CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Somente Momentos

Somente o barulho do vento.
A neblina de poeira que se cria no ar.
O arrepio frio que estremece a espinha
E o acréscimo de saudade que surge no pensamento.

Somente um vago piscar de olhos,
Uma imagem que nunca será gravada,
Pessoas e cores que não são observadas
Momentos estes que nunca serão recordados.

Somente o som que um dia foi escutado,
Bloqueando a descoberta de novos barulhos
Ruídos que não conseguem penetrar
Sons que mais tarde não serão lembrados.

Somente as horas a somar,
Minutos que insistem em torturar,
Segundos que magoam ao passar,
Neste relógio que não sabe quando parar.

Somente mais um conjunto de palavras
E frases representativas de uma alma miserável.
Espírito que está escondido da vida
Que continua a avançar e que por ele não pode esperar.

Submited by

sexta-feira, março 7, 2008 - 20:55

Poesia :

No votes yet

JFF

imagem de JFF
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 11 anos 4 semanas
Membro desde: 03/07/2008
Conteúdos:
Pontos: 288

Comentários

imagem de Henrique

Re: Somente Momentos

Boa meditação, a vida é o pano de fundo do sonho…

:-)

imagem de Isabel

Re: Somente Momentos

A vida é tramada e leva-nos em rédea curta... pq o tempo não pára... não temos o poder de congelar momentos... e para sempre lá ficar.

Mas nós somos um conjunto de momentos... e se pararmos num... deixaremos de viver os tantos q ainda temos pela frente, então deixaremos de viver em pleno... pq até chorar é viver, é sinal de q sabemos sorrir.

Beijos João... e continua :)

imagem de angelalugo

Re: Somente Momentos

Querido poeta

belo poema de saudade
realmente o relógio não para
e tão pouco o tempo espera, mas
resta ainda a saudade a bater no
peito...Parabéns

Beijinhos no coração

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of JFF

Tópico Título Respostasícone de ordenação Views Last Post Língua
Videos/Perfil 17 0 1.197 11/24/2010 - 22:47 Português
Poesia/Meditação Mata-me 1 1.068 02/23/2010 - 19:39 Português
Poesia/Geral Cenário de Guerra 1 995 02/23/2010 - 20:07 Português
Poesia/Geral Mar de Mil Histórias 1 345 03/11/2008 - 01:25 Português
Poesia/Meditação Epico - Fim Anunciado 1 454 11/26/2008 - 12:31 Português
Poesia/Meditação Porque és diferente de mim, quando somos iguais? 1 793 02/23/2010 - 20:17 Português
Poesia/Meditação Afasta os Estranhos de Ti 1 400 03/14/2008 - 03:04 Português
Poesia/Meditação Pedido ao Tempo e à Vida 1 383 10/07/2009 - 03:05 Português
Poesia/Meditação Menina de Bonito Olhar 1 374 10/07/2009 - 23:49 Português
Poesia/Tristeza Triste Realidade 1 235 10/08/2009 - 23:40 Português
Poesia/Amor Difícil de Imaginar 1 240 10/11/2009 - 00:25 Português
Poesia/Geral O Outono Chegou 1 215 10/26/2009 - 12:58 Português
Poesia/Intervenção ÉPICO - Cidade dos Condenados 1 380 11/13/2009 - 22:16 Português
Poesia/Tristeza Peça Real Com Sonhos de Se Tornar Um Dia Irreal 2 1.004 07/10/2012 - 23:37 Português
Poesia/Meditação Nuvens Negras 2 964 07/15/2012 - 08:52 Português
Poesia/Intervenção Tibete 2 935 02/21/2010 - 14:13 Português
Poesia/Meditação Profundo Sentir 2 720 02/27/2010 - 19:59 Português
Poesia/Tristeza Pérola azul 2 365 10/03/2009 - 00:20 Português
Poesia/Meditação Chuva de Lágrimas 2 295 10/10/2009 - 15:48 Português
Poesia/Desilusão Agonia Arrepiante 2 436 10/24/2009 - 17:22 Português
Poesia/Meditação Balanço do Pensamento 2 364 10/25/2009 - 21:06 Português
Poesia/Tristeza Estou Pequenino 2 366 10/27/2009 - 13:48 Português
Poesia/Geral Um Dia Vou Ser Feliz 2 289 10/27/2009 - 19:49 Português
Poesia/Geral Rua da Incerteza 2 238 11/10/2009 - 16:14 Português
Poesia/Geral Está a Chegar o Natal 2 599 12/09/2009 - 17:38 Português