CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

"Eternidade Absoluta"

"Não consigo entender a vida,

Tão cruel e ao mesmo tempo gentil.

Não entendo porque ela é assim comigo.

Hoje como qualquer outro dia,procuro tudo que desejo.

Ainda não sei o que é.

Ontem procurei nada mais,que eu mesmo,

E nada encontrei.

Voltar ao começo é impossível,

Iniciar seria o correto,mais nem isso não sei se consigo.

As vezes penso que a morte seria a melhor maneira de se resolver as coisa,mais seria correto.

Muitas vezes,tenho vontade de me esconder mais também não sei onde.

Me escondo em uma realidade que nem eu posso explicar,

Outra noite sonhei,mais ao acorda não lembrava mais o sonho.

Outro dia estava acordado pensando que estava dormindo.

Seria muito sério se não fosse tão normal.

Estou chegando e terminando mais um ano,completarei 25 mes que vem.

Assim como muitos adultos,eu também tenho vontade de voltar aos 15.

Será que seria diferente?

Será nada disso aconteceria?

A vida é tão complicada de se entender.

Mais,nada melhor que um bom sono.

Tenho medo de dormir e não acordar mais.

Tenho medo de aguar as pessoas que tanto me ajudam.

Aprendi com meus 24 anos a ter medo da morte.

Morrer não é o problema,e sim deixar saudades.

Pois a morte não nos tira nada,apenas nos leva para eternidade absoluta."

 

Autor:Verton Brandino Da Silva

(28/09/2011)

Colatina ES

Submited by

quinta-feira, setembro 29, 2011 - 03:40

Poesia :

No votes yet

Verton Brandino da Silva

imagem de Verton Brandino da Silva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 8 semanas 11 horas
Membro desde: 04/13/2011
Conteúdos:
Pontos: 660

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Verton Brandino da Silva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral "Peça!" 0 185 12/09/2018 - 03:27 Português
Poesia/Fantasia “Onde estão?” 0 186 12/03/2018 - 04:09 Português
Poesia/Gótico "Pesadelo comum!" 0 149 12/03/2018 - 02:04 Português
Poesia/Meditação "Sim!" 0 164 11/27/2018 - 21:49 Português
Poesia/Pensamentos "Verbo reeditado!" 0 210 11/25/2018 - 15:26 Português
Poesia/Pensamentos "Ilusões Particulares!" 0 169 11/25/2018 - 15:22 Português
Poesia/Pensamentos Está lá ! 0 384 08/24/2018 - 00:11 Português
Poesia/Tristeza "Para que ter pressa?" 0 379 05/08/2018 - 04:58 Português
Poesia/Dedicado "Eu vi!" 0 422 05/06/2018 - 13:00 Português
Poesia/Geral "De que serve?" 0 272 05/06/2018 - 12:57 Português
Poesia/Comédia "Apenas uma comedia!" 0 293 04/23/2018 - 01:01 Português
Poesia/Gótico "Não chorem!" 0 274 04/22/2018 - 18:43 Português
Poesia/Pensamentos "Sarjeta!" 0 454 04/19/2018 - 21:12 Português
Poesia/Meditação "Quando ele morrer!" 0 309 04/19/2018 - 21:10 Português
Poesia/Meditação Observando!" 0 306 04/19/2018 - 21:08 Português
Poesia/Geral "Versos inversos!" 0 418 10/13/2017 - 15:26 Português
Poesia/Meditação “Ficção x Realidade” 0 386 10/13/2017 - 14:57 Português
Poesia/Pensamentos "Suburbano de cor!" 0 542 10/13/2017 - 14:44 Português
Poesia/Geral "Não olhe" 0 397 10/07/2017 - 22:34 Português
Poesia/Pensamentos "Pura Infância" 0 401 10/07/2017 - 22:03 Português
Poesia/Meditação "Confissão!" 0 346 10/07/2017 - 20:41 Português
Poesia/Pensamentos "Dizem por aí!" 0 876 12/14/2016 - 23:29 Português
Poesia/Geral "Sórdida Solidão!" 0 592 12/14/2016 - 23:27 Português
Poesia/Meditação "Inocente!" 0 463 12/14/2016 - 23:23 Português
Poesia/Geral "COMUNICADO" 0 399 11/25/2016 - 15:07 Português