CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

O Estrangulamento do Cotidiano

Estou revoltado com os acontecimentos. Revoltado com a forma de ser e agir de alguns indivíduos da nossa sociedade moderna. Ícones da falácia moderna e da hipocrisia que se instala nos meios de sobrevivência da humanidade. Pessoas que se acham os donos da verdade e que se instituem como os novos profetas do futuro estabelecido.

As pessoas já não se olham com a confiança que necessitamos para nos sentirmos seguros em meio às avalanches de mentiras e traições que se aprofunda em nossos âmagos interiores.

Revoltado de lutar com quem não quer nada da vida. Preferem permanecer nas profundezas da ignorância a dar espaço para que a luz do conhecimento possa os orientar. Preferem viver dos vícios e malefícios das atividades medíocres a que estão acostumados. Pergunto-me o porquê e as respostas vem em forma de novas indagações. É o mesmo que lutar contra a natureza morta de uma samambaia.

Este espaço é justamente para expor a minha fúria a esse império da ignorância que, a cada dia conquista mais espaço. Como uma epidemia vai se alastrando, dia-a-dia, em direção à conquista total. As pessoas, como insetos indefesos, cedem às mandíbulas tenebrosas desse monstro inescrupuloso.

Minha revolta a essa situação catastrófica se baseia na autocontemplação do mundo a minha volta. Estou revoltado com tudo isso. Não sei por quanto tempo vou resistir a esse ataque. A única coisa que sei é que esse monstro não irá me atingir. De forma nenhuma. Nem que seja o último, pretendo resistir.


Odair José
Poeta e Escritor Cacerense

http://odairpoetacacerense.blogspot.com

http://cinehistoriaojs.blogspot.com

Submited by

terça-feira, janeiro 25, 2011 - 14:56

Prosas :

No votes yet

Odairjsilva

imagem de Odairjsilva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 dia 4 horas
Membro desde: 04/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 8392

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odairjsilva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Paixão O amor na noite do tempo 3 175 03/23/2022 - 03:05 Português
Poesia/Paixão O nome desse sentimento é paixão 3 151 03/22/2022 - 18:59 Português
Poesia/Intervenção Nada pode impedir o seu caminhar 3 186 03/21/2022 - 13:12 Português
Poesia/Pensamentos Tudo isso que penso agora 3 172 03/20/2022 - 19:02 Português
Poesia/Desilusão Não posso viver sem minha vida 3 248 03/19/2022 - 14:28 Português
Poesia/Intervenção O caos primordial 3 163 03/18/2022 - 16:37 Português
Poesia/Desilusão Implacável 3 154 03/17/2022 - 18:39 Português
Poesia/Amor A fagulha do amor alado 3 296 03/16/2022 - 18:47 Português
Poesia/Amor Sintonia 3 246 03/15/2022 - 18:45 Português
Poesia/Pensamentos Apenas o som da chuva 3 230 03/14/2022 - 19:27 Português
Poesia/Meditação O silêncio dos inocentes 3 214 03/11/2022 - 19:59 Português
Poesia/Pensamentos A verdade que nunca foi dita 3 309 03/10/2022 - 18:39 Português
Poesia/Amor Lutar contra o coração é difícil 3 151 03/09/2022 - 19:29 Português
Poesia/Meditação Uma porta se abriu 3 143 03/08/2022 - 20:31 Português
Poesia/Amor Não passava de uma aventura 3 250 03/07/2022 - 23:44 Português
Poesia/Desilusão Não se pode mandar no coração 3 205 03/07/2022 - 12:19 Português
Poesia/Amor Por onde anda aquela saudade 3 180 03/06/2022 - 12:18 Português
Poesia/Pensamentos Um pensador cacerense disse... 3 246 03/05/2022 - 11:57 Português
Poesia/Meditação Livre e inabalável como o próprio vento 3 162 03/05/2022 - 11:52 Português
Poesia/Pensamentos O que tem do outro lado do muro? 3 184 03/04/2022 - 17:38 Português
Poesia/Amor Amor sem fim 3 251 03/03/2022 - 23:05 Português
Poesia/Meditação Se não sabes para onde vais 3 232 03/03/2022 - 12:25 Português
Poesia/Alegria Deixa-me viver 3 190 03/03/2022 - 01:11 Português
Poesia/Amor O sol não me disse nada 3 172 03/02/2022 - 12:44 Português
Poesia/Intervenção O comboio da morte na Ucrânia 3 172 03/01/2022 - 19:23 Português