CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

relatório

RELATÓRIO
Ainda não conseguimos
conversar abertamente
tataeando apenas situações
num esvoaçar
de padalitos assustados

Eu na minha ansiedade
sde te sentir
fisicamente
numa realidade
deixo fugir-te entre dedos
Tentei descobrir
A tua realidade
Ler o raciocino
Traduzi-lo egoistamente
Como se fosses propriedade
Como se ela me pertencesse
Desde sempre
Sem senões
no passado
De dedos entrelaçados
no banco do jardim
com verdade condicinada
Mas existiamos só os dois
Paro aqui o relatório...
Tinhamos tudo dois corações singelos
Um ramo de  flores
Não vale a pena recordar
Deixo o ópio da mentira
Alucinar minha razão,
sigamos separados, te e eu.
meus dedos sem tuas mãos  

Submited by

sexta-feira, setembro 7, 2012 - 17:15

Poesia :

No votes yet

António Leite de Magalhães

imagem de António Leite de Magalhães
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 7 anos 21 semanas
Membro desde: 07/02/2012
Conteúdos:
Pontos: 220

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of António Leite de Magalhães

Tópico Títuloícone de ordenação Respostas Views Last Post Língua
Poesia/Amor acto de amor 0 183 07/09/2012 - 15:03 Português
Poesia/Dedicado Antologia%20da%20Poesia%20Negra%20de%20Express%C3%A3o%20Portuguesa%20-%20Infop%C3%A9dia 0 684 10/19/2012 - 15:45 Português
Poesia/Erótico até sentir teu mar em mim 0 834 09/23/2012 - 19:04 Português
Poesia/Erótico EROS 0 265 08/31/2012 - 00:01 Português
Poesia/Erótico EROS 1 584 10/13/2012 - 23:28 Português
Poesia/Canção Garota de Parnaiba 0 671 10/07/2012 - 18:31 Português
Poesia/Erótico hoje dormi e sonhei 2 534 10/16/2012 - 00:52 Português
Poesia/Intervenção HOJE REFORMADO 0 306 07/14/2012 - 19:54 Português
Poesia/Dedicado MAR E AMOR 0 187 07/12/2012 - 00:48 Português
Poesia/Erótico Maria de Salvador 1 273 07/13/2012 - 23:53 Português
Poesia/Amizade Minas Gerais 0 580 10/07/2012 - 17:57 Português
Poesia/Desilusão morte lenta 3 197 09/04/2012 - 18:27 Português
Poesia/Meditação não sei às vezes 0 586 10/10/2012 - 18:36 Português
Ministério da Poesia/Intervenção O AMOR NA PONTA DA ESPINGARDAAMOR NA PONTA DE UMA ESPINGARDA RELATO DA GUEERA COLONIAL NA GUINÉ POR UM FILHO DE BISSAU António Leite de Magalhães-Sintra-2012 Sintra-2012-Portugal Nascido em Bissau África sob sol escaldante Junto às bol 0 2.283 09/07/2012 - 02:17 inglês
Poesia/Intervenção ONDE HÁ LIBERDADE? 1 214 07/13/2012 - 14:51 Português
Poesia/Geral PALAVRAS QUENTES EM MOMENTOS QUENTES 0 592 09/03/2012 - 17:52 Português
Poesia/Desilusão POEMAS SECOS 0 545 09/25/2012 - 07:03 Português
Poesia/Canção POEMAS SECOS 0 621 09/14/2012 - 17:23 Português
Poesia/Desilusão POEMAS SECOS 1 241 07/09/2012 - 08:47 Português
Poesia/Meditação POEMAS SECOS 0 677 09/10/2012 - 18:18 Português
Ministério da Poesia/Erótico POEMAS SECOS 0 685 08/31/2012 - 00:10 Português
Ministério da Poesia/Erótico POEMAS SECOS 0 411 08/31/2012 - 00:11 Português
Poesia/Geral POEMAS SECOS 0 300 09/03/2012 - 18:21 Português
Poesia/Erótico POEMAS SECOS 0 701 09/09/2012 - 18:19 Português
Poesia/Canção POEMAS SECOS 0 684 09/09/2012 - 18:26 Português