CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Silêncio

"uma calma soberana presidia à ordem dos cataclismos"
CALVINO, Ítalo "Se Numa Noite de Inverno Um Viajante", 1979, tradução de José Colaço Barreiros, editorial Teorema, Lda

Se a flux nociceptor, sem broquel, às
Vagas de Mefistófeles coleante
(Catábase da estese sem levante)
Dore o "Olvido" (1) em esquife, alfange roaz.

E, nefando, o "Crepúsculo" (2) auge e traz
O hiulco Belial, de plúmbea sega, diante
Da orexia à solitude - o veio ordinante,
O demiurgo platónico à pua edaz.

Já máxime Neptuno (3), mesmo hesterno,
A adumbrava de lhama iriante e lite (4).
O diedro mistagógico (5) alui o averno,

Num aclive precípuo que se adite
Com Anfíon (6), até ao zénite eviterno:
A noite apocatástica (7) orla Luíte.

(1) PESSANHA, Camilo - Olvido. In "Clepsidra", 1920

(2) BAUDELAIRE, Charles - O Crepúsculo da Manhã. In "As Flores do Mal", 1857. Disponível em: <http://www.agr-tc.pt/bibliotecadigital/aetc/download/466/As%20Flores%20d... Acesso em: 28 abr. 2021.

BAUDELAIRE, Charles - Le crépuscule du matin. In "Les fleurs du mal", 1857. Disponível em: <http://elg0001.free.fr/pub/pdf/baudelaire_les_fleurs_du_mal.pdf.> Acesso em: 28 abr. 2021.

(3) WHEATLEY, Phillis - Ode to Neptune. In "Poems on Various Subjects, Religious and Moral", 1773

(4) HERBERT, George - Nature. In "The temple Sacred poems (...)", 1633

(5) BRADSTREET, Anne - By Night when Others Soundly Slept. In "The Complete Works of Anne Bradstreet", 1981

(6) NETO, João Cabral de Melo - Fábula de Anfíon. In "Psicologia da Composição", 1947.

(7) DU BARTAS, Guillaume de Salluste "La Nuit", 1544 - 1590

Submited by

sexta-feira, dezembro 3, 2021 - 01:18

Poesia :

No votes yet

Rute Iria

imagem de Rute Iria
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 4 dias 22 horas
Membro desde: 10/24/2020
Conteúdos:
Pontos: 137

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Rute Iria

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Soneto Gravame 0 54 01/14/2022 - 22:08 Português
Poesia/Soneto Silêncio 0 277 12/03/2021 - 01:18 Português
Poesia/Soneto A Mesma 2 199 11/13/2021 - 14:49 Português
Poesia/Soneto Forasteira 0 243 09/24/2021 - 01:08 Português
Poesia/Soneto Morte em Vida 0 384 08/03/2021 - 12:49 Português
Poesia/Soneto Renascer 0 375 06/05/2021 - 17:14 Português
Poesia/Soneto Epifania 0 345 04/27/2021 - 23:06 Português
Poesia/Soneto Ínvia 0 299 04/08/2021 - 13:46 Português
Poesia/Soneto Desancorada 0 330 03/19/2021 - 18:25 Português
Poesia/Soneto Ave Nocturna 0 369 02/11/2021 - 00:14 Português
Poesia/Soneto Da Fisicalidade 0 364 12/25/2020 - 00:31 Português
Poesia/Soneto Dançares-me dentro 3 399 12/18/2020 - 03:22 Português
Poesia/Soneto Em Chamas 0 350 11/16/2020 - 12:33 Português
Poesia/Soneto Shariar 0 363 10/29/2020 - 12:12 Português
Poesia/Soneto Lâminas por Pétalas 0 344 10/29/2020 - 12:11 Português
Poesia/Soneto Malkuth 0 340 10/28/2020 - 11:58 Português
Poesia/Soneto Mnemónica de Abraão 0 329 10/28/2020 - 11:57 Português
Poesia/Soneto Mil Vidas Numa Só 0 306 10/28/2020 - 11:57 Português
Poesia/Soneto Dentro 0 356 10/27/2020 - 00:13 Português
Poesia/Soneto À Bolina 0 342 10/27/2020 - 00:12 Português
Poesia/Soneto Sem Norte 0 321 10/27/2020 - 00:12 Português
Poesia/Soneto Infrene 0 321 10/26/2020 - 00:09 Português
Poesia/Soneto Inconsertável 0 303 10/26/2020 - 00:08 Português
Poesia/Soneto Ancoragem 0 323 10/26/2020 - 00:07 Português
Poesia/Soneto Quando Deus e o Diabo Dançam 0 331 10/24/2020 - 23:14 Português