CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Naufágio

Ergue-se a recordação da tempestade
E sobre mim chovem frias as lembranças

Cubro de rosas vermelhas
A minha própria tumba

Os pássaros bateram asas
Em debandada para o sul

Consumo-me no tempo
Naufrago de mim mesmo

Na hora do naufrágio lembro-me do beijo
Como um farol de promessa de sobrevivência

Sou náufrago da minha ansiedade
Promessa de minha embriaguez

Perdido na neblina nas muralhas de sombra
Caminho para além do desejo

Tu és a mulher que eu amei, e a que eu perdi
E é a ti nesta hora que evoco a ternura

É negra a solidão neste planalto, e é a ti
Mulher de amor que devo a ternura dos braços que me acolheram

Era sede e fome que sacias-te
Desventura que venturas-te

Mulher terra da tua alma
Cruz do meu pecado

Desfilam beijos pelas campas
E pássaros debicam uvas maduras

Beijos que mordem nos dentes famintos
Dos corpos entrelaçados

Foste meu destino e nele viajo
Naufrago de vontade

Marinheiro agarrado ao leme do navio

Já parti do cais da madrugada
Já se foi aquela estrela

Que os meninos de Trindade Coelho perseguiam….
Eh…! Boieira…..! Eh Boieira…!
…… Quando voltas 

Submited by

terça-feira, dezembro 6, 2011 - 13:45

Poesia :

No votes yet

josé maldonado

imagem de josé maldonado
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 7 anos 44 semanas
Membro desde: 12/05/2011
Conteúdos:
Pontos: 348

Comentários

imagem de Odete Ferreira

Um náufrago que

Um náugrafo que, apesar de se sentir desprotegido e perdido, evoca os momentos de calor da mulher amada,

farol que acaba por o guiar num caminho de regresso a terras mais firmes.

Da perda sentiu a força para a luta da sobrevivência...Não volta, em presença, mas está presente na caminhada!

Belo poema de amor!

(Sei que fruirá de belos momentos, encetando outra caminhada, por caminhos e veredas poéticas.)

Abraço carinhoso

 

imagem de josé maldonado

Um naufrago que

A vida é assim mesmo... entre tempestades e bonanças, entre amores e desamores,entre o que está certo e menos certo, entre o óbvio e o menos óbvio, entre o regresso e a partida. o importante é que valha a pena, e como diz Pessoa   "Tudo vale a pena............

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of josé maldonado

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Amor Teu Fogo!Meu Lume! 1 775 04/26/2015 - 20:44 Português
Poesia/Amor Partiu a Musa 0 645 03/01/2012 - 21:55 Português
Poesia/Amor M@o_Dada 2 752 02/27/2012 - 21:46 Português
Poesia/Intervenção Caça aos Peçonhentos 0 555 02/27/2012 - 18:55 Português
Poesia/Amor Roubaste-me a Vida 2 814 02/23/2012 - 16:30 Português
Poesia/Canção Obrigado meu Amor 4 911 02/22/2012 - 20:16 Português
Poesia/Amor Partida Triste 0 534 02/21/2012 - 23:18 Português
Poesia/Amor Recordação 0 578 02/21/2012 - 23:11 Português
Poesia/Amor Mulher 2 810 02/06/2012 - 22:47 Português
Poesia/Amor Buzão de Higs 2 772 02/06/2012 - 22:42 Português
Poesia/Amor Horizonte 2 741 02/06/2012 - 22:38 Português
Poesia/Amor Já não Sei 2 580 02/06/2012 - 22:29 Português
Poesia/Amor Margem do Sonho 2 482 01/22/2012 - 10:38 Português
Poesia/Amor Viagem 0 683 01/22/2012 - 10:24 Português
Poesia/Soneto ISA 2 930 01/16/2012 - 11:16 Português
Poesia/Amor Cavador de Sonhos 1 803 01/16/2012 - 02:26 Português
Poesia/Amor Chão de Pedra 0 586 01/12/2012 - 21:45 Português
Poesia/Amor Acredita! 2 927 01/09/2012 - 14:14 Português
Poesia/Amor Luar_ Junho 3 752 01/08/2012 - 21:35 Português
Poesia/Amor Há um querer bem,num bem querer,que vai subtilmente subindo, crescendo numa explosão de afectos, desejos, sonhos e encantos 0 1.159 01/08/2012 - 00:56 Português
Poesia/Intervenção Socyt 0 643 12/29/2011 - 01:03 Português
Poesia/Amor Mensagem para Ti 2 750 12/27/2011 - 23:52 Português
Poesia/Amor Para que não Penses que o dedico a Outra 0 655 12/27/2011 - 18:26 Português
Poesia/Canção Desejo 0 727 12/24/2011 - 18:58 Português
Poesia/Fantasia Ironia 0 557 12/24/2011 - 18:55 Português