CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

BAILE DE MÁSCARAS PERMANENTE

NÃO PRECISAMOS DO CARNAVAL PORQUE EM PORTUGAL HÁ BAILES DE MÁSCARAS TODO O ANO

E enquanto se vão abrindo campanhas de denúncia de violência de qualquer tipo, muitas fontes causadoras da proliferação do problema, entre estas a televisão e as revistas, vão despertando e alimentando a consciência dos jovens (e não só...), através de supostos “benefícios” oferecidos em programas tais como reality shows promíscuos e telenovelas duma agressividade escandalosa. Mas estamos a brincar???

Ao invés do que se pretende (?) seja considerado de “sensibilização para o problema”, aquelas fontes tornam-se uma escola dessa mesma promiscuidade, disfarçada com a velha máscara de “chamada de atenção para o problema”. E mais... com uma hipocrisia sem limites, pretende-se evitar o uso da obscenidade antes da meia noite, quando os jovens têm acesso àqueles mesmos programas a qualquer hora do dia... Vivemos, permanentemente, uma farsa onde os cenários mais inadmissíveis se mantêm escancarados aos olhos de todos.

O QUE FAZER COM ESTA MÁSCARA PERMANENTE QUE ENCOBRE UM DETERMINADO OBJECTIVO COM UM MANTO DIÁFANO DE “BOAS INTENÇÕES” ???

O CARNAVAL ESTÁ À PORTA, MAS NÃO SE PREOCUPEM QUE O BAILE DE MÁSCARAS VAI CONTINUAR TODO O ANO.

Maria Letr@

Submited by

segunda-feira, fevereiro 25, 2019 - 23:35

Críticas :

No votes yet

Maria Letra

imagem de Maria Letra
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 4 dias 12 horas
Membro desde: 11/20/2012
Conteúdos:
Pontos: 2218

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Maria Letra

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Prosas/Terror UM GALINHEIRO DE AVES ESCOLHIDAS A DEDO PARA PRODUZIR AUDIÊNCIAS 0 1.294 01/07/2014 - 06:47 Português
Poesia/Geral UM CERTO FALSO AMAR 0 1.084 12/30/2013 - 03:26 Português
Poesia/Geral ESTE NATAL EM PORTUGAL 0 508 12/29/2013 - 16:58 Português
Poesia/Geral UM EGO CEGO 0 2.264 12/12/2013 - 12:38 Português
Poesia/Poetrix SÓ, MAS FELIZ! 0 1.360 10/16/2013 - 06:35 Português
Poesia/Geral ERROS MEUS 0 1.006 10/16/2013 - 00:48 Português
Poesia/Geral QUANDO "SÓ", VALE A PENA 0 642 10/13/2013 - 17:43 Português
Poesia/Intervenção CERCO AOS MARRETAS 0 783 10/07/2013 - 10:11 Português
Poesia/Desilusão VER..., PARA CRER! 0 791 09/28/2013 - 10:20 Português
Poesia/Geral TEUS VENTOS 0 699 09/15/2013 - 08:14 Português
Poesia/Amor A TUA AUSÊNCIA 0 1.190 09/14/2013 - 14:03 Português
Poesia/Geral A MORTE TRAINDO A VIDA 0 504 09/06/2013 - 20:20 Português
Poesia/Geral A NATUREZA E NÓS 0 815 08/25/2013 - 15:20 Português
Poesia/Geral PORQUÊ SETEMBRO? 0 599 08/25/2013 - 10:56 Português
Poesia/Geral PROCESSO LENTO 0 984 08/20/2013 - 18:17 Português
Poesia/Geral O HAVER DEVE MUITO AO SALDO 0 999 08/18/2013 - 23:03 Português
Poesia/Amor MEU SENTIR-TE 0 788 08/17/2013 - 12:38 Português
Poesia/Poetrix SATURAÇÃO 0 691 08/17/2013 - 09:29 Português
Poesia/Geral PROJECTO DE VIDA 0 863 08/17/2013 - 09:02 Português
Poesia/Tristeza MORTE, LEGADO ODIADO 0 707 08/16/2013 - 18:10 Português
Poesia/Tristeza TEMPOS QUE O TEMPO TE DEU 0 1.119 08/15/2013 - 10:08 Português
Poesia/Tristeza PERDÃO, MÃE! 0 2.488 08/13/2013 - 09:45 Português
Poesia/Geral O LADO MAU DA CULTURA 0 669 08/11/2013 - 17:00 Português
Poesia/Geral INDIFERENÇA 0 800 08/09/2013 - 16:52 Português
Poesia/Poetrix ESPAÇOS MEUS 0 1.260 08/09/2013 - 09:55 Português