CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Narciso - Poesia e Prosa

Narciso

Na margem consciente,
Desse parado lago,
De passividade aparente,
O homem renasceu de coração sanado.

Das feridas de oco deslumbre,
Transcendeu-se.
Queimou o fato terreno na pira fúnebre,
Fez renascer o amor e a alma,
(E…) O milagre deu-se,
Na cauda da calma.

Narciso vislumbra-se com o seu umbigo,
Cicatriz que conversa
e lhe diz, sem pressa,
Verdade séria de amigo.


(É que o seu amado umbigo
Grita e fala mais alto
que o seu amigo lago
que perene repousa a seu lado)

Descodificando: « Enganas-te, amigo lago, algo se transformou dentro de mim. Não olho para o meu umbigo por ser o centro do meu corpo. Olho para o meu umbigo por que é a única cicatriz comum a toda a humanidade… até a todos os animais lactentes nossos parentes que com leite alimentam os filhos. Olho para o meu umbigo porque ele me diz ser a prova única e derradeira da generosidade de Deus, força criadora e unificadora. E esse Deus é Mãe. Lembro-me da minha mãe quando olho para o meu umbigo. É a única cicatriz de puro amor. Quando o observo, não esqueço que todos provimos de alguém. A maternidade é uma Lei muito antiga. Tão antiga como os tempos. Presto total devoção, apego e amor por esta minha vida terrena e guardo a lembrança gravada no centro do meu corpo. Quando olho para o meu umbigo, recordo os tempos em que já estive ligado a esse mundo placentário. Esse centro de vida que me deu forma e força para me tornar o que quiser, enquanto aqui estiver. Mas agora, já não quero ser quem fui. Quando julgava ser belo, era mais monstro. E é preciso vencer o monstro que existe no interior de cada um. Por isso, de hoje em diante deixei de ser o mesmo que em tempos conheceste. Deixei de ver o meu reflexo em ti e passei a ver a tua beleza única. Consigo escutar-te e amar-te. Deixei de ser Narciso e passei a ser pessoa.»

Registo de propriedade intelectual: IGAC – Processo nº 5329/2009 – in [i]Coisas Ingénuas… [/i]

Submited by

terça-feira, agosto 31, 2010 - 16:13

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

RICARDORODEIA

imagem de RICARDORODEIA
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 9 semanas 6 dias
Membro desde: 08/01/2010
Conteúdos:
Pontos: 1381

Comentários

imagem de SuzeteBrainer

P/Ricardo

Maravilhoso!

Gostei muito do Narciso-poesia e prosa,encantador o teu estilo;a criatividade e a profundidade filosófica com belas construções poéticas...

Obrigada por compartilharsmiley

imagem de Henrique

Re: Narciso - Poesia e Prosa

Cicatriz que conversa
e lhe diz, sem pressa,
Verdade séria de amigo.

Muito bom!!!

:-)

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of RICARDORODEIA

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Meditação alegremente triste 3 1.158 02/27/2018 - 11:09 Português
Fotos/Artes avareza 1 2.123 03/30/2013 - 12:50 Português
Videos/Música best of flamenco - Paco del Lucia 0 2.774 02/22/2013 - 03:31 Português
Poesia/Geral Desvendo-te... o olhar 0 2.016 10/02/2012 - 01:11 Português
Videos/Música Can´t Keep - Eddie Vedder 0 2.106 08/21/2012 - 16:45 Português
Videos/Música CLANDESTINO 0 1.926 08/02/2012 - 23:43 Português
Videos/Música LOVE ME TWO TIMES .........[] ......Doors ......[]...[]...[] 0 1.985 08/02/2012 - 00:15 Português
Fotos/Gentes e Locais O5 CINCO AMIGO5 2 2.242 07/27/2012 - 12:20 Português
Videos/Música A PELE QUE HÁ EM MIM 0 2.049 07/24/2012 - 16:25 Português
Fotos/Gentes e Locais dia de mar 0 2.689 07/24/2012 - 16:20 Português
Fotos/Outros NA SOMBRA DA SUA SEMELHANTE 0 1.368 07/24/2012 - 16:15 Português
Fotos/Outros cinco amigas chaminés 0 1.842 07/24/2012 - 16:11 Português
Fotos/Outros sombra da mulher toca no pé do Homem 0 2.572 07/03/2012 - 12:48 Português
Fotos/Artes À VOLTA DO TEMPO II 0 2.168 07/03/2012 - 12:42 Português
Fotos/Gentes e Locais NOVO ÍCARO 0 2.969 07/03/2012 - 12:39 Português
Fotos/Artes À VOLTA DO TEMPO I 0 1.989 07/03/2012 - 12:37 Português
Poesia/Amor Fogo consumido fora de tempo 4 1.648 06/05/2012 - 16:09 Português
Poesia/Amor Alma Gémea a Nu em Tempo Passado 0 1.022 05/29/2012 - 16:47 Português
Poesia/Amor A Mulher que Tu És 0 1.618 05/29/2012 - 16:33 Português
Prosas/Lembranças Misteriosa linguagem (II) 0 1.342 05/27/2012 - 18:42 Português
Fotos/Outros PORTA DE ZINCO 0 2.595 05/27/2012 - 18:25 Português
Fotos/Outros PORTA ABANDONADA 0 2.907 05/27/2012 - 18:21 Português
Fotos/Outros PORTA SEM FUNDO 0 2.346 05/27/2012 - 18:18 Português
Fotos/Outros AS 3 PORTAS II 0 2.325 05/27/2012 - 18:11 Português
Poesia/Pensamentos A CONSCIÊNCIA DO "EU" 6 1.202 05/22/2012 - 12:31 Português