CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Surrealidades

Um espaço. Indefinido.
Uma cama. Ao acaso.
Ela, enrolada. Talvez nua.
Ele, aperaltado.
Como no dia do seu nascimento.
Um outro. Que a ela lhe era querido,
cúmplice do momento
aplainando terreno movediço.
Uma outra. Entrando no espaço interdito,
deixava peças de roupa nas molas de plástico,
Desajeitada. Pertinaz no acontecimento.
Um filme a ser rodado,
já nas cenas finais.
Encontros de para sempre.
Cumpria-se o destino.
E ela? Continuava deitada,
espantada de sua fortuna.
E veio ainda uma outra,
amiga de longa data,
dizer de sua justiça.
Tudo estado de graça.
Era a mudança da casa.
E ele? Apenas amava
a rainha do seu jogo preferido,
enquanto se calçava para fazer caminho…

Surrealidades.
Pegadas decalcadas no sonho.
Ténue a linha.
Sonhos. Realidades.
Desejos im-prováveis…

OF – 02-10-15 - Imagem em http://portate-mal.blogspot.pt/2015/12/surrealidades.html

Submited by

domingo, dezembro 13, 2015 - 19:07

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

Odete Ferreira

imagem de Odete Ferreira
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 ano 3 semanas
Membro desde: 01/11/2011
Conteúdos:
Pontos: 1924

Comentários

imagem de Joel

obrigado pela visita

obrigado pela visita

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odete Ferreira

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Meditação Maio, doce Maio 2 681 07/21/2011 - 22:25 Português
Poesia/Fantasia Apetece-me encontrar-me à janela 2 715 07/28/2011 - 16:13 Português
Prosas/Pensamentos Ruas e ruelas de amargura 0 1.022 08/04/2011 - 01:49 Português
Poesia/Geral Mãos 0 1.015 08/10/2011 - 02:02 Português
Prosas/Outros Ruas e ruelas de amargura 0 881 08/15/2011 - 01:32 Português
Prosas/Pensamentos Pode-se amar com silêncios? 2 1.248 08/15/2011 - 12:25 Português
Poesia/Tristeza Não quero contrariar o destino 2 965 08/24/2011 - 18:14 Português
Poesia/Pensamentos Tua 0 1.178 08/24/2011 - 19:56 Português
Poesia/Meditação Alma leve 0 676 08/30/2011 - 02:19 Português
Poesia/Geral Acaso(s) 0 1.006 08/30/2011 - 02:22 Português
Prosas/Outros A alma desabafa, o coração acalma. O contrário também seria um título adequado! 2 2.155 08/30/2011 - 17:21 Português
Poesia/Meditação Apenas estar 0 1.220 09/05/2011 - 01:22 Português
Poesia/Pensamentos Apetite 0 1.769 09/05/2011 - 01:29 Português
Prosas/Lembranças Impressões retidas na objectiva de olhares perscrutadores 0 1.250 09/05/2011 - 01:46 Português
Poesia/Pensamentos Tarde em mim 2 833 09/21/2011 - 17:12 Português
Poesia/Pensamentos Bipolaridade no amor 2 2.579 09/21/2011 - 17:39 Português
Prosas/Lembranças Memória de ti, André V. 0 1.635 09/22/2011 - 23:22 Português
Prosas/Outros Tempo 0 752 09/23/2011 - 00:05 Português
Poesia/Tristeza Quisera eu... 2 1.459 09/25/2011 - 23:28 Português
Poesia/Dedicado Não sou surda, E vós? 2 1.405 09/29/2011 - 20:35 Português
Poesia/Meditação Princesa do Tua 2 2.122 10/04/2011 - 23:04 Português
Poesia/Tristeza Ouvido tísico 4 2.410 10/10/2011 - 00:32 Português
Poesia/Geral Poemeto -Hum... 0 983 10/10/2011 - 13:17 Português
Poesia/Geral Para lá das nuvens 3 1.606 10/24/2011 - 13:53 Português
Ministério da Poesia/Tristeza Distâncias 4 1.669 10/24/2011 - 14:02 Português