CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Tempo sem Tempo (Mario Benedetti)

Preciso tempo necessito esse tempo
que outros deixam abandonado
por que lhes sobra ou já não sabem
o que fazer com ele

tempo
em branco
em vermelho
em verde
até castanho-escuro
não me importa a cor
cândido tempo
que eu possa abrir
e fechar
como uma porta

tempo para olhar uma árvore um farol
para andar pelo fio do descanso
para pensar que bom hoje não é inverno
para morrer um pouco
e nascer em seguida
e para me dar conta
e para me dar corda
preciso tempo o necessário para
chafurdar umas horas na vida
e para investigar por que estou triste
e acostumar-me ao meu esqueleto antigo

tempo para esconder-me no canto de algum galo
e para reaparecer em um relincho
e para estar em dia
e para estar na noite
tempo sem recato e sem relógio

vale dizer preciso
ou seja necessito
digamos me faz falta
tempo sem tempo

Mário Benedetti (1920-2009), poeta uruguaio, editado por Nicola David.

Submited by

segunda-feira, junho 25, 2012 - 13:19

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

AjAraujo

imagem de AjAraujo
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 ano 48 semanas
Membro desde: 10/29/2009
Conteúdos:
Pontos: 15584

Comentários

imagem de Henricabilio

Os mistérios do

Os mistérios do Tempo
continuam por revelar
e este contratempo
promete continuar.

Um belo poema!

1 abraç0o!

_Abilio

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of AjAraujo

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Dedicado Elegia ao Outono 1 797 03/21/2012 - 00:16 Português
Poesia/Dedicado Da Terra brotam os Grãos... Sementes de vida 0 767 03/19/2012 - 22:51 Português
Poesia/Intervenção A mística da poesia 0 588 03/19/2012 - 22:48 Português
Videos/Música Both Sides Now (Joni Mitchell) 0 2.099 03/19/2012 - 22:22 inglês
Videos/Música We're All Alone (Johnny Mathis & Petula Clark) 0 1.297 03/19/2012 - 22:07 inglês
Videos/Música Angel of the Morning (The Pretenders) 0 3.239 03/19/2012 - 21:45 inglês
Videos/Pessoal I´ll stand by you, live (Chrissie Hynde, from music of The Pretenders) 0 2.956 03/19/2012 - 21:45 inglês
Videos/Música I'll stand by you - The Pretenders (with lyrics) 0 1.660 03/19/2012 - 21:45 inglês
Videos/Música Downtown (Petula Clark) 0 2.440 03/19/2012 - 21:45 inglês
Poesia/Intervenção Passado, Presente e Futuro (José Saramago) 0 691 03/11/2012 - 21:29 Português
Poesia/Intervenção Não me peçam razões (José Saramago) 0 941 03/11/2012 - 21:25 Português
Poesia/Pensamentos A Regra Fundamental da Vida (José Saramago) 0 980 03/11/2012 - 21:20 Português
Poesia/Intervenção Questão de Palavras (José Saramago) 0 1.026 03/03/2012 - 22:28 Português
Poesia/Aforismo Premonição (José Saramago) 0 978 03/03/2012 - 22:23 Português
Poesia/Fantasia Água azul (José Saramago) 0 839 03/03/2012 - 22:19 Português
Poesia/Dedicado Santanésia: Terra dos Sonhos - resta uma saudade! 0 1.521 02/26/2012 - 16:45 Português
Poesia/Aforismo Ruptura: o dia do basta aos modismos 0 956 02/26/2012 - 16:30 Português
Poesia/Aforismo O tempo (José Luis Appleyard) 0 843 02/24/2012 - 11:00 Português
Poesia/Intervenção Insônia (Rafael Diaz Icaza) 0 963 02/24/2012 - 10:55 Português
Poesia/Dedicado Alfonsina e o mar (Félix Luna) 0 1.532 02/24/2012 - 10:46 Português
Poesia/Dedicado Roça de Milho 0 865 02/23/2012 - 16:43 Português
Poesia/Intervenção A hora de ir-se 0 865 02/23/2012 - 16:13 Português
Poesia/Dedicado Os Glaciares da Patagônia: salvemos! 0 734 02/23/2012 - 16:11 Português
Poesia/Intervenção Caminheiro (Ossip Mandelstam) 0 1.168 02/22/2012 - 13:02 Português
Poesia/Intervenção Chuva Oblíqua (Fernando Pessoa) 0 1.137 02/22/2012 - 12:59 Português