CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Tesoureiros da luz,

Tesoureiros da luz,

Tenho alma de cão pastor cego,
Sinto nas galáxias o que não vejo
Cá baixo, caminho na certeza de
Voltar nunca o mesmo que fui,

Faz tempo, o futuro foi lá trás,
Sigo meus pés descalços, a alma
As estrelas e o espaço, tanto faz,
Formiga d'asa, onde possa voar,

Embarcar para as estrelas que sigo,
Pastor perseguindo velas, cego,
Queimando os dedos noutros
Universos loucos, menos paralelos,

Assim como um tesoureiro da luz,
Caminhando no breu pelos pontos
Que brilham, sinto pelo som os astros,
Pouso nos cotovelos os ombros,

Nas estepes o desafio, a orgia da luz
Aí percebo quanto sou frágil, caniço
Da luz que sai pela voz e apenas,
Se é chama, é orgânica na lucidez,

Ela nos diz se a podemos desfiar
Ou não fiar, dependendo do ouro,
Da densidade frágil do fio, da voz o ar
E do modo como sai da boca, o cosmos

Da confiança e no tear próximo,
O pouso e os cabelos de Berenice...
Da janela os reconheço, cada transeunte
Pelo brilho que apresenta e usa,

Como que se germinassem espelhos
Na calçada, reflectidos na minha
Face a pontos ouro de luz, fina Ursa Menor
Ou grossa, difusa ou orgia em chama,

Tenha ou não eu alma de pastor cego
Certo é ter de rinoceronte ego, escaravelho
Sinto nas galáxias o que não vejo, pego
O facho e caminho para um Sol poente vizinho,

O meu travesseiro de luz.

Jorge Santos 04/2019
http://namastibetpoems.blogspot.com

Submited by

quinta-feira, maio 9, 2019 - 10:14

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

Joel

imagem de Joel
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 semana 3 dias
Membro desde: 12/20/2009
Conteúdos:
Pontos: 40693

Comentários

imagem de Joel

valorizemos quem escreve e

valorizemos quem escreve e sente e não banalidades sem sentido (como tanto e tantos nesta net) viva a escrita poética ...

imagem de Joel

valorizemos quem escreve e

valorizemos quem escreve e sente e não banalidades sem sentido (como tanto e tantos nesta net) viva a escrita poética ...

imagem de Joel

valorizemos quem escreve e

valorizemos quem escreve e sente e não banalidades sem sentido (como tanto e tantos nesta net) viva a escrita poética ...

imagem de Joel

valorizemos quem escreve e

valorizemos quem escreve e sente e não banalidades sem sentido (como tanto e tantos nesta net) viva a escrita poética ...

imagem de Joel

valorizemos quem escreve e

valorizemos quem escreve e sente e não banalidades sem sentido (como tanto e tantos nesta net) viva a escrita poética ...

imagem de Joel

valorizemos quem escreve e

valorizemos quem escreve e sente e não banalidades sem sentido (como tanto e tantos nesta net) viva a escrita poética ...

imagem de Joel

valorizemos quem escreve e

valorizemos quem escreve e sente e não banalidades sem sentido (como tanto e tantos nesta net) viva a escrita poética ...

imagem de Joel

valorizemos quem escreve e

valorizemos quem escreve e sente e não banalidades sem sentido (como tanto e tantos nesta net) viva a escrita poética ...

imagem de Joel

valorizemos quem escreve e

valorizemos quem escreve e sente e não banalidades sem sentido (como tanto e tantos nesta net) viva a escrita poética ...

imagem de Joel

valorizemos quem escreve e

valorizemos quem escreve e sente e não banalidades sem sentido (como tanto e tantos nesta net) viva a escrita poética ...

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Joel

Tópico Títuloícone de ordenação Respostas Views Last Post Língua
Poesia/Geral Em Vila, Praia ou Âncora … 1 630 02/20/2018 - 18:03 Português
Ministério da Poesia/Geral Pedra, tesoura ou papel..."Do que era certo" 0 394 01/08/2020 - 12:27 Português
Ministério da Poesia/Geral Rua dos Douradores 30 ... 0 392 01/08/2020 - 11:32 Português
Ministério da Poesia/Geral "Semper aeternum" 13 1.017 10/16/2018 - 09:28 Português
Ministério da Poesia/Geral A hora é do tempo, a Ágora 10 552 03/21/2018 - 13:31 Português
Ministério da Poesia/Geral Ânsias ...lais de guia... 92 627 10/22/2019 - 15:33 Português
Ministério da Poesia/Geral Antes de tud’o mais ... 13 671 10/16/2018 - 09:30 Português
Ministério da Poesia/Geral Doce manifesto da vida 50 355 10/22/2019 - 15:32 Português
Ministério da Poesia/Geral Excerto “do que era certo” 0 328 01/08/2020 - 11:38 Português
Poesia/Geral I can fly ... 11 1.040 10/16/2018 - 09:41 Português
Ministério da Poesia/Geral JOEL MATOS 14 1.705 10/16/2018 - 09:31 Português
Poesia/Geral Morto vivo eu já sou … 496 2.332 05/09/2019 - 11:06 Português
Ministério da Poesia/Geral O avesso do espelho... 5 325 03/01/2020 - 21:02 Português
Poesia/Geral O erro de Descartes 479 1.231 04/09/2019 - 11:49 Português
Ministério da Poesia/Geral O Estado da Dúvida 2 269 01/24/2020 - 21:05 Português
Prosas/Contos O Transhumante Ou "Versus de Montanya Mayor" 1 1.518 02/28/2018 - 17:11 Português
Ministério da Poesia/Geral Peixes ... 10 922 05/25/2018 - 09:31 Português
Ministério da Poesia/Geral Pra'lém do sonhar comum ... 80 574 10/22/2019 - 15:03 Português
Ministério da Poesia/Geral Puder-eu-o-ter 10 538 08/07/2018 - 16:44 Português
Ministério da Poesia/Geral V de Vitória - Revolução - 537 1.852 04/03/2019 - 16:43 Português
Poesia/Geral "Ida e volta" 10 782 05/25/2018 - 09:39 Português
Ministério da Poesia/Geral "Je ne dis rien, tu m'écoutes" 468 1.741 03/30/2019 - 17:13 Português
Ministério da Poesia/Geral "Palavras meias" 10 809 03/23/2018 - 10:04 Português
Ministério da Poesia/Geral "Sic est vulgus" 0 476 01/08/2020 - 12:47 Português
Ministério da Poesia/Geral "Sinto" 13 1.161 10/16/2018 - 09:29 Português