CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Eu posso dizer não!

Pare de contar as horas
Ignore todos esses minutos
Viva como se o tempo não existisse
Liberte-se das amarras
Dos grilhões que te prende
A este miserável mundo
Ouça que o sol fala uma língua estranha
A serpente voadora ejacula veneno
E sua mente é devorada
Por pensamentos indescritíveis
Onde tudo é cinza e descascado
Como se não bastasse a violência
Que arranca as entranhas e vísceras
Dos escravos da mentira.
Tudo bem que não foi assim
E você quase me convenceu
Mas não acredite em mentiras
Não, vocês jamais comprarão
A minha massa cinzenta
Os meus pensamentos são secretos
Não conseguirão detectá-los
Não mesmo
Eu posso dizer não
E vou falar não
NÃO!
Vocês não vão comprar a minha liberdade
Não tenho medo de vocês
Não vou me curvar a esses impropérios
Não vou me calar diante dessas atrocidades
NÃO! NÃO! NÃO!

Poema: Odair José, Poeta Cacerense

www.odairpoetacacerense.blogspot.com

Submited by

segunda-feira, abril 15, 2024 - 11:20

Poesia :

No votes yet

Odairjsilva

imagem de Odairjsilva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 6 horas 33 minutos
Membro desde: 04/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 15606

Comentários

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odairjsilva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos Trombetas que ecoam no vazio 6 143 05/23/2024 - 20:47 Português
Poesia/Pensamentos Isso é totalmente estupidez 6 128 05/23/2024 - 01:31 Português
Poesia/Pensamentos Soltos pelas ruas 6 249 05/21/2024 - 21:04 Português
Poesia/Pensamentos Espero a ressurreição nos campos humanos 6 230 05/20/2024 - 23:11 Português
Poesia/Pensamentos O vazio é o parasita 6 319 05/19/2024 - 14:19 Português
Poesia/Pensamentos A voz que ninguém quer ouvir 6 370 05/18/2024 - 23:41 Português
Poesia/Desilusão Tão triste e vazio 6 292 05/14/2024 - 12:16 Português
Poesia/Amor Sob o luar 6 212 05/12/2024 - 14:19 Português
Poesia/Pensamentos Um abismo chama outro 6 815 05/11/2024 - 13:22 Português
Poesia/Tristeza A dor de quem perde o que mais ama 6 609 05/09/2024 - 20:39 Português
Poesia/Meditação Almas quietas 6 461 05/08/2024 - 11:42 Português
Poesia/Desilusão No silêncio da noite 6 329 05/07/2024 - 20:36 Português
Poesia/Dedicado No coração do Pantanal 6 287 05/06/2024 - 23:01 Português
Poesia/Desilusão O horizonte faz lembrar 6 754 05/04/2024 - 14:29 Português
Poesia/Meditação Medeia 6 500 05/03/2024 - 20:12 Português
Poesia/Amor Quem dera eu tivesse o poder 6 474 05/02/2024 - 12:06 Português
Poesia/Pensamentos O último suspiro 6 895 05/01/2024 - 14:29 Português
Poesia/Amor A inquietude do amor 6 490 04/30/2024 - 11:54 Português
Poesia/Meditação Meu lado sombrio 6 475 04/29/2024 - 20:30 Português
Poesia/Alegria A vida que se abre 6 508 04/28/2024 - 14:11 Português
Poesia/Pensamentos Condicionacérebros 6 657 04/27/2024 - 14:06 Português
Poesia/Paixão Tudo mudou outra vez 6 289 04/26/2024 - 20:54 Português
Poesia/Paixão Loucura que me faz sonhar 6 1.077 04/25/2024 - 21:40 Português
Poesia/Paixão Apenas um olhar e um sorriso 6 491 04/24/2024 - 20:13 Português
Poesia/Desilusão Essa saudade que me invade 6 215 04/22/2024 - 20:29 Português