creio que para muitos tudo

Creio que para muitos tudo calha e encalham ...as vezes por que é confortável;tipo o nada ouço nada vejo e nada digo. regam com o desejo-regador(adorei essa parte) e acabam num lamaçal onde nada mais irá brotar,bela construção.abraços

meyre

imagem de Outro

Os Encalhados

Para já Obrigado pelo teu comentário Meyre! Um comentário desde que não seja destrutivo é sempre um cafuné.

Quanto ao conforto da miserabilidade é real. O "pseudo-coitado" ou pseudo-miseravel ( poque eu não acredito em coitadismos e acredito que todos somos capazes de tudo ( Paulo Coelhices à parte ) sem querer ferir susceptibilidades porque "gostos não se discutem"), tem sempre argumentos para tudo escondendo-se atrás do escudo da sua pseudomiserabilidade e coitadismo.

Mais uma vez obrigado!

Bjs

imagem de Susan

A água de beber está

A água de beber está turva 

já não ´sacia a sede ...

E neste caminho curto não faz a curva ,

está feito possa em mina ....

Um escrita instigante como sempre !!!

Muito bom te ler , já tinha saudade aparece mais vezes wink

Beijos

Susan

imagem de Outro

Os Encalhados

Obrigado Susanita!  També m tenho saudades tuas.

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Outro

Tópico Títuloícone de ordenação Respostas Views Last Post Língua
Poesia/Geral A Historia da Nossa Cultura 1 633 04/10/2010 - 18:08 Português
Poesia/Geral Canção ás Minhas 3 Meninas 0 1.104 01/02/2018 - 11:13 Português
Ministério da Poesia/Intervenção Privacidade 0 1.468 11/19/2010 - 19:25 Português
Poesia/Geral " Até que a Vida nos Separe" 4 632 07/16/2010 - 11:19 Português
Ministério da Poesia/Geral "Amanheser" 0 953 02/21/2011 - 13:01 Português
Poesia/Geral "Comunexistir" 3 759 07/18/2010 - 11:28 Português
Poesia/Geral "Eu" 1 1.793 03/11/2011 - 00:51 Português
Poesia/Geral "Porque a Galinha Atravessa a Estrada?" 0 2.118 03/12/2011 - 15:53 Português
Poesia/Dedicado "Propriedade da Humanidade" Autor:Gi - Euthanatos 1 823 07/16/2010 - 00:59 Português
Poesia/Geral "Romance" 2 414 07/16/2010 - 22:22 Português
Poesia/Geral "Tu" 0 2.231 03/12/2011 - 16:37 Português
Poesia/Aforismo A "iarte" 1 482 05/18/2010 - 14:08 Português
Prosas/Saudade A Bengala que Doía ao Homem Coxo 0 883 11/19/2010 - 00:03 Português
Poesia/Geral A Cortina 1 771 03/04/2010 - 23:50 Português
Poesia/Geral A Cortina 2 448 03/04/2010 - 22:11 Português
Poesia/Geral A Escolha 2 553 07/19/2010 - 01:51 Português
Ministério da Poesia/Geral A Etrena Vaidae 0 465 02/21/2011 - 12:48 Português
Poesia/Geral A Evidente Desilusão 1 785 07/15/2010 - 21:31 Português
Poesia/Geral A Fábrica da Poesia 3 383 05/11/2010 - 11:41 Português
Ministério da Poesia/Geral A Fábrica da Poesia 0 384 02/21/2011 - 12:51 Português
Ministério da Poesia/Geral A Forca 0 698 02/21/2011 - 12:53 Português
Poesia/Geral A Importancia de Cada Qual 0 675 11/18/2010 - 16:08 Português
Ministério da Poesia/Fantasia A Lei do Menor Esforço 0 1.029 11/19/2010 - 19:25 Português
Poesia/Geral A Mão Recta dos Pais a Condescendencia das Mães 1 649 04/05/2010 - 18:22 Português
Ministério da Poesia/Geral A Medida do Meu Ser 0 316 02/21/2011 - 12:55 Português