CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

A Imaginação e o Tempo

 

O Tempo ia passando e encontrou a Imaginação sentada embaixo de uma árvore, muito quieta, pensativa. Ali era um lugar calmo e tranquilo e só o vento, que assoviava suavemente lindas canções, fazia algumas folhas dançarem alegremente aquele ritmo, que só mesmo o vento sabia embalar. Percebendo a presença do Tempo, a Imaginação o convidou a parar um pouquinho, porque precisava falar a respeito de sua passagem, sempre tão rápida e tão desafiante. Poucos eram os que conseguiam falar com o Tempo, pois ele pouco tempo tinha para dedicar a ele mesmo.
-Não tenho muito tempo, disse o Tempo, não querendo perder muito tempo, pois sempre tinha muitas coisas a fazer.
- Eu tenho percebido que estás a passar e isto me deixa muito preocupada.
- Por que estaria preocupada, perguntou o Tempo à Imaginação, que a essa altura já estava muito interessada em ouvir o que o Tempo diria a ela.
- À cada dia que passa me sinto mais cansada e as minhas asas já não conseguem me sustentar, como faziam antes.
- Isto não é um problema que eu possa resolver, assim, de imediato. Preciso de tempo, para pensar.
- Mas tu não és o Tempo, o Senhor do Universo, aquele que tudo vê e nada deixa passar, sem que esteja a contar o tempo?
- Mesmo sendo o Tempo, muitas vezes não consigo nem resolver os meus próprios problemas, porque como vês, estou sempre sem tempo.
- Há muitas coisas que não consigo entender e me disseram que só o Tempo me ensinaria o que precisava saber.
- E o que precisas entender, que ainda não entendestes?
- Preciso entender porque nunca tenho tempo para buscar as minhas respostas, aquelas que ainda não entendi.
- Talvez estejas buscando as respostas no lugar errado.
- E como posso saber onde é o lugar certo para encontrar estas respostas?
- O tempo irá trazer essas respostas, a próxima vez que o vires passar...
- E se estás aqui  comigo a dialogar , porque não me dás estas respostas agora?
- Porque não as tenho comigo neste momento.
- E quando as terás?
- Dê tempo ao Tempo e ele mesmo te dirá, quando for chegado o momento certo...

Débora Benvenuti

http://colchaderetalhos13.blogspot.com.br

Submited by

quarta-feira, novembro 19, 2014 - 18:55

Prosas :

No votes yet

deborabenvenuti

imagem de deborabenvenuti
Offline
Título: Moderador Poesia
Última vez online: há 9 semanas 45 minutos
Membro desde: 05/10/2010
Conteúdos:
Pontos: 2577

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of deborabenvenuti

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Fantasia O TEMPO E O VENTO 1 638 06/02/2010 - 22:12 Português
Prosas/Contos A ÚLTIMA VEZ 2 1.087 06/02/2010 - 21:46 Português
Poesia/Fantasia A IMAGINAÇÃO E O TRABALHO 2 728 06/01/2010 - 19:48 Português
Poesia/Fantasia O SEGREDO E A CURIOSIDADE 1 708 06/01/2010 - 14:35 Português
Prosas/Contos PAPPILON 1 884 05/31/2010 - 21:18 Português
Poesia/Amor CAMINHANDO CONTRA O TEMPO 1 1.028 05/31/2010 - 00:10 Português
Poesia/Fantasia O AFETO,A TERNURA E O AMOR 1 1.149 05/30/2010 - 02:30 Português
Poesia/Fantasia NO VALE DA DECISÃO 1 788 05/28/2010 - 17:58 Português
Poesia/Fantasia O CORAÇÃO E A OSTRA 1 591 05/17/2010 - 02:16 Português
Poesia/Amor O TEMPO E A LUA CHEIA 1 746 05/13/2010 - 19:41 Português