CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

"Irrealidades"

Vivo no inferno angelical,no qual o fogo e o azul se divide.

Vivo no medo normal onde tudo parece irreal.

Busco no destino sem lógica onde o local inexplicável.

Hoje nem durmo pois o sono nunca vem.

Me escondo dentro de mim,para que nunca ninguém me encontre.

Revolto-me na distância de mim,e me vejo na escuridão.

Afogo tudo no mar de água doce,pois o sal conserva.

Não quero ficar conservado.

Apenas enlouquecer normalmente na lógica de tudo e acabar sendo nada.

Viro um bobo da corte ou um palhaço,com um sorriso pintado na cara com a tristeza atrás da pintura.

Vivo a felicidade alheia,roubando e distribuindo aos pouco que me restam.

Ainda me sinto aquele louco que outrora era,nem aquele anjo que pensei que fosse.

Irrealidade da minha parte ou até mesmo loucura.

Fujo de mim mesmo para que não morra na solidão.

Absurdos dessa vida,donde tudo parece ser o que nunca foi.

Conto contos sem pontos e vírgulas.

Pois nada nessa vida parece ser o que é.

 

Autor:Verton Brandino Da Silva 

(30/12/2011)

Colatina ES 

"Irrealidades"

Vivir en el infierno angelical, en la que el fuego y el azul se divide.

Vivir en el miedo normal, donde todo parece irreal.

Busco ninguna lógica en la ubicación de destino donde lo inexplicable.

Hoy en día ni siquiera dormir, porque no llega el sueño.

Me escondo en mí, para que nadie me va a encontrar.

Rough mí delante de mí, y me veo en la oscuridad.

Todos se ahogan en el mar de agua dulce porque la sal preserva.

No quiere ser salvado.

Sólo en la lógica de una locura por lo general terminan siendo todo y nada.

Viro un bufón o un payaso con una sonrisa pintada en la cara de tristeza detrás de la pintura.

Vive la felicidad de los demás, robar y distribuir lo poco que me queda.

Todavía estoy loca que una vez fue, ni que el ángel me pareció que era.

La irrealidad de mi parte o incluso la locura.

Huyo de mí mismo para que no muera en soledad.

Absurdos de la vida, donde todo parece ser lo que nunca lo fue.

Yo cuento historias sin punto y coma.

Porque no hay nada en la vida parece ser lo que es.

 

Autor: Da Silva Verton Brandino

(30/12/2011)

Colatina ES

 

Submited by

sexta-feira, dezembro 30, 2011 - 23:20

Poesia :

No votes yet

Verton Brandino da Silva

imagem de Verton Brandino da Silva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 7 semanas 5 dias
Membro desde: 04/13/2011
Conteúdos:
Pontos: 660

Comentários

imagem de wida

Prazer em conhece-lo.

Oi Verton

Compartilho contigo...gostei muito.

Parabens e

Obrigado.

 

 

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Verton Brandino da Silva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral "Peça!" 0 183 12/09/2018 - 03:27 Português
Poesia/Fantasia “Onde estão?” 0 186 12/03/2018 - 04:09 Português
Poesia/Gótico "Pesadelo comum!" 0 148 12/03/2018 - 02:04 Português
Poesia/Meditação "Sim!" 0 164 11/27/2018 - 21:49 Português
Poesia/Pensamentos "Verbo reeditado!" 0 207 11/25/2018 - 15:26 Português
Poesia/Pensamentos "Ilusões Particulares!" 0 167 11/25/2018 - 15:22 Português
Poesia/Pensamentos Está lá ! 0 380 08/24/2018 - 00:11 Português
Poesia/Tristeza "Para que ter pressa?" 0 379 05/08/2018 - 04:58 Português
Poesia/Dedicado "Eu vi!" 0 420 05/06/2018 - 13:00 Português
Poesia/Geral "De que serve?" 0 269 05/06/2018 - 12:57 Português
Poesia/Comédia "Apenas uma comedia!" 0 283 04/23/2018 - 01:01 Português
Poesia/Gótico "Não chorem!" 0 273 04/22/2018 - 18:43 Português
Poesia/Pensamentos "Sarjeta!" 0 451 04/19/2018 - 21:12 Português
Poesia/Meditação "Quando ele morrer!" 0 300 04/19/2018 - 21:10 Português
Poesia/Meditação Observando!" 0 304 04/19/2018 - 21:08 Português
Poesia/Geral "Versos inversos!" 0 415 10/13/2017 - 15:26 Português
Poesia/Meditação “Ficção x Realidade” 0 385 10/13/2017 - 14:57 Português
Poesia/Pensamentos "Suburbano de cor!" 0 542 10/13/2017 - 14:44 Português
Poesia/Geral "Não olhe" 0 396 10/07/2017 - 22:34 Português
Poesia/Pensamentos "Pura Infância" 0 399 10/07/2017 - 22:03 Português
Poesia/Meditação "Confissão!" 0 345 10/07/2017 - 20:41 Português
Poesia/Pensamentos "Dizem por aí!" 0 873 12/14/2016 - 23:29 Português
Poesia/Geral "Sórdida Solidão!" 0 592 12/14/2016 - 23:27 Português
Poesia/Meditação "Inocente!" 0 462 12/14/2016 - 23:23 Português
Poesia/Geral "COMUNICADO" 0 397 11/25/2016 - 15:07 Português