CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

trabalho como um escravo

todos nascem
todos morrem
Todos lutam
todos procuram

no trabalho
todos somos caes
á procura de um osso
nao há mal nenhum
em casa todos somos pessoas frustradas

entao
uns bebem
outros rezam
outros fumam
E outros simplesmente andam perdidos

no trabalho
todos somos caes
damos a graxa para respirar
lambemos as botas
para ter comida ao fim do mês

hoje posso dizer
que serei carne para canhão
senao abanar a cabeca como um cao
senao for para a cama com o patrao

entao
uns bebem
outros fumam
outros rezam
e outros simplesmente andam perdidos

nao há mal nenhum
cunhas todos têm
mentiras todos escondem
olhares todos omitem

entao, entao
uns bebem
outros fumam
outros rezam
E outros simplesmente andam perdidos

Submited by

segunda-feira, outubro 3, 2016 - 01:48

Poesia :

No votes yet

alexandre_henriques

imagem de alexandre_henriques
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 3 anos 40 semanas
Membro desde: 04/12/2010
Conteúdos:
Pontos: 219

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of alexandre_henriques

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Canção trabalho como um escravo 0 587 10/03/2016 - 01:48 Português
Poesia/Canção trabalho como um escravo 0 497 10/03/2016 - 01:48 Português
Poesia/Aforismo bipolar 0 513 09/22/2012 - 19:08 Português
Poesia/Geral beira rio 3 687 06/23/2012 - 00:37 Português
Poesia/Geral aleatorio 0 654 05/11/2012 - 21:25 Português
Poesia/Geral por quanto tempo 0 959 05/11/2012 - 21:24 Português
Poesia/Geral indo sem caminho 0 722 05/11/2012 - 20:59 Português
Poesia/Geral volta sem ida 1 707 05/09/2012 - 22:44 Português
Poesia/Geral porco 0 579 04/24/2012 - 02:05 Português
Poesia/Geral tonto 0 547 04/24/2012 - 00:29 Português
Poesia/Geral tarde demais 0 846 12/28/2010 - 19:52 Português
Poesia/Geral ela ama-me tanto que me odeia 0 1.079 12/28/2010 - 19:49 Português
Poesia/Geral heroi 0 1.057 12/28/2010 - 19:44 Português
Poesia/Geral cheira-me a novo 0 1.079 12/28/2010 - 19:41 Português
Ministério da Poesia/Geral QUAnDO NAO SEI BEM O Q DIZER! 0 1.403 11/19/2010 - 19:30 Português
Ministério da Poesia/Geral errado no sitio fumado 0 1.041 11/19/2010 - 19:30 Português
Ministério da Poesia/Geral hibernado 0 1.157 11/19/2010 - 19:30 Português
Ministério da Poesia/Geral tudo por nao ser niguem 0 939 11/19/2010 - 19:30 Português
Ministério da Poesia/Geral todo fumado 0 1.212 11/19/2010 - 19:30 Português
Ministério da Poesia/Geral ganzaa 0 1.281 11/19/2010 - 19:30 Português
Ministério da Poesia/Geral algo estava errado 0 1.347 11/19/2010 - 19:30 Português
Ministério da Poesia/Geral algo estava errado 0 1.278 11/19/2010 - 19:30 Português
Ministério da Poesia/Geral roda,gira, roda 0 1.290 11/19/2010 - 19:30 Português
Ministério da Poesia/Geral nono andar 0 1.203 11/19/2010 - 19:30 Português
Ministério da Poesia/Geral respiro mentira 0 1.368 11/19/2010 - 19:30 Português