CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

C.A.O.S.

Eu quero sentir o caos a deslizar pelos dedos das minhas loucuras vãs.
Eu quero sentir esse efeito de falsa auto-estima a dançarem entre os pêlos dos meus braços.
Eu quero sentir o gosto do cliché na ponta da língua e experimentar o azedume de um amor fingido
subindo pelo fígado em ondas sônicas do mais puro ranço hepático.
Eu quero sentir as pontas do cabelo dele.
Meio tarde para fazer sentido. Meio tarde para ser inteiro.
Não me importo com essas amputações.
Elas estão aí pois cumprem um papel importante na cadeia de falsidades,
são actores importantes neste teatro do caos-da-boca-pra-fora
(não se finjam entendidos em caos, por favor).

Eu não me lembro das pontas do cabelo dele.
A memória, sempre a proteger.
A fazer desaparecer as lembranças ácidas.
Boa memória. Selectiva. Funcionando de um jeito disfuncional.
Não sei o que é o caos.
Se é para sentir o caos, que seja logo de manhã,
batendo na janela, montado num Dioniso coberto de sangue,
a perguntar se eu não quero causar um caos por aí;
Vou olhar no fundo dos olhos infinitos de Dioniso
e ele vai lançar uma explosão solar em forma de desafio
(e eu quase que consigo ouvir a sua voz quando ele faz isso)
mas eu não vou muito com a cara dessa alegria toda,
dessa euforia de vinho com gás,
e simplesmente não vou dar ouvidos.
Não deêm ouvidos a Dioniso.
Ele é um canalha dos grandes.
Eu recuso o convite e peço para saírem da minha janela,
pois estão a tapar o meu sol de mentira.
Eu não uso o caos em vão.
Fecho a janela.

Sinto o caos formar-se naqueles pequenos fosfenos
que brilham quando fecho minhas pálpebras de treva pura
e tento contentar-me apenas com isso.

Lembro-me das pontas do cabelo dele.
Maldito. Esqueço.
Viro-me de lado e sinto o caos. Desviro.
Eu sinto o caos em todo o lugar e vou continuar a repetir isso
até ele bater na minha janela novamente.
É melhor do que nada, acho.
Eu sinto o caos a chegar perto, a querer fazer amor.
Eu não faço amor com o caos.
Eu sou o caos.
Mas só nas horas vagas.
E nos feriados.
Está na hora de fazer amor é comigo mesma.

Submited by

segunda-feira, agosto 5, 2013 - 14:40

Prosas :

No votes yet

SweetPoison

imagem de SweetPoison
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 24 semanas 3 dias
Membro desde: 02/20/2013
Conteúdos:
Pontos: 298

Comentários

imagem de Bruno Sanctus

Sorria: o caos te ama! É por

Sorria: o caos te ama! É por isso que sorri para as profundezas. Justamente porque um abismo atrai o outro. Você saliva; morde os lábios e devora galerias inteiras. Arranca as colunas do imponderável e palita os dentes com suas vértebras. Encara o abismo com um deleite antropofágico. Depois lambe os dedos manchados com gordura. Você é Érebo. E também o caos primordial; é vesica piscis fazendo menção a multiplicação celular. E eu só queria ser uma réplica dissimulada dessas células. Nascer duas vezes como Dioniso para ser batizado com álcool vínico. Para frustrar Penteu que nada mais era que um Dioniso que não deu certo. Agora quero que me devore, doce veneno, só que temperado com a minha própria peçonha. Vejo fumaça no ar: seus pedidos de S.O.S. Quero ler-te no meu tarô antigo de vampiros. Um abismo atrai o outro, querida.

Brincadeiras á parte. Já deves ter percebido que eu gosto de interagir; é um péssimo hábito que possuo. Às vezes meus comentários até desvirtuam a obra, quando na verdade, não é a verdadeira intenção. Ou quando eles mesmos não acabam servindo de pano de fundo para algum poema. Esses dias mesmo escrevi um roteiro de quadrinho, baseado em um comentário bobo que fiz em um poema. Bom, é arte por si só. E mudando de assunto, já que não era o sentido desse comentário falar sobre mim. Eu admiro o que escreve, do contrário não teceria comentários mirabolantes. E fico devendo até elogios. Mas... por fim, devo parabenizá-la para não adulá-la. Parabéns.

imagem de SweetPoison

Eu ainda não sei como é que

Eu ainda não sei como é que fazes isso :)

Só podes ser uma réplica duma das minhas células. Ou quem sabe um pedaço de uma alma minha noutra vida que não esta.
S.O.S. ... Tarôt's .. És um abismo parece-me também.

Brincadeiras à parte, não é péssimo hábito nenhum!
Arte é arte por si só, por ser só arte. Que nem todos possam perceber tal coisa é outra história...

Eu admiro o que me escreves... Obrigado pelas tuas palavras, sempre mágicas. Mesmo.
Um beijo :)

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of SweetPoison

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos Uma espécie de apresentação 2 277 02/21/2013 - 13:37 Português
Poesia/Erótico A Paixão é corrosiva 1 254 02/21/2013 - 15:53 Português
Poesia/Paixão Sei ... 1 335 02/21/2013 - 16:05 Português
Poesia/Paixão A minha droga 1 288 02/21/2013 - 16:17 Português
Poesia/Erótico Que farás tu? 4 289 02/22/2013 - 17:37 Português
Prosas/Pensamentos Vazio 2 361 02/25/2013 - 10:06 Português
Poesia/Pensamentos Não durmo 2 284 02/25/2013 - 10:08 Português
Poesia/Erótico Mil Sóis 2 255 02/26/2013 - 20:41 Português
Poesia/Pensamentos Amor indigesto 2 273 02/28/2013 - 09:10 Português
Poesia/Pensamentos Sem nada 2 205 02/28/2013 - 09:11 Português
Poesia/Dedicado Mais ou menos assim 0 233 03/01/2013 - 09:32 Português
Poesia/Fantasia Para Onde? 0 236 03/01/2013 - 09:36 Português
Poesia/Erótico Desejo 1 400 03/03/2013 - 17:04 Português
Poesia/Erótico Procura-me 0 284 03/05/2013 - 09:31 Português
Poesia/Erótico Sentir 0 213 03/05/2013 - 09:35 Português
Poesia/Dedicado Teus olhos mansos 0 290 03/05/2013 - 09:37 Português
Poesia/Geral Não baixes os olhos 0 203 03/06/2013 - 15:36 Português
Poesia/Meditação Estar em ti 0 304 03/06/2013 - 15:44 Português
Prosas/Erótico Imagina 2 332 03/08/2013 - 10:20 Português
Prosas/Erótico Devo-te o sonho que me deste 1 332 03/15/2013 - 19:50 Português
Prosas/Erótico Deixa-me ser 1 508 03/15/2013 - 20:01 Português
Poesia/Erótico Procuro-te 0 261 05/10/2013 - 08:54 Português
Poesia/Paixão Porquê? 0 148 05/10/2013 - 09:04 Português
Prosas/Cartas Eu sei 0 448 05/10/2013 - 09:14 Português
Poesia/Erótico Preciso de ti 0 209 05/14/2013 - 10:10 Português