CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Trova a dois Terços!

Trova a dois terços!

No malvado denso mundo castrado,
outro futuro foi agora renegado
no advir dos sentidos perdido
por tudo o mais ignorado!

Caminho em sombras de carvão
onde a luz não tem autorização
para sempre fui ali banido
desde logo meu cogito perde razão

malévico este meu penar
fazer de tudo o meu azar
perder a capacidade de amar
sou um ser a naufragar.

Sou alma que chora e não ri
sou eremita que tudo vi
dormem as deusas no sepulcro
em sonhos de fino veludo.

Qual Ícaro quiz voar
fazer de tudo o meu lar
a má sorte ignorar
no monte das virgens sonhar

Escuta agora o que te digo
lamento se não sou mais preciso
sempre fui homem sem ciso
antes pobre que mendigo.

Não te peço o coração
não te desperto a tesão
Não abracei a tentação
não te dei nunca razão.

em dois passos tão curtos
caminho entre seres mudos
equidistante de ti, de nós
vou perdendo a imensa voz.

Destilo bafo de cachaça
pelas vielas da esperança
foi agora finda a nossa graça
que o nosso amor já não a alcança.

Devolvo todos os espólios de guerra
no fim de tão sorumbática batalha
entrego-me rendido à terra
faço do meu coração mortalha!

Que se cerre o santo Sepulcro!!

http://rabiscosdealma.blogspot.com/2011/11/trova-dois-tercos.html

Submited by

sexta-feira, novembro 4, 2011 - 11:34

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

Mefistus

imagem de Mefistus
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 ano 14 semanas
Membro desde: 03/07/2008
Conteúdos:
Pontos: 3083

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Mefistus

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Desilusão Cinzento como o tempo 10 660 02/05/2010 - 13:00 Português
Poesia/Tristeza Olha.... 11 521 02/04/2010 - 23:14 Português
Poesia/Fantasia O puto que não queria nadar- Dedicado a MariaCarla 8 367 02/02/2010 - 02:06 Português
Poesia/Geral Conta-me como Foi 6 669 02/02/2010 - 01:57 Português
Poesia/Intervenção A Morte de Jota 16 369 01/31/2010 - 17:35 Português
Poesia/Fantasia Terra à Vista! 18 777 01/29/2010 - 23:14 Português
Poesia/Geral Na tua boca jaz o instinto 8 386 01/29/2010 - 20:01 Português
Poesia/Desilusão Janeiro 9 407 01/29/2010 - 11:28 Português
Poesia/Dedicado Casanova 7 719 01/29/2010 - 00:06 Português
Poesia/Meditação Os anos já passados 6 566 01/25/2010 - 14:09 Português
Poesia/Desilusão Madalena arrependida 12 635 01/24/2010 - 20:37 Português
Poesia/Gótico Caveiras e Cristais 9 388 01/21/2010 - 22:27 Português
Poesia/Dedicado Casablanca 6 420 01/21/2010 - 17:40 Português
Poesia/Dedicado A vida é uma eterna poesia 10 313 01/19/2010 - 21:18 Português
Poesia/Erótico Suavemente 17 474 01/19/2010 - 17:43 Português
Poesia/Dedicado Obrigado! 6 362 01/19/2010 - 01:12 Português
Poesia/Fantasia História simples 8 303 01/18/2010 - 16:39 Português
Poesia/Aforismo Inacabado 9 314 01/15/2010 - 23:59 Português
Poesia/Meditação Domingo... 7 681 01/15/2010 - 22:03 Português
Poesia/Comédia Me visite!! 9 408 01/15/2010 - 15:46 Português
Poesia/Intervenção Momentos (2) 11 684 01/15/2010 - 15:43 Português
Poesia/Meditação Momentos 13 484 01/15/2010 - 15:37 Português
Prosas/Contos Crónicas de Mauro - Fritz investiga 3 1.167 01/14/2010 - 23:30 Português
Poesia/Fantasia Mundo de Açucar 10 675 01/06/2010 - 15:27 Português
Poesia/Desilusão Amiga... 8 396 01/05/2010 - 21:10 Português