CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Óbvio

Manoelando eu desinvento as dores.
Elas são tão pequenas
perto da ausência de charcos pra caracóis,
que desaborreço.
Não me faltam paredes.
Me esvaziam é lagartixas!
Talvez se eu fosse um prego torto,
caco de vidro ou lasca de pedra,
talvez assim, e só assim,
as árvores me brotassem.
A imaginação, pois, é fruta.
E o desencanto, encantamento.
Nos quatro cantos, não há o que me desfaça do nada.
Prefiro hoje o nada,
no lugar do tudo que me desorienta.
Manoelando, percebi que o ínfimo é glória!
A complexidade caiu em desuso, agora.
No meu mundo eu vou é pintar violetas,
para ter - em eterno - beija-flores por perto...
Eu vou é desofrer em rios;
desacostumar o cio.
Eu vou é desenraizar!

Submited by

terça-feira, abril 13, 2010 - 21:10

Poesia :

No votes yet

sylviaharujo

imagem de sylviaharujo
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 9 anos 27 semanas
Membro desde: 04/12/2010
Conteúdos:
Pontos: 73

Comentários

imagem de nunomarques

Re: Óbvio

O óbvio é a tua boa poesia.

Um poema que prende do início ao fim, em passagens que fazem pensar no óbvio que nem sempre se mostra evidente dentro de nós.

Gostei muito da 1ª vez que li, e depois já li mais 2 vezes e ainda gostei mais...

Vai para os favoritos*

Beijo
Nuno

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of sylviaharujo

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Fotos/ - 3474 0 550 11/24/2010 - 00:55 Português
Prosas/Outros Invencionice 0 328 11/19/2010 - 00:03 Português
Prosas/Drama Pontual 0 349 11/19/2010 - 00:03 Português
Prosas/Drama Degradação 0 272 11/19/2010 - 00:03 Português
Prosas/Drama Concomitantes 0 296 11/19/2010 - 00:03 Português
Prosas/Contos Adiante 0 302 11/19/2010 - 00:03 Português
Prosas/Outros Ensolarada 0 336 11/19/2010 - 00:03 Português
Prosas/Drama Paternidade 0 310 11/19/2010 - 00:03 Português
Prosas/Drama Exaustão 0 262 11/19/2010 - 00:03 Português
Prosas/Lembranças Póstumo Amor 0 294 11/19/2010 - 00:03 Português
Poesia/Pensamentos Pra brotar no meu quintal 0 287 11/18/2010 - 16:01 Português
Poesia/Pensamentos Engasgo 3 361 04/19/2010 - 16:11 Português
Poesia/Tristeza Camisolenta 1 350 04/15/2010 - 17:17 Português
Poesia/Pensamentos Poesia 1 263 04/15/2010 - 16:14 Português
Poesia/Pensamentos Óbvio 1 292 04/15/2010 - 15:37 Português
Poesia/Aforismo Medo 3 235 04/15/2010 - 00:33 Português
Poesia/Meditação Apreço 2 305 04/13/2010 - 20:24 Português
Poesia/Amor A giz 3 327 04/13/2010 - 19:12 Português