CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Morte em Vida

"Há momentos em que cada um grita: — Eu não vivi! eu não vivi! eu não vivi! Há momentos em que deparamos com outra figura maior, que nos mete medo. A vida é só isto?"
BRANDÃO, Raul "Húmus", 1ª edição, Matosinhos, Tipografia Peres, Abril de 2008

Lucubra em litania e sem refrigério,
Num Chronos bergsoniano que o Orco endora,
Como efluxo da geena, inça cada hora,
Aflui ao algar da "Paisagem" (1), ao cinéreo.

E de mortalha umbrátil, viso céreo,
De estase, em funeral (2), livor que acora,
Num amplexo a Melpómene, vê embora
Raiar um brandão apodíctico ou um psaltério:

Na antinomia de um dó (3) que uste Descartes (4),
Se em Dieppe (5), da Anfitrite, o estorno é zero.
Dimana de Eos o "Adagio" (6), aúne, e dessarte

O páramo talvez avoque um mero
Remir "a Ave da Vida" (7), o agror e "Carpe
diem quam minimum credula postero." (8)

(1) REMBRANDT - Paisagem, 1640. óleo sobre tela, 51 x 72 cm

(2) DICKINSON, Emily "I felt a Funeral, in my Brain", 1861

(3) MAHLER, Gustav - Sinfonia n.º 5 em dó sustenido menor, 1902

(4) DESCARTES, René "As Paixões da Alma", 1649

(5) DELACROIX, Eugène - The Sea from the Heights of Dieppe, 1852. óleo sobre madeira, 35 x 51 cm – Museu do Louvre, Paris

(6) RACHMANINOV, Sergei - Symphony No. 2 Op. 27 III. Adagio: Adagio (LSO), 1907

(7) BLAVATSKY, Helena "A Voz do Silêncio", 1998, edição 494, tradução de Fernando Pessoa, Assírio & Alvim

(8) HORATIUS, Flaccus Quintus "Odes", 23 a.C.e 13 a.C.

Submited by

terça-feira, agosto 3, 2021 - 12:49

Poesia :

No votes yet

Rute Iria

imagem de Rute Iria
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 10 semanas 2 dias
Membro desde: 10/24/2020
Conteúdos:
Pontos: 174

Comentários

imagem de Rute Iria

Morte em Vida

"Car le plus lourd fardeau, c’est d’exister sans vivre."
HUGO, Victor - Ceux qui vivent, ce sont ceux qui luttent. In "Les Châtiments", 1852

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Rute Iria

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Soneto Morte em Vida 1 829 09/20/2022 - 20:45 Português
Poesia/Soneto Longe a infância 1 538 09/20/2022 - 20:41 Português
Poesia/Soneto Confiteor 0 209 09/20/2022 - 19:40 Português
Poesia/Soneto Futuridade 0 618 07/29/2022 - 06:32 Português
Poesia/Soneto Sem Norte 1 611 07/24/2022 - 14:27 Português
Poesia/Soneto À Bolina 2 654 07/24/2022 - 14:21 Português
Poesia/Soneto Dentro 1 622 07/24/2022 - 14:20 Português
Poesia/Soneto Mil Vidas Numa Só 1 529 07/24/2022 - 14:19 Português
Poesia/Soneto Shariar 1 678 07/24/2022 - 14:17 Português
Poesia/Soneto Dançares-me dentro 4 644 07/24/2022 - 14:16 Português
Poesia/Soneto Mnemónica de Abraão 1 533 07/24/2022 - 14:15 Português
Poesia/Soneto Lâminas por Pétalas 1 565 07/24/2022 - 14:14 Português
Poesia/Soneto (S)Em voluta 0 267 07/02/2022 - 03:31 Português
Poesia/Soneto Imanente 0 506 05/19/2022 - 05:13 Português
Poesia/Soneto Versus 0 586 02/27/2022 - 03:32 Português
Poesia/Soneto Gravame 0 653 01/14/2022 - 22:08 Português
Poesia/Soneto Silêncio 0 694 12/03/2021 - 01:18 Português
Poesia/Soneto A Mesma 2 557 11/13/2021 - 14:49 Português
Poesia/Soneto Forasteira 0 630 09/24/2021 - 01:08 Português
Poesia/Soneto Renascer 0 877 06/05/2021 - 17:14 Português
Poesia/Soneto Epifania 0 633 04/27/2021 - 23:06 Português
Poesia/Soneto Ínvia 0 514 04/08/2021 - 13:46 Português
Poesia/Soneto Desancorada 0 636 03/19/2021 - 18:25 Português
Poesia/Soneto Ave Nocturna 0 665 02/11/2021 - 00:14 Português
Poesia/Soneto Da Fisicalidade 0 643 12/25/2020 - 00:31 Português