CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Perdidos!

Chorava
copiosamente,
sua perda irreparável,
tudo o que mais desejava
naquele momento, era apenas esquecer
  mas, não conseguia.
Quando uma mão suavemente, delicadamente,
pousou no seu ombro.
Choravam as mesmas dores, invertidas, sofridas, ele por seu perdido amor,
ela por amor dele. Ali ficaram,
juntinhos, afagando-se ternamente,
confortando-se mutuamente,
sem se aperceberem do passar do tempo.
 De alma seca, olhos irritados, cansados das lágrimas
e da posição encolhida em que ficaram, sentados no chão de madeira,
já meio comida do tempo e do bicho, da velha casa em que viveram durante décadas.
Deu por si pensando, entorpecido, consumido de dor, de frustração,
refletindo, perguntando-se repetidamente, o porquê.
De ter perdido o grande amor da sua vida.

Olhou-a espantado! como se a visse pela primeira vez!
Aquela mulher doce, cheia de amor pra dar,
aquela que o deixara e o estava a amparar,
não a reconheceu, não! não podia ser a mesma!
A mesma que um dia lhe dissera, - Vai! sai desta casa! Não te quero mais aqui!
Ali estava ela, arrependida, carinhosa a pedir,
- Fica connosco, por favor, não sei viver sem ti, nós precisamos de ti!
Foi um bálsamo numa ferida aberta.
Beijaram-se, amaram-se ali mesmo no chão, não se ouvia qualquer palavra
só sussurros de prazer de calor.
A dor e o sofrer, deram lugar ao amor reprimido, esquecido, que regressou como um vulcão enfurecido.
Assim se perderam, sem ontem, sem hoje e sem amanhã,
só o agora conta, porque ontem já passou, hoje como acabará? e o amanhã, não se sabe se virá!

Então! e aquele grande, grande amor?
Que quase o fizera perder a vontade de viver?

Deixou de ter sentido!

O verdadeiro amor estava ali a seu lado,
a sua companheira de tantos anos, a mãe do seu filho.
Doravante tudo seria diferente.

Que estrada sinuosa esta, sem nexo,
sem medida,
quando se pensa que está perdida!
um atalho te faz tropeçar
e te devolve de novo à vida!

Só se dá valor ao que se tem! depois de se perder!

Jorge Ferreira dos Santos.

 

Submited by

sábado, junho 9, 2012 - 22:19

Poesia :

Your rating: None (2 votes)

Jokalink

imagem de Jokalink
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 2 anos 8 semanas
Membro desde: 04/03/2012
Conteúdos:
Pontos: 737

Comentários

imagem de Henricabilio

Infelizmente, precisamos de

Infelizmente, precisamos de encontros e desencontros
para valorizarmos o bom caminho.

Saudações

Abilio.

imagem de Jokalink

Olá Meu Amigo!

Regra mais lógica não há! é mesmo necessário, perder, para encontrar...

Um grande abraço.
Jorge Santos.

imagem de Adolfo

A vida é cheia destes

A vida é cheia destes "arrudeios", feito dizemos por aqui...
Tocante história. Do tipo que torna-me mais frio do que sou. Mas enfim: ainda mais tocante não me é são aqueles que perdem por estas tortuosidades...

Gostei do belo trabalho que há aqui!

Um abraço!

imagem de Jokalink

Sortes do destino!

Coube a sorte de, juntar a fome, com a vontade de comer... Senão... Que seria?
Há desencontros! e desencontros...

Muito obrigado pelo seu precioso comentário.

Um grande abraço.
Jorge Santos.

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Jokalink

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Desilusão Assimetria 0 654 08/17/2013 - 17:57 Português
Poesia/Desilusão Passou... 0 564 08/17/2013 - 17:54 Português
Poesia/Geral O Traque 0 806 08/17/2013 - 17:41 Português
Poesia/Soneto O Pinto! 0 449 01/12/2013 - 11:54 Português
Poesia/Meditação Politiquices 0 511 12/19/2012 - 13:50 Português
Poesia/Soneto Que lida! 0 559 12/19/2012 - 12:17 Português
Poesia/Meditação Ontem! 4 644 10/02/2012 - 21:42 Português
Poesia/Amor Esquecer... 3 954 10/02/2012 - 21:07 Português
Poesia/Soneto Direitos! 4 452 10/02/2012 - 20:05 Português
Poesia/Amor Grito 2 573 09/27/2012 - 10:58 Português
Poesia/Meditação Conduta 7 723 09/25/2012 - 14:26 Português
Poesia/Amizade Amizade! 2 552 09/24/2012 - 09:58 Português
Poesia/Amizade Amigos! 0 559 09/20/2012 - 19:23 Português
Poesia/Amor AIRA Banda Angeja 5 874 09/19/2012 - 20:47 Português
Poesia/Amor Tocar 2 684 09/19/2012 - 14:28 Português
Poesia/Amor Ódio versus amor 0 463 09/15/2012 - 12:26 Português
Poesia/Amor Sem ti 0 522 09/03/2012 - 21:06 Português
Poesia/Amor Tolerâncias 0 563 09/03/2012 - 20:23 Português
Poesia/Fantasia Mulher 4 565 07/20/2012 - 17:13 Português
Poesia/Dedicado Carapuça! 0 448 07/17/2012 - 12:08 Português
Poesia/Amor Tréguas 0 437 07/16/2012 - 15:43 Português
Poesia/Tristeza O pio da coruja 2 814 07/14/2012 - 20:23 Português
Poesia/Pensamentos Pensamentos 2 521 07/14/2012 - 11:45 Português
Poesia/Meditação Dificil 2 515 07/13/2012 - 18:59 Português
Poesia/Desilusão Acreditar? 4 641 07/05/2012 - 22:00 Português