CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Esse sol que se despede


Diante do horizonte, onde o céu se encontra com a terra,
O sol se despede, pintando o mundo de cores rubras e douradas.
É um espetáculo divino, uma obra-prima da natureza,
Que eterniza a poesia e encanta os corações com sua beleza.

As nuvens se vestem de toneladas ardentes e suaves,
Enquanto o sol se recolhe, aos poucos, no horizonte distante.
A luz se esvai, dando lugar à penumbra e à melancolia,
E a poesia se revela nas palavras que a alma desafia.

Nesse crepúsculo encantador, onde o tempo se suspende,
As estrelas timidamente começam a surgir no céu,
E a lua, com sua luz prateada, embeleza a noite serena,
Transformando o momento em uma poesia singela.

E ali, diante desse por do sol tão bonito e magnífico,
A poesia se faz presente, eternizada em cada verso e estrofe,
Pois a natureza inspira e transborda sentimentos,
Que encontra morada nas palavras do poeta e do trovador.

Que esse por do sol tão grandioso e sublime,
Nos faça lembrar da beleza que existe ao nosso redor,
Que nos inspire a contemplar a simplicidade do viver,
E a escrever, com amor,
Poesias que encantam e perduram no tempo.

Poema: Odair José, Poeta Cacerense
Imagem: Odair José

www.odairpoetacacerense.blogspot.com

Siga-nos @poetacacerense

Submited by

quarta-feira, maio 24, 2023 - 01:17

Poesia :

No votes yet

Odairjsilva

imagem de Odairjsilva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 12 horas 8 minutos
Membro desde: 04/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 15298

Comentários

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odairjsilva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos Incoerência fantasiosa absurda 6 189 04/19/2024 - 20:29 Português
Poesia/Meditação A trágica paixão de Sansão 6 137 04/18/2024 - 20:34 Português
Poesia/Desilusão A parte fraca do coração 6 157 04/17/2024 - 00:43 Português
Poesia/Desilusão O lamento do sofrer 6 147 04/16/2024 - 11:40 Português
Poesia/Meditação O fim do mundo bate à porta 6 170 04/15/2024 - 23:38 Português
Poesia/Meditação Eu posso dizer não! 6 154 04/15/2024 - 11:29 Português
Poesia/Meditação A angústia de Caim 7 262 04/15/2024 - 00:52 Português
Poesia/Amor Não era brincadeira 6 168 04/13/2024 - 14:09 Português
Poesia/Amor Fascinante 6 619 04/10/2024 - 20:11 Português
Poesia/Amor Em cada pétala de rosa 7 379 04/10/2024 - 02:31 Português
Poesia/Meditação A Mulher Samaritana 6 996 04/08/2024 - 23:06 Português
Poesia/Intervenção Contra o racismo 6 292 04/07/2024 - 14:06 Português
Poesia/Desilusão Do amor não correspondido 6 516 04/06/2024 - 14:18 Português
Poesia/Intervenção Contra o bullying 6 462 04/05/2024 - 22:58 Português
Poesia/Amor Impossível ignorar 6 561 04/05/2024 - 02:43 Português
Poesia/Desilusão Não posso te esquecer 6 863 04/04/2024 - 02:54 Português
Poesia/Desilusão Seu prisioneiro 6 429 04/02/2024 - 11:51 Português
Poesia/Amor Um poema sem palavras 6 500 04/01/2024 - 19:33 Português
Poesia/Desilusão Quando não se pode evitar 6 447 03/30/2024 - 13:27 Português
Poesia/Pensamentos Observação 6 1.018 03/27/2024 - 22:12 Português
Poesia/Desilusão Agora o coração reclama 6 417 03/26/2024 - 20:13 Português
Poesia/Intervenção A insensatez da guerra 6 449 03/25/2024 - 19:49 Português
Poesia/Intervenção Senso crítico nebuloso 6 505 03/24/2024 - 13:39 Português
Poesia/Desilusão Entre as sombras da noite 6 808 03/23/2024 - 14:32 Português
Poesia/Intervenção O espelho da realidade 6 474 03/22/2024 - 13:17 Português