CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Falando de Saudades

Perguntam sempre o que é saudade. Não sabemos bem definir esse sentimento. Muito se fala sobre ela e muito se escreve. No entanto, quase sempre existem divergências nessas falas e na escrita. Sentimos saudades do lugar onde moramos algum tempo, das coisas que fazíamos na infância, sentimos saudades de alguém que foi importante para nós. Enfim, existe uma infinidade de coisas que podem nos fazer sentir saudades.

Eu quero afirmar aqui neste espaço, onde falo de saudades, e provocar uma reflexão sobre o tema. Precisamos pensar. Precisamos encarar a realidade e prosseguir em nossa jornada. A vida nos reserva muitas surpresas e, algumas delas não gostamos e nos revoltamos. Tenho saudades da minha liberdade... de poder fazer o que penso na hora que penso. Mas será que isso é possível? Vivemos em uma sociedade que nos impoem regras básicas de vida e, mesmo sem perceber, estamos presos a elas.

Quero afirmar com bastante propriedade que muitas coisas que alcançamos na vida e que nos dá felicidade tem um começo e tem um fim. No começo existe uma coisa básica na vida de todos: a esperança! Sim, só com a esperança é que podemos prosseguir com nossos sonhos e acreditar que podemos conseguir. Acontece que, normalmente, essa esperança termina em saudade. Isso mesmo! O fim sempre é de saudades. E é a saudade que machuca e nos deixa confuso.

Se observarmos bem... durante a nossa caminhada na estrada da vida levamos uma bagagem. Pare e olhe para ela. Você verá que nessa bagagem você leva a felicidade. Sua jornada pode durar anos, mas de uma coisa você pode ter certeza, ao voltar dessa viagem você traz apenas a saudade!

É isso... Saudades!

Submited by

domingo, outubro 4, 2009 - 14:33

Prosas :

No votes yet

Odairjsilva

imagem de Odairjsilva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 18 horas 50 minutos
Membro desde: 04/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 15859

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odairjsilva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos História oficial 6 376 02/01/2024 - 21:19 Português
Poesia/Amor Paixão que não se cala 6 286 01/31/2024 - 20:11 Português
Poesia/Amor A felicidade que sonhei 6 558 01/30/2024 - 11:30 Português
Poesia/Pensamentos O último poema do rinoceronte 6 1.260 01/29/2024 - 20:15 Português
Poesia/Amor Só por hoje 6 263 01/28/2024 - 12:45 Português
Poesia/Meditação Águas turvas 6 365 01/27/2024 - 12:00 Português
Poesia/Amor Alvorada voraz 6 259 01/25/2024 - 23:25 Português
Poesia/Meditação Primeira Guerra Mundial 6 390 01/24/2024 - 19:46 Português
Poesia/Amor Murmúrio de desejos 6 280 01/22/2024 - 19:01 Português
Poesia/Desilusão Caminhos diferentes 6 531 01/21/2024 - 12:13 Português
Poesia/Amor Contagem regressiva 6 498 01/20/2024 - 13:13 Português
Poesia/Pensamentos Criatura selvagem 6 1.155 01/19/2024 - 12:13 Português
Poesia/Pensamentos Apocalipse 6 582 01/18/2024 - 12:17 Português
Poesia/Amor Seus olhos 6 371 01/17/2024 - 13:06 Português
Poesia/Desilusão Se distante de mim você sorrir 6 274 01/16/2024 - 12:17 Português
Poesia/Desilusão Segredos de um coração ferido 6 1.243 01/15/2024 - 13:30 Português
Poesia/Desilusão Ele apenas faz sofrer 6 334 01/14/2024 - 13:46 Português
Poesia/Amor Que o tempo não apague 6 291 01/12/2024 - 23:39 Português
Poesia/Amor Musa inspiradora 6 516 01/12/2024 - 12:30 Português
Poesia/Amor Visceral 6 405 01/11/2024 - 12:49 Português
Poesia/Pensamentos O ovo da serpente 6 558 01/10/2024 - 13:16 Português
Poesia/Pensamentos Filhinhos de papai 6 428 01/09/2024 - 19:29 Português
Poesia/Amor Momento sublime 6 261 01/09/2024 - 12:16 Português
Poesia/Pensamentos Zé Ninguém 6 1.245 01/08/2024 - 12:15 Português
Poesia/Amor O amor outra vez 6 384 01/07/2024 - 12:29 Português