CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

sem nexo

Eu calo. Vagueio sobre o espaço na tentativa de me conter. Fico que nem alma perdida, sem o querer ser. Pergunto às multidões quantas formas de vida contam e quantas, ainda, tenho de ser. Sobre qual aventura se prende o dia, e a disformia desta mente. E como a leveza do que passa não parece sentir que a realidade do meu íntimo é um entulho constante que não me deixa dormir.
Eu calo. Que neste mundo a vida se arrasta e quanto mais mergulho mais perco a razão de mim. Inventar desculpas, construir frases, sobre a forma de espetro fugidio que agarra as coisas e nem as sente. Na demasia do mundo, no peso corroído da vontade, na hora que deixara de escrever-me.
Eu calo. Porque em mim habita o infinito. E sou rascunho da minha arte. Eu calo, consinto dar aos meus significados o inexistente. Para quem passa, na leveza, só e só de passar, não sabe o meu pensar, e o que vai para além disso. Eu sou o engenho sem definição, que falo muito mas só uma verdade. Em mim vivo eu e a multidão disforme.

Submited by

domingo, setembro 27, 2020 - 00:47

Poesia :

No votes yet

Anaamorim

imagem de Anaamorim
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 3 semanas 16 horas
Membro desde: 03/21/2012
Conteúdos:
Pontos: 958

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Anaamorim

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral oporto 1 866 01/04/2013 - 19:57 Português
Poesia/Geral impulso 1 388 01/04/2013 - 19:48 Português
Poesia/Geral não sei. 0 352 11/11/2012 - 22:50 Português
Poesia/Tristeza a tristeza 0 504 08/21/2012 - 20:28 Português
Poesia/Geral fotografias 0 686 08/12/2012 - 21:18 Português
Poesia/Geral Pausa 1 408 07/27/2012 - 22:40 Português
Poesia/Geral Acertos do fim 0 741 07/23/2012 - 03:08 Português
Poesia/Geral rotina 0 631 07/16/2012 - 21:31 Português
Poesia/Geral ia que ia 0 346 07/11/2012 - 01:35 Português
Poesia/Geral Premio 0 609 05/29/2012 - 04:59 Português
Poesia/Geral Se sabes o que é a vida 0 427 05/29/2012 - 03:52 Português
Prosas/Outros Dia 0 1.036 05/23/2012 - 02:39 Português
Poesia/Geral Desvarios 0 703 05/17/2012 - 02:16 Português
Poesia/Geral Sem nexo 0 490 05/15/2012 - 03:47 Português
Poesia/Geral Poesia 1 294 05/15/2012 - 00:01 Português
Poesia/Geral Vid[i]a 1 542 05/13/2012 - 11:57 Português
Poesia/Geral Gente no meio de gente 0 661 04/25/2012 - 01:39 Português
Poesia/Geral Organização das Palavras Unidas 1 439 04/23/2012 - 04:40 Português
Poesia/Geral Hora morta 2 599 04/23/2012 - 03:17 Português
Poesia/Geral Conformes 1 666 04/21/2012 - 22:20 Português
Poesia/Geral Rasgo 4 627 04/21/2012 - 19:52 Português
Poesia/Geral Abalo 1 805 04/21/2012 - 02:50 Português
Poesia/Geral Um dia... 1 471 04/21/2012 - 02:47 Português
Poesia/Geral Va, pensiero, sull'ali dorate... 1 462 04/21/2012 - 02:46 Português
Poesia/Geral Embalo 1 733 04/21/2012 - 02:43 Português