CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

POEMAS SECOS

UM SIMPLES HOMEM
Aquele homem simples
Simplesmente vestido
Simplesmente calçado
Simplesmente HUMANO
Atravessou a rua
Olhando os não simples
Os bem calçados
Os mal Humanos
Os carros passeavam

velozmente diante de si
Um cão vadio, vagabundo
Ou simplesmente
Um cão simples de cauda levantada
Desafiou os humanos ao volante
atravessando a rua que era sua
porque dele só tinha a rua
                                                                                          Um condutor complicadamente fardado
embateu nele
ficando inerte
no alcatrão
onde simplesmente aguardava
entrar no paraíso dos animais
E o homem simples
num gesto simples de amor
pegou nele recebeu seu sangue
estertor e  o adeus latido
Colocou-o no relvado do jardina da Praça de Espanha
O tráfego não parou
E o homem simples
simplesmente vestido
sentiu-se menos só
olhando sentado a despedida do cão.

Submited by

segunda-feira, setembro 10, 2012 - 18:18

Poesia :

No votes yet

António Leite de Magalhães

imagem de António Leite de Magalhães
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 11 anos 29 semanas
Membro desde: 07/02/2012
Conteúdos:
Pontos: 220

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of António Leite de Magalhães

Tópico Título Respostasícone de ordenação Views Last Post Língua
Poesia/Erótico poemassecos 0 1.245 09/18/2012 - 19:03 Português
Poesia/Dedicado MAR E AMOR 0 353 07/12/2012 - 00:48 Português
Poesia/Desilusão POEMAS SECOS 0 1.144 09/25/2012 - 07:03 Português
Poesia/Erótico até sentir teu mar em mim 0 2.022 09/23/2012 - 19:04 Português
Poesia/Intervenção PORTUGAL DESHONRADO 0 1.234 09/16/2012 - 20:39 Português
Poesia/Intervenção HOJE REFORMADO 0 503 07/14/2012 - 19:54 Português
Poesia/Canção POEMAS SECOS 0 1.393 09/14/2012 - 17:23 Português
Fotos/ - POETA DE MIM 0 315 07/09/2012 - 01:32 Português
Poesia/Amor acto de amor 0 362 07/09/2012 - 15:03 Português
Poesia/Erótico POETA DE MIM 0 409 07/10/2012 - 18:41 Português
Poesia/Meditação POETA DE MIM 0 361 07/10/2012 - 19:52 Português
Poesia/Meditação POEMAS SECOS 0 1.389 09/10/2012 - 18:18 Português
Poesia/Erótico EROS 0 508 08/31/2012 - 00:01 Português
Ministério da Poesia/Erótico POEMAS SECOS 0 1.415 08/31/2012 - 00:10 Português
Ministério da Poesia/Erótico POEMAS SECOS 0 813 08/31/2012 - 00:11 Português
Poesia/Geral PALAVRAS QUENTES EM MOMENTOS QUENTES 0 870 09/03/2012 - 17:52 Português
Poesia/Geral POEMAS SECOS 0 473 09/03/2012 - 18:21 Português
Ministério da Poesia/Erótico SONS DE NONATA 0 810 09/05/2012 - 17:16 Português
Ministério da Poesia/Erótico SONS DE NONATA 0 897 09/05/2012 - 17:16 Português
Ministério da Poesia/Intervenção O AMOR NA PONTA DA ESPINGARDAAMOR NA PONTA DE UMA ESPINGARDA RELATO DA GUEERA COLONIAL NA GUINÉ POR UM FILHO DE BISSAU António Leite de Magalhães-Sintra-2012 Sintra-2012-Portugal Nascido em Bissau África sob sol escaldante Junto às bol 0 4.121 09/07/2012 - 02:17 inglês
Poesia/Desilusão relatório 0 343 09/07/2012 - 17:15 Português
Poesia/Desilusão relatório 0 1.249 09/07/2012 - 17:15 Português
Poesia/Desilusão relatório 0 1.111 09/07/2012 - 17:15 Português
Poesia/Intervenção PORTUGAL DESHONRADO 0 1.159 09/08/2012 - 17:28 Português
Poesia/Intervenção PORTUGAL DESHONRADO 0 1.214 09/08/2012 - 17:28 Português