CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Tudo isso que penso agora

Contemplo o dia nublado ao despertar
Hoje o sol não apareceu na minha janela
E eu não soube das notícias que ele poderia me trazer
Sento em silêncio então
E começo a imaginar
Tudo isso que penso agora.

O que pode selar o destino de alguém
Que não pode ser pensado um dia
Se a vida é uma forma subjetiva
E tudo pode parecer tão real
Que não existe outra saída que não seja uma escolha.
Por onde devo conduzir os meus passos
E por que devo esquecer tudo o que me disseram?

Fale o que quiser falar
Eu estou pronto a ouvir
Então ouço o som do silêncio
Que sussurra palavras de esperança em meus ouvidos
Diga que me ama e não vá embora
Que eu seja a luz que ilumine a sua vida
Mas que não falte um dia
Como o sol que não apareceu hoje.

Agora estou parado em minha jornada
Reflito sobre cada detalhe outrora obscuro
Minha mente consegue ir mais longe
E meus passos são bem mais seguros agora
Do que foram quando eu não tinha esse conhecimento.

Vou tentar caminhar em silêncio
Ouvir os meus próprios pensamentos
Deixar que essa voz me conduza ao infinito
Onde posso alcançar muito mais do que sei agora
Porque a vida é sempre uma incógnita
Sempre uma grande aventura
Uma escalada rumo ao topo do mundo.

Poema: Odair José, Poeta Cacerense

www.odairpoetacacerense.blogspot.com

Submited by

domingo, março 20, 2022 - 19:00

Poesia :

No votes yet

Odairjsilva

imagem de Odairjsilva
Online
Título: Membro
Última vez online: há 1 hora 42 minutos
Membro desde: 04/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 7703

Comentários

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odairjsilva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos De mãos dadas com a Morte 3 51 05/18/2022 - 18:53 Português
Poesia/Pensamentos Do pensamento 3 75 05/17/2022 - 18:36 Português
Poesia/Desilusão O teu olhar 3 46 05/16/2022 - 23:29 Português
Poesia/Intervenção Destruam essa arte 3 46 05/16/2022 - 18:38 Português
Poesia/Desilusão Silenciosa sombra de solidão 3 47 05/16/2022 - 12:38 Português
Poesia/Amor Saber entender, crescer e viver 3 73 05/13/2022 - 19:25 Português
Poesia/Meditação Cantem as canções que não escrevi 3 57 05/12/2022 - 22:56 Português
Poesia/Tristeza Alma em suplício 3 49 05/11/2022 - 23:12 Português
Poesia/Meditação Feliz com sua presença 3 77 05/11/2022 - 18:42 Português
Poesia/Desilusão Insensatez 3 68 05/10/2022 - 18:37 Português
Poesia/Pensamentos Eu navegarei 3 61 05/09/2022 - 23:13 Português
Poesia/Pensamentos Fantasmas de um tempo passado 3 103 05/09/2022 - 13:28 Português
Poesia/Dedicado Mãe, o maior amor que pode existir 3 77 05/08/2022 - 20:33 Português
Poesia/Dedicado Mãe - Eu canto a ti o amor! 3 71 05/06/2022 - 23:57 Português
Poesia/Meditação Dias melhores virão 3 126 05/06/2022 - 19:01 Português
Poesia/Meditação A impossibilidade física da morte na mente de alguém que está vivo 3 76 05/05/2022 - 19:11 Português
Poesia/Meditação O peso do mundo 3 66 05/04/2022 - 23:02 Português
Poesia/Meditação E se não estiver tudo bem? 3 80 05/04/2022 - 18:45 Português
Poesia/Amor Inimaginável 3 83 05/03/2022 - 18:34 Português
Poesia/Tristeza Querida solidão 3 82 05/02/2022 - 18:29 Português
Poesia/Intervenção Não lastimo o próximo perigo 3 124 05/02/2022 - 12:41 Português
Poesia/Pensamentos Palavras apenas não servem 3 68 04/30/2022 - 21:59 Português
Poesia/Fantasia Enquanto dormia 3 89 04/29/2022 - 23:56 Português
Poesia/Meditação Resta um poeta morto! 3 101 04/28/2022 - 20:45 Português
Poesia/Meditação Corra com os cavalos 3 67 04/28/2022 - 18:23 Português