CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Fiori Strada 125


 

A Honda FS 125 era sinônimo de liberdade e ousadia. Eu tive uma. Na época em que comprei a minha primeira moto, poucas mulheres ousaram ter uma. Como era uma moto para fazer trilha, a minha moto chamava muito atenção, por se amarela e pela placa que eu coloquei. As iniciais do meu nome DB 666 foi palco de uma cena muito interessante. Um dia eu estava parada na sinaleira e encostou um carro ao meu lado e um homem me disse: Moça, mude o número da placa da sua moto. Este número atrai coisas ruins. Como sou muito supersticiosa, passei a andar com certo recheio. Uma tarde, depois de me despedir dos amigos que costumam estacionar na avenida no final de tarde, eu decidi ir embora. Naquela época, não era obrigatório o uso de capacetes e eu ainda usava botas de salto alto para pilotar. No momento em que trocava de marcha e acelerava, um carro fechou a frente da moto. Eu ainda tive tempo de raciocinar. Vi que não podia desviar e que ia bater de qualquer jeito. Então torci o guidão e a moto bateu de lado no carro. Estava na direção um senhor que era policial. Meus amigos correram para ver se eu estava bem. Graças à Deus, foram só danos materiais e o policial pagou os consertos da moto. Depois disso, acabei vendendo a moto, não porque tivesse ficado com medo, mas porque me casei e fui morar em outra cidade e precisava de carro para trabalhar. Alguns anos se passaram, eu me divorciei e voltei para a cidade onde morava. Haviam se passado vinte anos e eu nunca mais havia andado de moto. Tinha já dois filhos. Um dia, resolvi que ia comprar outra moto e comprei uma Yamaha XTZ 125,azul. Sai da concessionária com minha filha na garupa. Desta vez, eu havia comprado capacetes. Quando guardei a moto na garagem de casa, percebi que havia no chão uma porção de óleo derramado. Fui no outro dia na concessionária e eles me disseram que toda a moto nova escorre um pouco de óleo. Aproveitei nesse dia para pedir para rebaixar a moto, porque eu mal encostava os pés no chão. Pedi também que colocassem um protetor de pernas e me disseram que para moto cross não existia protetor. Teriam que improvisar um. E assim foi feito. Quando fui buscar a moto, achei que o protetor prendia os pés, porque era dobrado para trás. Num momento de emergência, eu poderia não conseguir manobrar. Fui para casa pensando naquilo. Sonhei com meu pai, que já havia falecido. No sonho, ele me mostrava um caminhão que havia comprado e que possuía outra carreta no reboque, algo como o bitrem  de hoje. Ele me mostrou os engates e me disse que era muito perigoso. Perguntou-me  se eu sabia o que era carburador. Eu disse que não. Ele me perguntou como eu poderia não saber, se dirigia e pilotava moto há tanto tempo. Esse sonho me deixou curiosa. Não conseguia entender o que ele tinha a ver com a moto. Ao chegar na concessionária e reclamar novamente do óleo derramado, eles insistiram que não era nada. Fui andando em direção `a moto e foi então que vi uma enorme quantidade de óleo espalhada pelo chão. Chamei o mecânico para ver e ele me disse: É o carburador. Quando ele falou em carburador, eu fiquei toda arrepiada. Lembrei  do sonho que havia tido com meu pai e entendi o que ele havia falado sobre os engates. Resolvi na mesma hora tirar o protetor de pernas que havia colocado na moto. Agradeci ao meu pai, porque sabia que naquele momento e em vários outros, ele cuidava de mim, como sempre fez.

Débora Benvenuti

http://colchaderetalhos13.blogspot.com.br

Submited by

quarta-feira, julho 16, 2014 - 21:30

Prosas :

No votes yet

deborabenvenuti

imagem de deborabenvenuti
Offline
Título: Moderador Poesia
Última vez online: há 3 semanas 4 dias
Membro desde: 05/10/2010
Conteúdos:
Pontos: 2577

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of deborabenvenuti

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Prosas/Contos O Psiquiatra e o Comentarista 0 27 12/25/2019 - 13:07 Português
Poesia/Tristeza A Ilha 0 1.741 01/07/2019 - 20:35 Português
Prosas/Contos A Obsessão e o Psiquiatra 0 579 01/07/2019 - 20:27 Português
Prosas/Contos A Palavra e a Escrita 0 436 01/07/2019 - 20:23 Português
Prosas/Contos O Ensinamento, a Interpretação e a Conseqüência 0 376 01/07/2019 - 20:07 Português
Prosas/Contos O Gigante Adormecido 0 1.994 01/07/2019 - 20:01 Português
Prosas/Contos O Sol também se levanta 0 1.906 01/07/2019 - 19:57 Português
Prosas/Contos O Ponto Final e a Criatividade 0 948 01/07/2019 - 19:53 Português
Prosas/Contos A Sombra e a Solidão 0 551 12/01/2018 - 21:51 Português
Prosas/Contos A Fotografia, a Curiosidade e a Imaginação 0 909 05/05/2018 - 00:18 Português
Poesia/Fantasia As Lágrimas do Silêncio 4 1.497 03/17/2018 - 16:11 Português
Poesia/Geral Sentir ou não Sentir 0 1.350 10/05/2015 - 02:41 Português
Fotos/Gentes e Locais Ramon 0 1.571 10/05/2015 - 02:25 Português
Fotos/Gentes e Locais Ramon,meu neto 0 1.630 10/05/2015 - 02:19 Português
Poesia/Geral Caminhantes 0 1.353 07/11/2015 - 22:23 Português
Poesia/Fantasia Vida que segue 0 1.642 07/11/2015 - 22:10 Português
Fotos/Gentes e Locais Larissa e eu 0 2.591 04/09/2015 - 17:27 Português
Fotos/Gentes e Locais Minha filha esperando meu neto 0 2.964 04/09/2015 - 17:24 Português
Fotos/Gentes e Locais Chá de Bebê do meu neto,Ramon 1 9.258 04/09/2015 - 17:19 Português
Fotos/Gentes e Locais Ramon aos dois meses 0 1.809 04/09/2015 - 16:56 Português
Fotos/Gentes e Locais Meu neto 0 3.020 04/09/2015 - 16:53 Português
Fotos/Gentes e Locais Quase Avó! 0 2.849 02/01/2015 - 14:24 Português
Prosas/Contos A Imaginação vai ser Avó 0 1.335 02/01/2015 - 14:15 Português
Fotos/Artes Motocicleta de Fraldas com Urso Luminoso 0 3.692 11/19/2014 - 21:05 Português
Prosas/Contos A Imaginação e o Tempo 0 1.365 11/19/2014 - 18:55 Português