CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Excesso

Unificar
Desmistificando
Contornar as divisões assumidas e consumadas
Base de um plano mais vasto transversalmente elaborado
Sobre nuvens dispersas e águas titânicas moldando a rocha
Nem tudo se sabe
Num passado recente diziam os sábios que estávamos no centro do universo
A Terra seria plana
O sol girava a nossa volta
Os mais sagrados conceitos foram gradualmente postos em causa
Formaram-se novas ideias
Destacando a unidade
Enigmas descodificados
Mas não totalmente
Sabemo-nos detentores de um organismo complexo
Somos matéria
Composta de células e átomos
Que uns de pouco servem sem os outros
Este corpo físico identificado pelo espelho é apenas uma parte do que somos em verdade
Deixamos no entanto que quase sempre assuma o controlo
Fazendo dele o único templo
Cedendo compulsivamente a necessidades e desejos mais frequentes
A ele nos rendemos
Neutralizados pelo hábito
Ignorando o livre arbítrio
Desvalorizada qualquer alternativa
Existiu sempre uma vertente da história por explicar
Misteriosa essência
Origem da vida
Sem forma
Não conseguiu o homem conceber ainda o processo mais alargado que o determina
Refugiado agora na farsa de uma crise financeira
Neste tempo de dúvida
Sobre tudo e sobre nada
Reconhecida a falência energética deste regime fraudulento e economicista
Insuficiente
Porque em contraste com o que desde sempre nos move
Ergue-se lenta mas efusivamente a humanidade
Para outro ponto de partida
Excecionalmente
Confirmando a regra

Submited by

terça-feira, abril 10, 2012 - 22:43

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

VanZen7

imagem de VanZen7
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 ano 21 semanas
Membro desde: 02/21/2011
Conteúdos:
Pontos: 1029

Comentários

imagem de Henrique

Dispersas águas, vertentes

Dispersas águas,

vertentes refugiadas em farsa.

Partidas em falência, como a liberdade que o poema desamarra.

reconhecido.

Abraço

:-)

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of VanZen7

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Videos/Música ME AND THE DEVIL 0 10.179 11/23/2016 - 11:34 inglês
Fotos/Outros ELIXIR 0 2.016 11/23/2016 - 11:32 Português
Poesia/Meditação RADICAIS LIVRES 0 1.472 11/23/2016 - 11:28 Português
Fotos/Fotojornalismo BREATHE 0 2.047 11/16/2016 - 11:43 Português
Poesia/Intervenção BREATHE 0 1.558 11/16/2016 - 11:40 Português
Poesia/Meditação Era Uma Vez 0 1.334 08/09/2014 - 23:56 Português
Fotos/Abstracto Arteria 0 2.424 08/09/2014 - 23:52 Português
Poesia/Geral Ensaio Sobre a Trascendência 2 1.164 07/10/2014 - 01:07 Português
Poesia/Meditação A Zul 1 1.443 05/29/2014 - 02:43 Português
Videos/Música Revolution 0 2.560 05/11/2014 - 15:28 Português
Fotos/Paisagens Aqua 0 3.138 05/11/2014 - 15:25 Português
Poesia/Meditação Descontroladamente 0 1.416 04/26/2014 - 16:40 Português
Fotos/Outros Ambiências 0 2.523 04/26/2014 - 16:36 Português
Videos/Música I Put A Spell On You 0 3.646 04/26/2014 - 16:26 inglês
Poesia/Fantasia MAYA 0 1.382 04/09/2014 - 20:16 Português
Fotos/Gentes e Locais Seculo XXI 0 2.711 04/09/2014 - 20:14 Português
Videos/Música Anonymous 0 2.556 04/09/2014 - 20:10 Português
Poesia/Pensamentos Interrogação 0 1.286 03/21/2014 - 00:03 Português
Videos/Música Song of the Stars 0 2.303 03/20/2014 - 23:57 Português
Fotos/Gentes e Locais Dança Líquida 0 2.360 03/20/2014 - 23:54 Português
Poesia/Pensamentos Emergente 0 2.220 03/10/2014 - 01:40 Português
Videos/Música Crystal 0 2.258 03/10/2014 - 01:08 Português
Fotos/Outros Caos 0 2.261 03/10/2014 - 01:04 Português
Poesia/Meditação Princípio da Incerteza 0 1.624 03/06/2014 - 00:20 Português
Fotos/Paisagens Fabula 0 2.990 03/05/2014 - 23:55 Português