CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Recordo-me da morena

Sob o véu da noite, o céu a brilhar, 
No silêncio suave, o mundo a sonhar. 
Lágrimas de prata, a lua derrama, 
Recordo-me da morena, minha doce dama. 
 
Seus olhos brilhavam como estrelas distantes, 
No abraço da noite, éramos amantes. 
O vento sussurrava segredos antigos, 
E nossos corações batiam, serenos, amigos. 
 
O aroma das flores, a brisa a soprar, 
No campo tranquilo, começamos a dançar. 
Sob a luz da lua, seus cabelos reluzentes, 
Meus dedos traçavam caminhos ardentes. 
 
Cada riso ecoava, uma melodia pura, 
Nossos passos marcavam uma doce aventura. 
A saudade me toca, um desejo profundo, 
De reviver aquela noite, um instante fecundo. 
 
As horas passaram como um sonho breve, 
Mas o toque dela em mim ainda se percebe. 
Agora, na solidão, olho o luar distante, 
E sinto falta da morena, minha eterna amante. 
 
Sob a luz prateada, memórias a vagar, 
No silêncio da noite, continuo a lembrar. 
A lua testemunha nossa história sem fim, 
E a nostalgia de uma noite, que vive em mim.
 
 
 Poema: Odair José, Poeta Cacerense

www.odairpoetacacerense.blogspot.com

Submited by

terça-feira, junho 11, 2024 - 03:06

Poesia :

No votes yet

Odairjsilva

imagem de Odairjsilva
Online
Título: Membro
Última vez online: há 1 hora 31 minutos
Membro desde: 04/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 16169

Comentários

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odairjsilva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos Circo de horrores 6 1.117 05/24/2024 - 12:09 Português
Poesia/Pensamentos Trombetas que ecoam no vazio 6 805 05/23/2024 - 20:47 Português
Poesia/Pensamentos Isso é totalmente estupidez 6 703 05/23/2024 - 01:31 Português
Poesia/Pensamentos Soltos pelas ruas 6 882 05/21/2024 - 21:04 Português
Poesia/Pensamentos Espero a ressurreição nos campos humanos 6 1.040 05/20/2024 - 23:11 Português
Poesia/Pensamentos O vazio é o parasita 6 1.223 05/19/2024 - 14:19 Português
Poesia/Pensamentos A voz que ninguém quer ouvir 6 1.392 05/18/2024 - 23:41 Português
Poesia/Desilusão Tão triste e vazio 6 1.000 05/14/2024 - 12:16 Português
Poesia/Amor Sob o luar 6 441 05/12/2024 - 14:19 Português
Poesia/Pensamentos Um abismo chama outro 6 1.661 05/11/2024 - 13:22 Português
Poesia/Tristeza A dor de quem perde o que mais ama 6 1.112 05/09/2024 - 20:39 Português
Poesia/Meditação Almas quietas 6 1.022 05/08/2024 - 11:42 Português
Poesia/Desilusão No silêncio da noite 6 644 05/07/2024 - 20:36 Português
Poesia/Dedicado No coração do Pantanal 6 405 05/06/2024 - 23:01 Português
Poesia/Desilusão O horizonte faz lembrar 6 1.264 05/04/2024 - 14:29 Português
Poesia/Meditação Medeia 6 740 05/03/2024 - 20:12 Português
Poesia/Amor Quem dera eu tivesse o poder 6 1.053 05/02/2024 - 12:06 Português
Poesia/Pensamentos O último suspiro 6 1.725 05/01/2024 - 14:29 Português
Poesia/Amor A inquietude do amor 6 796 04/30/2024 - 11:54 Português
Poesia/Meditação Meu lado sombrio 6 552 04/29/2024 - 20:30 Português
Poesia/Alegria A vida que se abre 6 1.008 04/28/2024 - 14:11 Português
Poesia/Pensamentos Condicionacérebros 6 1.187 04/27/2024 - 14:06 Português
Poesia/Paixão Tudo mudou outra vez 6 418 04/26/2024 - 20:54 Português
Poesia/Paixão Loucura que me faz sonhar 6 1.535 04/25/2024 - 21:40 Português
Poesia/Paixão Apenas um olhar e um sorriso 6 877 04/24/2024 - 20:13 Português