CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

RESTOS DO DIA

Fim de tarde e da janela
Eu vejo restos de sol
Pintando o arrebol
Deixando a paisagem bela
Outro dia a vida sela
Com vento frio de açoite
Deixando a porta pra noite
Sem grade e nem tramela

Penso em dias quentes, frios
Dias menos, dias mais
Nos doentes terminais
Com dores e arrepios
Nos olhos que choram rios
A espera de um milagre
Desejo que se consagre
E hospitais fiquem vazios.

Sérgio da Silva Teixeira
Brasil/Bagé/RS.

Submited by

domingo, junho 10, 2018 - 18:44

Poesia :

No votes yet

Sérgio Teixeira

imagem de Sérgio Teixeira
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 3 dias 40 minutos
Membro desde: 01/24/2011
Conteúdos:
Pontos: 303

Comentários

imagem de J. Thamiel

Utopia é a felicidade no que

Utopia é a felicidade
no que se escreve e se diz
Honestidade e bondade
pode nos tornar feliz

imagem de J. Thamiel

é nóis!

é nóis!

imagem de J. Thamiel

comment

Elogio é muito pouco,
pois tudo que escreves é belo
e, eu me inspiro feito louco
e o que escrevo é singelo.

imagem de Sérgio Teixeira

Não estou entre os

Não estou entre os inspirados
Para lhe fazer companhia
O teu mundo é da poesia
Faço apenas versos rimados

imagem de J. Thamiel

coment

Merece estar na vitrina
o que tem alma e coração.
E como tem ritmo e rima
Me soa como canção.

Dizem que nos nascem poemas
como fontes de água pura
Mal sabem que a duras penas
somos felizes na amargura.

imagem de Sérgio Teixeira

Respeito o que o amigo diz E

Respeito o que o amigo diz
E a sua nobre figura
De onde a poesia pura
É fonte de chafariz

Quanto aos versos que fiz
São sobre reais figuras
A somar nas amarguras
Do meu viver infeliz

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Sérgio Teixeira

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Soneto SONETO AO EXPEDICIONÁRIO "SEU ZÉCA" 0 178 05/05/2019 - 14:35 Português
Poesia/Geral OS SONS DO TEMPO 0 170 04/27/2019 - 16:12 Português
Poesia/Tristeza AS FLORES FIÉIS 0 99 04/12/2019 - 19:07 Português
Poesia/Geral A ILUSÃO DE SER POETA 2 205 04/04/2019 - 19:50 Português
Poesia/Geral MUITO ALÉM DO MÊS DE ABRIL 0 78 04/02/2019 - 00:10 Português
Poesia/Geral QUANDO O SILÊNCIO AUMENTA 0 102 03/27/2019 - 12:11 Português
Poesia/Geral O DIABO INOCENTE 2 169 03/12/2019 - 16:11 Português
Poesia/Tristeza SOFRIMENTO 2 176 02/15/2019 - 17:53 Português
Poesia/Geral REFAZENDO O MUNDO 2 1.904 01/26/2019 - 18:13 Português
Poesia/Geral A VIDA E O NADA 0 232 01/22/2019 - 08:20 Português
Poesia/Geral O NOVO NÚMERO 2 173 01/01/2019 - 13:43 Português
Poesia/Geral DE QUEM VIAJA NO TEMPO 1 238 12/17/2018 - 11:45 Português
Poesia/Geral A MÁGOA DO TEMPO 1 193 12/10/2018 - 14:41 Português
Poesia/Fantasia UM ÓTIMO DIA 1 209 11/27/2018 - 21:13 Português
Poesia/Geral VIDA, VELA E VENTO 2 330 11/25/2018 - 17:03 Português
Poesia/Tristeza DIA DE FINADOS 2 390 11/25/2018 - 16:57 Português
Poesia/Geral CIÚME DOS TEMPORAIS 3 316 10/11/2018 - 15:34 Português
Poesia/Geral AGUACEIRO NO INVERNO 2 412 09/04/2018 - 18:20 Português
Musica/Pop CONTRASTES DE INVERNO 0 571 08/28/2018 - 21:55 Português
Poesia/Dedicado LUA DE SANGUE 4 437 07/29/2018 - 15:24 Português
Poesia/Geral NOVAS E VELHAS NOVIDADES 0 247 07/26/2018 - 22:03 Português
Poesia/Dedicado REINADOS SEM CRIMES 0 537 07/10/2018 - 17:49 Português
Poesia/Geral RESTOS DO DIA 6 488 06/16/2018 - 14:50 Português
Poesia/Soneto SONETO DO FRANGO MORTO 2 403 06/02/2018 - 00:14 Português
Poesia/Geral DESAPEGO 3 397 05/15/2018 - 03:42 Português