CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Ser execrável

Ser execrável

O limite da maldade!!! Talvez não
tenha chegado ainda ao seu extremo.

Mais eu tremo de medo do seu revelar
humano ou desumano.

Que guarda tamanhos segredos entre
tantos psiques desconhecidos.

Que engana a si próprio e gera
confusão em nossa mente.

E que só sente o pavor da punhalada
caseira quem tem nas costa a marca
dela viva e quente.

Que cresceu como anjo e no seu
apogeu nem parece ser uns dos
seus.

Prazer em desfazer o feito sofrido,
prazer em te ver perdido.

Monstro influenciável, criatura
execrável.

Sua meta é o vandalismo puro
e liberto.

Desconhece o errado e debati
o certo.

Quer mesmo um final estranho.

Essa guerra não tem tamanho.

Morrerá meu sentimento mais
nobre que é o amor?

Sua dor não será mais a minha?

Minha não é como sempre não
foi.

Mas o nosso “é” era muito bom.

Mais o meu bom não valeu de nada.

Fica onde está e reza, pois o futuro
conterá a mão pesada de DEUS!!!

O NOVO POETA. (W.Marques).

O NOVO POETA. (W.Marques).

Submited by

sexta-feira, outubro 16, 2009 - 13:54

Poesia :

No votes yet

onovopoeta

imagem de onovopoeta
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 ano 46 semanas
Membro desde: 04/19/2009
Conteúdos:
Pontos: 1469

Comentários

imagem de jopeman

Re: Ser execrável

Fantástico caro colega
Adoro sempre te ler
1 grande abraço

imagem de MarneDulinski

Re: Ser execrável

Para a maldade, penso, que sempre teremos a mão pesada de Deus!

Fica onde está e reza, pois o futuro
conterá a mão pesada de DEUS!!!
Marne

imagem de RobertoEstevesdaFonseca

Re: Ser execrável

Olá.

Destaco os dois últimos versos.

Sempre teremos a mão pesada de Deus no futuro, pois a morte sempre por Ele nos será dada. Então, somente nos resta rezar e nada mais.

Ótimo,
abraço

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of onovopoeta

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos Santo do pau oco 0 1.130 11/03/2018 - 21:51 Português
Poesia/Geral Gemas acabrunhadas 0 882 10/19/2018 - 14:06 Português
Poesia/Geral Receio do remate 1 1.790 10/15/2018 - 16:47 Português
Poesia/Meditação Talvez um anjo 1 1.221 10/15/2018 - 16:46 Português
Poesia/Meditação Oscilação 1 1.821 10/15/2018 - 16:45 Português
Poesia/Geral Dito-cujo 2 1.254 10/15/2018 - 16:43 Português
Poesia/Geral Abstrato 2 1.608 03/15/2018 - 09:42 Português
Poesia/Amor Sobejar de paixão 2 820 03/15/2018 - 09:41 Português
Poesia/Geral Beiços de homens 1 899 02/27/2018 - 11:37 Português
Poesia/Meditação Morte e vida 1 1.732 02/27/2018 - 11:36 Português
Poesia/Amor Pétalas do amor 1 1.170 01/22/2018 - 14:58 Português
Poesia/Meditação 10 graças 1 1.277 05/29/2016 - 13:03 Português
Poesia/Geral Sinfônica saúde 0 977 04/22/2016 - 15:02 Português
Poesia/Geral Santas descabidas 0 1.065 02/21/2016 - 20:22 Português
Poesia/Amor Vinho triste 0 1.377 02/21/2016 - 20:20 Português
Poesia/Amor Lucidez abstrusa 0 1.951 12/24/2015 - 12:19 Português
Poesia/Geral Oportunista 0 1.091 11/07/2015 - 22:42 Português
Poesia/Geral Fluidos mínimos 0 1.228 09/23/2015 - 11:55 Português
Poesia/Geral Mortos odoríferos 0 1.411 07/21/2015 - 11:30 Português
Poesia/Amor Princesa do gueto (A morte da princesa). 0 1.665 06/13/2015 - 19:21 Português
Poesia/Meditação Dias encafifados 0 1.492 04/29/2015 - 12:07 Português
Poesia/Amor Amor de seis rimas 0 1.588 03/27/2015 - 12:29 Português
Poesia/Geral Mortos do vaso 0 1.354 02/15/2015 - 13:26 Português
Poesia/Amor Memórias de girasol 0 1.208 01/15/2015 - 11:12 Português
Poesia/Fantasia Luzes dos lampiros 0 1.255 12/23/2014 - 14:55 Português