CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Nem janela, nem porta

Faltou agua
Acabou a luz,
Comida não tem.
Sofrimento sempre sobra
Em alguma casa
Sem janela e nem porta,
Seja no sul ou no sertão!
A noite é iluminada
Pelos lamentos,
E o sal das lagrimas
É o sustento!
Para a barriga de vento.
Em terra castigada
Pela politica e corrupção
Quem sofre é o miserável
Sem o acesso a saúde
E educação.
Que vive de promessas
Que insistem em se repetir
A cada quatro anos
Ilusão, ilusão, ilusão,
Pela falta de competência
Na escolha de uma nação.

Submited by

sexta-feira, outubro 4, 2013 - 20:37

Poesia :

No votes yet

Pablo Gabriel

imagem de Pablo Gabriel
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 3 semanas 6 dias
Membro desde: 05/02/2011
Conteúdos:
Pontos: 2944

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Pablo Gabriel

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Meditação Tempo, laços e amores. 0 485 06/01/2015 - 20:25 Português
Poesia/Amor Boca 0 507 05/29/2015 - 13:38 Português
Poesia/Meditação Múrmuros 0 934 05/08/2015 - 15:19 Português
Poesia/Meditação Casa sem morada 0 542 04/27/2015 - 18:56 Português
Poesia/Amor Armas e poesias 0 679 04/10/2015 - 14:38 Português
Poesia/Meditação Engrenagem 0 721 03/24/2015 - 18:20 Português
Poesia/Meditação Margens 0 581 03/17/2015 - 15:43 Português
Críticas/Outros Apaixone-se pelo gesto e não pelo objeto! 0 1.026 03/06/2015 - 18:44 Português
Poesia/Meditação Possuir 0 1.003 03/04/2015 - 15:28 Português
Poesia/Meditação Pálida Noite 0 631 02/27/2015 - 15:52 Português
Críticas/Outros Sobre a educação, porcos e diamantes. 0 804 02/20/2015 - 14:21 Português
Poesia/Meditação Entretempo 0 1.062 02/19/2015 - 17:46 Português
Críticas/Outros Tempo 0 1.392 02/06/2015 - 13:38 Português
Críticas/Outros Boca seca 0 1.433 01/31/2015 - 13:08 Português
Críticas/Outros Coito interrompido 0 863 01/31/2015 - 13:05 Português
Poesia/Meditação Falência programada 0 868 09/19/2014 - 19:43 Português
Fotos/Outros Silencio, inocente. 0 1.384 09/18/2014 - 13:57 Português
Poesia/Geral Ao acaso 0 1.832 09/04/2014 - 14:10 Português
Críticas/Outros anacrônico 0 1.128 09/02/2014 - 02:25 Português
Críticas/Outros Sobre a eleição, sujeiras e confiança. 0 709 08/28/2014 - 16:20 Português
Poesia/Geral Tempo? 0 1.150 08/27/2014 - 15:01 Português
Críticas/Outros Desbotar 0 1.464 08/25/2014 - 22:35 Português
Poesia/Geral Morro 0 769 08/19/2014 - 19:18 Português
Poesia/Amor Gatuno 0 715 08/18/2014 - 15:23 Português
Poesia/Meditação Pulsar 0 798 08/14/2014 - 13:27 Português