CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Canção ao Festival de Pesca


Às margens do rio Paraguai, tão sereno, 
O povo de Cáceres celebra o seu festival, 
A pesca, o peixe, o amor ao terreno, 
Reúnem-se todos num rito anual. 
 
Em barcos coloridos, partem sonhadores, 
Laçando as águas com linha e anzol, 
Nasce entre eles, sob os raios solares, 
Uma dança que vai até o pôr do sol. 
 
Pescadores de alma e coração valente, 
Com olhos que brilham, reflete o luar, 
Desafiam as ondas, com ar contente, 
Esperando o peixe que vem a linha fisgar. 
 
E ao entardecer, quando o céu se pinta, 
Com cores de ouro e rubi sem igual, 
O festival vibra, se agita e cintila, 
Numa festa de amor e alegria tradicional. 
 
Cáceres, terra de rica tradição, 
Seu povo celebra a vida e a paz, 
No Festival de Pesca, nasce a canção, 
Que a todos encanta e feliz nos faz. 
 
Memórias de um tempo que é só beleza, 
Onde a natureza convida a ficar, 
E no fim do dia, com plena certeza, 
Voltamos pra casa, querendo voltar.
 
 
Poema: Odair José, Poeta Cacerense

www.odairpoetacacerense.blogspot.com

Submited by

quinta-feira, julho 4, 2024 - 14:51

Poesia :

No votes yet

Odairjsilva

imagem de Odairjsilva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 7 horas 24 minutos
Membro desde: 04/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 16158

Comentários

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odairjsilva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Canção Tudo o que desejei 6 147 07/14/2024 - 17:02 Português
Poesia/Pensamentos Palavras escritas para os perdidos 6 322 07/13/2024 - 14:36 Português
Poesia/Amor Amanhã, quem sabe? 6 149 07/12/2024 - 13:50 Português
Poesia/Desilusão O tempo faz esquecer 6 241 07/11/2024 - 14:37 Português
Poesia/Pensamentos Esquecemos o que aconteceu ontem 6 468 07/10/2024 - 16:47 Português
Poesia/Desilusão Passados recompostos 6 468 07/09/2024 - 15:15 Português
Poesia/Desilusão Fere como um punhal 6 317 07/08/2024 - 16:19 Português
Poesia/Pensamentos Que mundo criamos? 6 459 07/07/2024 - 14:34 Português
Poesia/Intervenção Convoco os poetas 8 405 07/07/2024 - 14:28 Português
Poesia/Pensamentos Todas as canções possíveis 6 615 07/05/2024 - 14:21 Português
Poesia/Dedicado Canção ao Festival de Pesca 6 246 07/04/2024 - 14:55 Português
Poesia/Amor No silêncio da noite 6 217 07/03/2024 - 23:34 Português
Poesia/Desilusão Um olhar que se foi 6 346 07/02/2024 - 17:08 Português
Poesia/Amor Para tão longo amor 6 248 07/01/2024 - 13:51 Português
Poesia/Paixão Êxtase 6 169 06/30/2024 - 14:01 Português
Poesia/Pensamentos Escravos da mentira e do vento 6 961 06/29/2024 - 15:23 Português
Poesia/Intervenção Planeta a suspirar 6 254 06/29/2024 - 01:23 Português
Poesia/Amor Sempre 6 408 06/28/2024 - 02:07 Português
Poesia/Desilusão Saudade é minha poesia 6 269 06/26/2024 - 20:35 Português
Poesia/Amor Se alguém souber 6 253 06/25/2024 - 03:50 Português
Poesia/Amor Deusa em um jardim 6 640 06/23/2024 - 14:57 Português
Poesia/Pensamentos Um tolo por acreditar 6 879 06/22/2024 - 14:07 Português
Poesia/Pensamentos A noite dos gafanhotos 8 1.056 06/22/2024 - 14:05 Português
Poesia/Pensamentos Enigmas de uma vida intensa 6 1.122 06/20/2024 - 20:08 Português
Poesia/Desilusão Desejos que acabam de partir 6 362 06/18/2024 - 23:49 Português