CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Surpresas

O ser humano tem disso... Tentam surpreender, mas na verdade são surpreendidos. Muitas vezes eles tentam fazer-se amar, mas na verdade se apaixonam primeiro. Ontem foi a minha vez. Ela para variar estava linda. Seu rosto transparecia felicidade, a cada passo meu olhar seguia e eu pensava, me lembrava de como foi tudo tão bom e como poderia ter sido melhor ainda.tentei surpreende-la com um poema, uma rosa, um sorriso. Mas ela me surpreendeu quando apenas disse que ficaria comigo. Mulheres, as mulheres, como não me permitir apaixonar? Como não ficar ao teu lado? Se insisto em te amar! É, não tem jeito, o coração manda e eu obedeço. Faltava um sim agora já não falta nada, está aqui! E o melhor é que está comigo. E foi você que me escolheu! Já não mais me vê como um simples amigo. Enlouquece-me quando me beija, quando sorri pra mim,quando diz que me ama, quando simplesmente me chama. Isso é amor, isso é amar! Nunca tive dúvida, mas hoje tudo é ainda mais claro e nunca me arrependerei... De ter te amado, de voltar a te amar e por seguir te amando.

Submited by

quarta-feira, fevereiro 16, 2011 - 23:33

Poesia :

No votes yet

L.S. Paiva

imagem de L.S. Paiva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 10 anos 36 semanas
Membro desde: 01/28/2011
Conteúdos:
Pontos: 526

Comentários

imagem de MarneDulinski

Surpresas

L.S.Paiva!

Lindo Poema, confere-se um casal de apixonados, sendo relatada essa paixão, pelo varão Poeta!

Meus parabéns,

Marne

imagem de L.S. Paiva

A optca poética nos permite

A optca poética nos permite permutar em relaciomanetos e ilusões, trazendo a tona amores e as paixóes!

Principio poético!

 

Grato pelo comentário

L.S.Paiva

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of L.S. Paiva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Amor Mas que seja nosso 0 647 01/28/2011 - 22:05 Português
Poesia/Pensamentos Foco de Luz 0 567 01/28/2011 - 22:11 Português
Poesia/Amor Como se fosse a primeira vez 0 628 01/28/2011 - 22:19 Português
Poesia/Dedicado Revelação 0 604 01/28/2011 - 22:27 Português
Poesia/Dedicado Aventura em família 0 622 01/28/2011 - 22:29 Português
Poesia/Amor Não é tarde 0 450 01/29/2011 - 00:42 Português
Poesia/Aforismo O que sai do coração não tem nome 0 484 01/29/2011 - 03:03 Português
Poesia/Dedicado Verdadeira Inspiração 0 420 01/29/2011 - 03:23 Português
Poesia/Aforismo Codinome 0 539 01/29/2011 - 03:30 Português
Poesia/Aforismo Clarice, não a Lispector! 0 779 01/29/2011 - 03:34 Português
Poesia/Aforismo Gentileza 0 548 01/29/2011 - 03:43 Português
Poesia/Aforismo O centésimo poema 0 763 01/29/2011 - 03:45 Português
Poesia/Paixão Quero Ficar com você 0 1.431 01/29/2011 - 03:46 Português
Poesia/Aforismo Sonhos 0 700 01/29/2011 - 03:47 Português
Poesia/Geral Pessoas são espelhos 0 696 01/29/2011 - 03:50 Português
Poesia/Geral Brincar de escrever 0 785 01/29/2011 - 03:56 Português
Poesia/Geral Quero ser tudo e mais um pouco 0 673 01/29/2011 - 04:15 Português
Poesia/Geral Um grito silencioso 0 453 01/29/2011 - 16:06 Português
Poesia/Amor João (Mémoria aos poemas de cordel) 0 623 01/29/2011 - 16:13 Português
Poesia/Geral Ser ou ser 0 521 01/29/2011 - 16:16 Português
Poesia/Geral Dilemas 0 579 01/29/2011 - 16:32 Português
Poesia/Dedicado Imitar a Vida 0 391 01/29/2011 - 16:37 Português
Poesia/Geral Junte dois ou mais 0 586 01/29/2011 - 16:46 Português
Poesia/Geral Excesso 0 460 01/29/2011 - 16:54 Português
Ministério da Poesia/Geral No balanço das ondas e do relógio 0 869 01/29/2011 - 19:01 Português