CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Poema do Fim (Marina Tsvetáieva)

Poema do fim

Como a pedra afia a faca,
Como ele desliza a serragem ao varrer,
Assim, a pele aveludada
De súbito, entre os dedos. úmida.

Oh dupla coragem, sequidão -
Dos homens, onde está você,
Se em minhas mão há lágrimas
E não chuva?

A água é da fortuna
O que mais poderia querer?
Se teus olhos são diamantes
Que se vertem em minhas palmas,

Já não perco
Nada. Fim do fim.
Carícias, abraços
- Eu acariciava tua face.

Assim somos, orgulhosos
E polacas - Marina -,
Quando chove em minhas mãos
Olhos de águia:

Você chora? Meu amor,
Meu tudo: me perdoe.
Pedras de sal
Caem em minhas mãos.

Planto de homem, veia,
Na cabeça recostada.
Gritos. Outra te devolverá
A vergonha que te fiz deixar.

Somos dois peixes
Dos meus - meu - seu - meu mar
Duas conchas mortas
Labio contra labio.

Todas as lágrimas.
sabor
Um oráculo
- O que acontecerá
quando
Despertares?

Marina Tsvetáieva, poetisa russa.

Submited by

sábado, abril 14, 2012 - 01:10

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

AjAraujo

imagem de AjAraujo
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 ano 48 semanas
Membro desde: 10/29/2009
Conteúdos:
Pontos: 15584

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of AjAraujo

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Intervenção Orfeu Rebelde (Miguel Torga) 0 2.532 02/22/2012 - 12:57 Português
Poesia/Meditação Os homens amam a guerra (Affonso Romano de Sant´Anna) 0 669 01/22/2012 - 12:13 Português
Poesia/Dedicado Eppur si muove [Não se pode calar um homem] (Affonso Romano de Sant´Anna) 0 1.418 01/22/2012 - 11:59 Português
Poesia/Intervenção O Leitor e a Poesia (Affonso Romano de Sant´Anna) 0 7.350 01/22/2012 - 11:48 Português
Poesia/Intervenção Um despertar (Octavio Paz) 0 943 01/22/2012 - 00:14 Português
Poesia/Aforismo Pedra Nativa (Octávio Paz) 0 1.689 01/22/2012 - 00:10 Português
Poesia/Intervenção Entre Partir e Ficar (Octávio Paz) 0 1.480 01/22/2012 - 00:05 Português
Poesia/Aforismo Fica o não dito por dito (Ferreira Gullar) 0 758 12/30/2011 - 08:19 Português
Poesia/Intervenção A propósito do nada (Ferreira Gullar) 0 1.584 12/30/2011 - 08:16 Português
Poesia/Intervenção Dentro (Ferreira Gullar) 0 8.258 12/30/2011 - 08:12 Português
Poesia/Pensamentos O que a vida quer da gente é Coragem (Guimarães Rosa) 2 1.995 12/26/2011 - 21:55 Português
Poesia/Dedicado Adeus, ano velho (Affonso Romano de Sant'Anna) 0 1.878 12/26/2011 - 12:17 Português
Poesia/Meditação Para que serve a vida? 0 1.385 12/11/2011 - 01:07 Português
Poesia/Dedicado Natal às Avessas 0 755 12/11/2011 - 01:03 Português
Poesia/Intervenção A voz de dentro 0 1.005 11/19/2011 - 00:14 Português
Poesia/Intervenção As partes de mim... 0 1.399 11/19/2011 - 00:00 Português
Poesia/Pensamentos Curta a Vida "curta" 0 1.753 11/13/2011 - 13:46 Português
Poesia/Intervenção Lobo solitário 0 1.239 11/13/2011 - 13:46 Português
Poesia/Pensamentos A solidão na multidão 0 1.542 11/13/2011 - 13:43 Português
Poesia/Pensamentos Não permita que ninguém decida por você... Seleção de Pensamentos I-XVI (Carlos Castañeda) 0 1.968 11/12/2011 - 12:55 Português
Poesia/Pensamentos Não me prendo a nada... (Carlos Castañeda) 0 1.080 11/12/2011 - 12:37 Português
Poesia/Pensamentos Um caminho é só... um caminho (Carlos Castañeda) 0 1.326 11/12/2011 - 12:35 Português
Poesia/Meditação Procura da Poesia (Carlos Drummond de Andrade) 0 853 11/01/2011 - 13:04 Português
Poesia/Intervenção Idade Madura (Carlos Drummond de Andrade) 0 1.421 11/01/2011 - 13:02 Português
Poesia/Meditação Nosso Tempo (Carlos Drummond de Andrade) 0 1.839 11/01/2011 - 13:00 Português