CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Realidade inquietante

Máscaras devem cair
Mesmo que sejam preciso derrubá-las.
A dominação mental deve ser refutada
E a liberdade de pensar e dizer o que pensou
Precisa estar junto das mentes sãs.
Essas máscaras religiosas, políticas e ideológicas
Escondem os anseios de libertação
De um povo que erguem seus grilhões até os altos céus.
Dominadores precisam manter seus status
Dominados querem subir os degraus sociais
Desejam estar do outro lado.
Mas, ao trocar de posições, não cometem os mesmos crimes?
É possível ver as revoltas dos indivíduos inferiores
Ou já se acostumaram às chibatas?
Mandar é uma eterna ilusão
Que almejam perpetuar nesse caos urbano que estamos inseridos.
É a vida vontade de poder?
Vencidos queriam estar do outro lado da trincheira
E apossar dos despojos só para si mesmo.
A vida é tudo?
E as máscaras voltam ao cenário.
É preciso gritar com a força dos pulmões
E correr com a ignorância que nos cerca a todo instante.
Eis que o fogo é atiçado na cidade
E logo suas labaredas estarão ardendo.
Fujam os incautos.
Escondam-se nas catacumbas do desconhecido,
Permaneçam nas sombras do analfabetismo religioso,
Político e ideológico.
Mas, permita-me voar os espaços.
Dê-me a minha liberdade.
Eis que minha alma rompe com essa realidade inquietante.

Poema: Odair José, Poeta Cacerense

www.odairpoetacacerense.blogspot.com

Submited by

quinta-feira, agosto 4, 2022 - 20:54

Poesia :

No votes yet

Odairjsilva

imagem de Odairjsilva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 dia 10 minutos
Membro desde: 04/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 8400

Comentários

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odairjsilva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Amor Quase sem querer 3 76 08/15/2022 - 13:34 Português
Poesia/Meditação Um casamento entre o céu e o inferno 3 145 08/13/2022 - 14:59 Português
Poesia/Desilusão No canto silencioso do coração 3 49 08/12/2022 - 20:15 Português
Poesia/Intervenção A escória da humanidade 3 69 08/11/2022 - 20:18 Português
Poesia/Desilusão Perdido nas ruas 3 117 08/10/2022 - 19:49 Português
Poesia/Pensamentos Poesia, melodia e fantasia 3 79 08/09/2022 - 23:48 Português
Poesia/Desilusão Vacilo 3 60 08/09/2022 - 19:55 Português
Poesia/Amor Onde está meu coração 3 95 08/08/2022 - 13:22 Português
Poesia/Meditação A Solidão e o Cativeiro 3 90 08/05/2022 - 19:59 Português
Poesia/Intervenção Realidade inquietante 3 89 08/04/2022 - 20:55 Português
Poesia/Desilusão Que essa ilusão morra enquanto ainda é esperança 3 112 08/03/2022 - 20:40 Português
Poesia/Amor Deixei a tarde para você 3 66 08/02/2022 - 19:04 Português
Poesia/Meditação Calmaria para o coração 3 163 08/01/2022 - 12:56 Português
Poesia/Desilusão A morte é só pedra do esquecimento 3 154 07/30/2022 - 12:48 Português
Poesia/Amor Te amei sem que eu o soubesse 3 206 07/29/2022 - 13:56 Português
Poesia/Desilusão Tento voar 3 65 07/28/2022 - 15:15 Português
Poesia/Intervenção Escravos Institucionalizados 3 110 07/27/2022 - 13:34 Português
Poesia/Amor E se eu não conseguir ler 3 140 07/25/2022 - 19:17 Português
Fotos/Artes Dia Nacional do Escritor 0 54 07/25/2022 - 12:48 Português
Poesia/Amor Quando aprendi a te amar 3 126 07/23/2022 - 13:58 Português
Poesia/Intervenção Em uma rua qualquer de algum lugar 3 103 07/22/2022 - 13:19 Português
Poesia/Intervenção Para onde caminha a humanidade? 3 301 07/21/2022 - 12:49 Português
Poesia/Meditação O melhor presente 3 115 07/20/2022 - 14:31 Português
Poesia/Intervenção A miséria que vira rotina 3 170 07/19/2022 - 22:09 Português
Poesia/Intervenção A metamorfose do futuro 3 325 07/19/2022 - 13:57 Português